quarta-feira, novembro 21, 2018
Home > Alepe > Visita parlamentar à fábrica da Hemobrás repercute no Plenário

Visita parlamentar à fábrica da Hemobrás repercute no Plenário

A visita da Frente Parlamentar em Defesa da Hemobrás às instalações da estatal, em Goiana, na Mata Norte, foi registrada pela coordenadora do grupo, deputada Priscila Krause, do Democratas. A parlamentar relatou o que foi encontrado no local. “Nós constatamos a existência de um galpão, onde tem vários equipamentos, maquinários estimados no valor de 180 milhões de reais. Muito bem acondicionados, é verdade, mas paralisados por falta de continuidade da obra. Encontramos um dos blocos construído pela metade, que é o bloco de produção. E, por outro lado, nós temos uma etapa do manejo do plasma em pleno funcionamento.”

O tempo de armazenamento dos materiais foi questionado por Roberta Arraes, do PSB, que também participou da visita. Ela se mostrou preocupada com a defasagem dos equipamentos, adquiridos com dinheiro público. Bispo Ossesio Silva, do PRB, integrante da comitiva que foi à Hemobrás, enfatizou a importância da estatal para o acesso da população a medicamentos hemoderivados.

Rodrigo Novaes, do PSD, registrou a conclusão do Estatuto Estadual da Pessoa com Câncer. Antes da reunião plenária, a Comissão Especial que elaborou o documento fez a apresentação do relatório final dos trabalhos. De acordo com ele, o estatuto apresenta direitos do paciente, como o atendimento com prioridade e o fornecimento de medicamentos comprovadamente eficazes. Simone Santana, do PSB, que participou da confecção do texto legal, afirmou que o estatuto será um marco em Pernambuco.

A passagem do Dia Estadual do Rio Capibaribe, comemorado na última sexta, 24 de novembro, motivou pronunciamento do deputado José Humberto Cavalcanti, do PTB. Ele ressaltou a importância histórica e econômica do manancial para Pernambuco.

Adalto Santos, do PSB, solicitou à Secretaria Estadual de Educação o fim do programa Semear. Segundo o deputado, alunos da Escola de Referência Arnaldo Assunção, de Caruaru, no Agreste Central, foram submetidos a uma dinâmica que promovia a desconstrução de gênero, e teriam sido expostos à pornografia:  “Uma dinâmica realizada tinha por título ‘Eu me toco aqui’, na qual os alunos se apresentavam tocados em uma parte do corpo e, em seguida, eram questionados se sentiam desejo em tocar em alguma outra parte íntima”.

O deputado Eriberto Medeiros, do PTC, relatou uma tentativa de homicídio a um vigilante de Cumaru, no Agreste Setentrional. O profissional foi baleado enquanto buscava ajuda para impedir um assalto. O parlamentar pediu mais atenção do Governo Estadual e da Polícia Civil com os casos de violência no Interior.

O deputado Bispo Ossesio Silva, do PRB, registrou ida a Brasília para participar de uma mesa de debates sobre racismo no futebol. O evento foi promovido pela Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial: “É um absurdo, no meio esportivo, ainda vivermos situações de preconceito racial sabendo que a maioria dos jogadores são negros e de origem pobre, e nos trazem tanta alegria. Tenho certeza que os clubes de futebol prezam pela paz e pelo futuro do esporte, e que casos de racismo nos estádios são fruto de atitudes individuais e isoladas que não condizem com a grandiosidade dos clubes.”

A Lei do Desmonte, que regulamenta o comércio de ferro velho no Brasil desde 2015, é tema de debate na reunião dessa segunda da Frente Parlamentar de Trânsito e Transporte da Alepe. O assunto foi levado à tribuna pelo deputado Eduíno Brito, do PP, que convidou os colegas a participarem da discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *