domingo, dezembro 16, 2018
Home > Olinda > Tentativa de assalto faz mulher escorregar de ponte em Olinda

Tentativa de assalto faz mulher escorregar de ponte em Olinda

Uma tentativa de assalto a ônibus em Olinda deixou um suspeito ferido e fez uma mulher escorregar de uma ponte, na noite da última terça-feira (5). O caso ocorreu por volta das 23h, na ponte do Rio Beberibe, que fica na avenida Cidade de Monteiro, próximo ao cruzamento da Segunda Perimetral com a avenida Presidente Kennedy.

De acordo com o assessor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Genildo Pereira, dois assaltantes tentaram invadir um primeiro ônibus, dando coronhadas no vidro do veículo até que trincasse. No entanto, o motorista conseguiu fugir da investida.

Em seguida, a dupla entrou em um ônibus da linha PE-15/Afogados, onde foi surpreendida por um passageiro armado. “Por causa da primeira tentativa, uma viatura já tinha sido acionada para o local. Houve troca de tiros entre suspeitos, policiais e o passageiro. Um dos assaltantes foi ferido no tórax e o outro fugiu”, explicou.

Lindemberg de Lima Carvalho, 26 anos, foi a pessoa baleada. Ainda não há informações sobre qual arma foi responsável pelo disparo. Ele foi socorrido para a Policlínica Amaury Coutinho, na Zona Norte do Recife, e depois transferido para o Hospital da Restauração, na área central. Segundo o HR, o paciente passou por uma cirurgia. O estado dele é estável.

O assessor do sindicato informou que uma passageira desse ônibus estava usando fones de ouvido e não percebeu o assalto. “Assim que as pessoas começaram a esvaziar o transporte, a moça saiu do veículo correndo e acabou escorregando da ponte, de uma altura de aproximadamente 6 metros”, disse.

Larissa, como foi identificada, de 25 anos, ficou ferida e também foi enviada para a Policlínica Amaury Coutinho, onde teve os primeiros socorros. Ela se queixava de fortes dores nas pernas, mas não corria perigo de vida. Ela seria encaminhada ainda nesta quarta para o Hospital Otávio de Freitas, mas como tinha plano de saúde, preferiu recorrer a um serviço particular.

Fonte: FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *