terça-feira, novembro 20, 2018
Home > Plantão de Polícia > PF investiga empresa que ofereceria seguro de vida irregular no Recife

PF investiga empresa que ofereceria seguro de vida irregular no Recife

Documentos apreendidos mostram atividade irregular. (Foto: Divulgação / Polícia Federal)
Documentos apreendidos mostram atividade irregular.
(Foto: Divulgação / Polícia Federal)

Uma operação conjunta da Polícia Federal e da Superintendência de Seguros Privados (Susep) investiga uma empresa suspeita de oferecer irregularmente seguros de vida no Recife. Na quinta-feira (14), foram apreendidos diversos documentos, entre eles propostas de adesão, que apontam para a exploração ilegal de seguros de vida, visto que a empresa não teria autorização da Susep para atuar. O caso foi divulgado apenas neste domingo (17).

A empresa estaria oferecendo aos seus associados um ‘auxílio financeiro’ em caso de morte ou invalidez permanente. Atualmente, cerca de cinco mil pessoas teriam contratado o auxílio. Segundo a PF, diversas pessoas denunciaram que não receberam o valor contratado no seguro. Foi constatada ainda uma série de reclamações e ações judiciais referentes a empréstimos consignados – embora nesse ramo, a princípio, a empresa tivesse autorização para funcionar.

De acordo com a PF, a suspeita é de que estejam cometendo crime de instituição financeira clandestina, ou seja, operar, sem a devida autorização dos órgãos competentes. A polícia ainda analisa os documentos que foram apreendidos e pretende intimar os responsáveis pela empresa para prestar esclarecimento. A pena para este tipo de crime é de 1 a 4 anos, além de multa.

A empresa, que funcionava em Boa Viagem, teve a atividade econômico-financeira suspensa pela Justiça Federal no Recife após representação policial. Durante a apreensão, a PF ainda identificou uma possível segunda empresa que pode estar atuando irregularmente. Os documentos vão ser enviados à Susep para verificação.

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *