segunda-feira, novembro 19, 2018
Home > Olinda > Drones serão arma contra a criminalidade em Olinda

Drones serão arma contra a criminalidade em Olinda

Os primeiros alvos dos drones adquiridos nesta semana pela Prefeitura de Olinda serão nove casas construídas irregularmente no Horto Del Rey, um dos primeiros jardins botânicos do Brasil, localizado no Sítio Histórico, e dois conjuntos habitacionais em Rio Doce, que estão ocupados ilegalmente desde 2011. O município investiu R$ 15 mil em dois equipamentos e afirma ser o primeiro do estado a usá-los para auxiliar nas ações de controle urbano, segurança, trânsito e defesa civil.

A aquisição vai permitir que a Guarda Municipal – responsável pela manipulação dos drones e captação de imagens – repasse informações com mais clareza e objetividade para as polícias Militar e Civil, por exemplo. “As imagens nos ajudam a planejar quantas viaturas vamos precisar para fazer a desocupação nos conjuntos em Rio Doce”, destacou o secretário de Segurança Urbana, Pereira Neto, que é oficial reformado da Polícia Militar. Dois guardas municipais foram treinados ao longo de dois meses para usar os drones.

Os guardas capacitados terão um aparelho joystick nas mãos onde estará acoplado um celular ou tablete por onde passarão as imagens captadas do alto pelo drone. Em seguida, as informações podem ser repassadas para as polícias por rádio, em frequência específica, para evitar vazamento. “Temos dificuldade de entrar em assentamentos urbanos subnormais, ou favelas, então as imagens passarão informações mais precisas, como roupas e localização, sobre quem é o olheiro, o avião e o vendedor de drogas dentro de uma comunidade”, detalhou o secretário.

Os drones também serão usados em grandes eventos municipais, como o carnaval. “As prévias já começaram e vamos atuar para combater a ação de galeras”, acrescentou Pereira Neto. Hoje o Sítio Histórico tem 16 câmeras para auxiliar no trabalho preventivo de segurança, mas os drones têm a vantagem de ofertar imagens móveis e acompanhar atitudes suspeitas, permitindo à polícia a perseguição. O município também vai usá-los para amenizar congestionamentos no trânsito e tragédias nos morros durante o inverno. Os equipamentos sobrevoam alturas de até 500 metros e possuem resolução 4K. Também são registrados pela Anac e liberados pela Anatel.

Luana de Oliveira, 33 anos, moradora da comunidade V8, no Varadouro, aprovou a aquisição. “Acho legal para trazer mais segurança para os moradores”. Esequias Santana, 37, concorda. “Acredito que agora haverá mais cuidado na hora de fazer coisas erradas”, pensa. O prefeito Professor Lupércio disse que deve adquirir mais drones, porém não informou quando e nem a quantidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *