segunda-feira, abril 22, 2019
Home > Protesto e Greve > Aos poucos, ônibus voltam a circular após paralisação de advertência

Aos poucos, ônibus voltam a circular após paralisação de advertência

Em mais um dia, a população da Região Metropolitana do Recife sofreu com a falta de ônibus nas paradas. Nesta sexta-feira (29), a situação não foi tão caótica, já que o Sindicato dos Rodoviários confirmaram que fariam a paralisação de advertência ainda na tarde da quinta-feira. Assim, os trabalhadores se programaram e deram um jeito de chegar ao trabalho, usando mototáxis, táxis e caronas. A paralisação durou das 4h às 8h e não foi registrado tumulto nos terminais e paradas de ônibus.

Na tentativa de amenizar os transtornos, o Metrô do Recife ampliou o horário de pico até as 9h30 (em dias normais, das 6h às 8h30). De acordo com o Metrorec, a movimentação foi tranquila, pois o número de passageiros diminuiu durante a paralisação dos rodoviários. Entre 55% e 60 % dos usuários do metrô utilizam dos terminais integrados, que encontraram-se fechados no início da manhã.
O movimento nas empresas de táxi foi intenso. Na companhia Servi-Táxi, por exemplo, os agendamentos tiveram um aumento desde a meia-noite, sendo duplicado a partir das 4h30 desta sexta. Às 5h, já havia uma lista de espera com 100 solicitações, o que não é comum para o horário.

Os mototaxistas também aproveitaram para lucrar. No Terminal Integrado de Xambá, em Olinda, na Grande Recife, muitos deles se oferecem para levar passageiros. Uma corrida para o Centro do Recife, que fica a pouco mais de dez quilômetros de distância, estava custando R$ 20. Muitos carros particulares também fizeram lotação no Terminal da Macaxeira, na Zona Norte do Recife. O transporte por mototaxistas, vans e carros particulares através de cobrança é proibido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *