terça-feira, Abril 24, 2018
Home > Olinda > Saúde de Olinda inaugura primeiro CAPS Infantojuvenil da cidade

Saúde de Olinda inaugura primeiro CAPS Infantojuvenil da cidade

Unidade vai funcionar de segunda a sexta-feira em dois turnos

Crianças e adolescentes com transtornos mentais residentes no município de Olinda passam a contar com estrutura na área de atendimento de saúde mental. O prefeito Professor Lupércio inaugurou nesta sexta-feira (06.04), às 9h, o primeiro Centro de Atenção Psicossocial (CAPS-i) da cidade. Denominado de Valério Maciel Leitão (Valerinho – jovem olindense com autismo –  falecido recentemente), funcionará na Rua Pereira Simões, 72, Bairro Novo, e será coordenado pela Secretaria de Saúde. O serviço atenderá de segunda a sexta, nos dois turnos, a uma média diária de 25 usuários.

O prefeito enfatizou que o momento representou um marco na história de Olinda. “Estou muito feliz por participar de um momento dessa magnitude na saúde, pois todos foram importantes na construção e instalação desse equipamento. Escutar o testemunho de vida dessas mães e, principalmente da mãe de Valerinho, a Emicleide Viana, que lutou 30 anos com o filho e agora assume o compromisso de defender os interesses das mães que têm filhos autistas”, pontuou.

O secretário de Saúde, Eud Johnson Cordeiro, extremamente emocionado, enfatizou a importância da implantação da nova unidade. “Inicialmente agradeço a toda equipe pelo empenho, pois essa unidade especializada foi uma prioridade do prefeito. O nome de Valerinho está eternizado em Olinda, pois se trata de um local voltado para a inserção social das crianças e adolescentes”.

A mãe de Valerinho, Emicleide Viana Maciel, conhecida por Emi, acompanhada dos familiares, falou emocionada. “Temos muito que agradecer, pois minha luta foi de 30 anos com meu filho. Agora, o meu compromisso se amplia, pois me junto a 120 mães que enfrentam os mesmos desafios que passei. Muitas delas estão sozinhas porque os companheiros as abandonaram no momento de dificuldades”, desabafou.

O CAPS-i contará com uma equipe multiprofissional composta por psiquiatra, enfermeiro, psicóloga, assistente social, psicopedagoga, fonoaudiólogo e técnicos de enfermagem. O espaço também é formado por funcionários de apoio administrativo e educacional e serviços gerais.

A estrutura da sede do novo CAPS-i é composta por ambientes para acolhimento e atendimento individual e em grupo, sala de reunião e administrativa, área de convivência e refeitório. As atividades do novo equipamento de saúde estão pautadas no acompanhamento e orientação de forma humanizada por meio de oficinas terapêuticas e atendimento integral ao paciente e à família.

A nova unidade, que é um equipamento destinado ao acolhimento público infantojuvenil, soma-se aos demais centros da rede em saúde mental de atenção psicossocial do município, acrescendo ao CAPS Nise da Silveira, na IV Etapa de Rio Doce; ao CAPS-AD em Álcool e outras Drogas, em Bairro Novo; às quatro Residências Terapêuticas.

O CAPS Infantojuvenil também disponibilizará serviços voltados ao desenvolvimento de ações intersetoriais nas áreas de assistência social, educação e justiça. A unidade recebeu este nome em homenagem ao jovem morador de Olinda e autista, Valério Maciel Leitão, falecido recentemente, destacando a importante do empenho da mãe do rapaz, Emicleide Viana Maciel, na luta pela causa do autismo na cidade.

A solenidade de inauguração contou ainda com a presença do representante do Departamento Nacional de Auditoria do SUS/Ministério da Saúde (MS), Gilberto Filho; a coordenadora do Núcleo Estadual do (MS), Kamila da Costa Correia; familiares de Valerinho e outros convidados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *