Protesto contra mudança de ônibus interdita BR-101, em Paulista

Um protesto dos moradores dos bairros de Caetés I, II e III, em Abreu e Lima, no Grande Recife, interditou um trecho da BR-­101, na entrada de Jardim Paulista, na manhã de ontem (29), para cobrar a volta de uma linha de ônibus que atendia a região. A inauguração do Terminal de Abreu e Lima teria eliminado o coletivo Caetés I/Macaxeira.

De acordo com os moradores, a extinção da linha aumentou o trajeto em uma hora, para quem sai do bairro, equase 2 horas, na volta para casa. “Convivemos com a linha há 30 anos, aí vem um técnico e agora diz que não pode? Tudo que queremos é um ônibus”, comentou o morador Marcelo, um dos integrantes do protesto. Com pneus e pedaços de madeira, os moradores interromperam o tráfego no sentido Paulista­Recife. O protesto foi
pacífico e terminou por volta das 7h15.

De acordo com os moradores, se nenhuma providência for tomada, um novo protesto poderá ser feito. De acordo com o Grande Recife Consórcio, desde a inauguração do TI Abreu e Lima vem realizando reuniões para ajustar a operação das linhas e que os ônibus Caetés I/Abreu e Lima e Caetés II/Abreu e Lima receberam reforço.

o grande recife consórcio informou que desde a inauguração do terminal integrado de Abreu e Lima vem realizando reuniões com a comunidade para ajustar a operação das linhas de caetés, informou ainda que as linhas Caetés I/Abreu e Lima e Caetés II/Abreu e Lima receberam reforço para diminuir o tempo de espera da população.

O Terminal Integrado Abreu e Lima, localizado na bifurcação da BR-­101 Norte com a rodovia PE­-15, foi inaugurado no dia 16 de junho, em uma solenidade que contou com a presença do governador Paulo Câmara. O espaço de 4 mil metros quadrados, foi orçado em mais de R$15 milhões com a pretensão de atender 42 mil passageiros por dia, em 11 linhas de ônibus.

O novo terminal começou a operar no dia 18 de junho, após dois anos de atraso. Entre as modificações ocorridas com a implementação do T.I Abreu e Lima estão a criação, a mudança de nome e a transferência de linhas de um terminal para o outro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *