quinta-feira, dezembro 13, 2018
Home > Brasil > Polícia festeja recepção dos moradores, que aprovam a ocupação

Polícia festeja recepção dos moradores, que aprovam a ocupação

O comandante do Bope estava entre os primeiros homens das forças de segurança a entrar na Rocinha. “As ações se iniciaram às quatro da manhã. A gente veio com 300 policiais. A gente sempre se prepara para enfrentar o pior, mas acreditávamos que fosse acontecer exatamente o que se vê aqui. Uma operação pacífica”, afirmou o comandante do Bope, sem esconder o alivio que senti ao perceber que não seria necessário disparar “nem um tirinho”. “Isto tem a ver como a operação é planejada e conduzida. E é exatamente isso que a gente quer: preservar vidas, reduzir os índices de dano e letalidade”, afirmou o coronel, reconhecendo que a prisão dos chefes dias antes da operação colaborou para que a ocupação fosse uma das mais tranquilas desde a implementação do projeto das Unidades de Policia Pacificadora, as UPP.

“Todas as ocupações foram tranquilas, o que me surpreende aqui é a recepção afetuosa da população. Que todas sejam assim daqui por diante”, afirmou o comandante do Bope, que fez uma revelação. “Espero voltar aqui somente para comemorar”. Após a consolidação da retomada do território, policiais vasculharam a favela atrás de supostos traficantes que estariam escondidos. Quatro suspeitos foram detidos agora à tarde, acusados de integrar a quadrilha local, sendo que três deles tinham passagem pela polícia. Além de 13 armas, sendo 11 fuzis, uma submetralhadora, uma escopeta e duas granadas, foram apreendidos na Rocinha 100 quilos de maconha. 

Do IstoÉ 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *