segunda-feira, março 25, 2019
Home > Economia > Pagamento móvel começa a movimentar negócios

Pagamento móvel começa a movimentar negócios

A diarista Ana Paula da Silva combinou com a patroa Andressa Tesserolli em receber uma vez por mês para ter controle das contas. Todo mês, porém, Andressa se esquecia de sacar o dinheiro para fazer o pagamento das faxinas. Na última vez, quando Ana Paula ligou para cobrar as diárias do mês, a patroa, que não se lembrou de deixar o dinheiro em casa, disse que faria a transferência naquele momento. Ana Paula não entendeu, já que não nunca teve conta em banco.

Com o número do CPF e do celular da empregada, Andressa abriu para ela, usando o internet banking, uma conta de pagamento no Banco do Brasil. No mesmo momento, a diarista recebeu as instruções, via mensagens pelo celular, para sacar o dinheiro em um terminal de autoatendimento perto da casa da patroa.

Ana Paula foi uma das primeiras a ter esse tipo de conta simplificada, regulamentada essa semana pelo Banco Central. O instituto Data Popular estima que quase 40% da população adulta do País não tem conta em banco. Segundo a pesquisa, essas 55 milhões de pessoas que estão fora do sistema financeiro terão movimentado ao longo deste ano R$ 665 bilhões.

A bancária Lilian Pascoal também fez uma dessas contas para a empregada Helena Cristina da Silva. Agora, ela nem precisa deixar o dinheiro para o pão, transfere do trabalho mesmo, e Helena passa antes no banco para depois ir à padaria. Helena, por sua vez, achou mais seguro não precisar circular pelas ruas com o salário do mês.

Para conquistar os não bancarizados, estratégia do BB é usar sua base de mais de 36 milhões de clientes pessoas físicas. Qualquer correntista pode abrir esse tipo de conta, cujos depósitos não podem ultrapassar R$ 1,5 mil por mês, para fazer um dos vários pagamentos a prestadores de serviços, como os empregados domésticos. Os titulares das contas de pagamento também recebem um cartão pré-pago para ser usado na função débito.

O maior banco público brasileiro foi a primeira instituição financeira a oferecer esse novo produto, independentemente de qual a operadora seu novo cliente tenha relacionamento. Antes, existiam acordos entre bancos e operadoras para o fornecimento de cartões pré-pagos, mas não respeitavam o princípio da operabilidade, exigência que o BC impôs para que o sistema dos bancos se comuniquem com todas as operadoras.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *