terça-feira, novembro 20, 2018
Home > Sem Categoria > Ônibus depredado, engarrafamento e incerteza na volta para a casa

Ônibus depredado, engarrafamento e incerteza na volta para a casa

Apesar de prevista para as 0h desta quarta-feira (04), a greve dos motoristas, cobradores e fiscais que circulam no Grande Recife conseguiu atrasar a volta para casa de muita gente, ainda no final da tarde desta terça-feira (3). Isso porque, após a assembleia que definiu a greve, os rodoviários saíram em passeata pelas ruas do Centro da cidade, saindo da Avenida Cruz Cabugá, seguindo pela Rua do Hospício, Avenida Conde da Boa Vista e Rua da Aurora. Na ponte Duarte Coelho, os manifestantes deixaram cerca de 20 ônibus estacionados, com as luzes apagadas, impedindo o fluxo de veículos no local. Houve muita aglomeração de pedestres e curiosos.

Um dos veículos teve os pneus furados pelos grevistas e os policiais tiveram que atuar para impedir que outros veículos também fossem depredados. O ônibus pertence à linha Caxangá e foi encaminhado para a Avenida Conde da Boa Vista, em frente à Parada 1, sentido Derby dificultando ainda mais o trânsito. Ônibus e motoristas se encontram parados na Avenida Guararapes. Apenas pedestres conseguem transitar pela via.

GREVE – Os manifestantes não aceitaram o reajuste salarial de 8,49% propostos pela Superintendência do Trabalho e decidiram parar suas atividades a partir da 0h desta quarta-feira. Apenas 30% da frota circulará no Grande Recife. Na última quarta-feira (27), os rodoviários já haviam feito uma greve de advertência de 24 horas, deixando paradas de ônibus lotadas e muitos transtornos para os trabalhadores que utilizam o transporte coletivo. Cerca de 2 milhões de usuários  foram afetados com a greve. Hoje, 18 empresas integram a rede de transporte coletivo que circula no Grande Recife.

Do NE10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *