sexta-feira, agosto 17, 2018
Home > Alepe > Frentes da Micro Empresa e do Comércio Varejista farão audiência conjunta em Garanhuns

Frentes da Micro Empresa e do Comércio Varejista farão audiência conjunta em Garanhuns


O município de Garanhuns, no Agreste pernambucano distante220 km do Recife, recebe no próximo dia 16 de junho uma audiência conjunta dasFrentes Parlamentares da Micro e Pequena Empresa e do Comércio Varejista. Oanúncio foi feito na tarde desta terça-feira (07) pelo deputado Sérgio Leite,durante pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa. A reunião estámarcada para as 20h, na sede da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL)de Garanhuns. Será a primeira oportunidade de interiorização das frentes, com oobjetivo de ouvir as queixas e colher sugestões das categorias envolvidas.

No pronunciamento de hoje, Sérgio Leite fez um balanço daprimeira audiência da Frente da Micro Empesa, realizada ontem, no auditório daCasa. A reunião contou com a participação do deputado federalPedro Eugênio, presidente da subcomissão da Micro e Pequena Empresa na CâmaraFederal, de mais de 10 parlamentares de Pernambuco, deputados federais dosestados do Acre e da Paraíba, do diretor superintendente do Sebrae,Roberto Castelo Branco, dos senadores Humberto Costa e Armando Monteiro  ede representantes  do Banco do Nordeste, da Fecomércio,  JoséAlmeida de Queiroz, além de representantes do Conselho Regional deContabilidade, da Prefeitura do Recife, da Secretaria Estadual da Fazenda. Oevento discutiu as propostas do Projeto de Lei 591/2010, que altera aLei Geral da Micro e Pequena Empresa, em vigor desde 2006. Segundo SérgioLeite, as micro empresas representam 98% das empresas nacionais  e sãoresponsáveis por 96% dos empregos formais gerados em Pernambuco e precisamser ouvidas para ter mais condições de continuar alavancando o crescimento dopaís.

O deputado frisou a importância na participação dePernambuco nas propostas de mudança do O PLP 591/2010 propõe quetodas as empresas de faturamento até R$3.600.000,00 se beneficiem  doSimples, independente de sua tividade, além de alterações nas faixas, correção da tabela, possibilitando que empresas que ao longo do tempoficaram fora do Simples possam voltar a se enquadrar. Hoje olimite é de até R$2.400.000,00. De acordo com Sérgio Leite, a frente devese reunir ainda com representantes da Secretaria da Fazenda, para discutir asubstituição tributária e a redução de impostos. O pronunciamento recebeuos apartes dos deputados José Maurício (PP), Maviael Cavalcanti (DEM) eTony Gel (DEM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *