CPRH informa balneabilidade do litoral Pernambucano

Esgoto Pau Amarelo

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) divulga a lista de praias com águas próprias e impróprias para banho de mar. O monitoramento é feito desde 1974 e tem objetivo de avaliar sistematicamente todo o litoral pernambucano quanto a sua balneabilidade. O programa de monitoramento da qualidade das praias conta atualmente com 50 pontos de amostragem, distribuídos em onze municípios litorâneos, situados em três regiões geográficas. Na Região Norte: o município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife: os municípios de Itamaracá, Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca e na Região Sul: os municípios de Sirinhaém, Tamandaré e São José da Coroa Grande.

A classificação das praias está baseada nas normas estabelecidas na Resolução CONAMA nº20/86, em seus artigos 26 e 27, que define padrões de qualidade da água destinada à balneabilidade, ou seja, à recreação de contato primário, que se entende como um contato direto e prolongado com a água para prática de mergulho, natação, esqui-aquático e onde existe a possibilidade de ingestão de quantidades consideráveis de água. Segundo a Resolução, as águas doces, salobras e salinas, destinadas à recreação de contato primário, podem ser classificadas em quatro categorias: excelente, muito boa, satisfatória ou imprópria.

PRAIAS IMPRÓPRIAS PARA BANHO
Até o próximo dia 02 de Abril, a lista de praias impróprias incluem:

Cabo de Santo Agostinho: Praia de Gaibú, em frente à Avenida Laura Cavalcanti (Centro de Turismo).

Paulista: Praia do Janga, em frente à Rua Cláudio S. Bastos Nº 190 (Cond. Roberto Barbosa). Praia do Janga, em frente à Rua Betânia.

Olinda: Praia de Rio Doce, em frente à Rua Paulo N. Queiroz, próximo à foz do Rio Doce. Praia de Casa Caiada, em frente à Av. Ministro Marcos Freire Nº 3861. Praia de Bairro Novo, em frente à Av. Min. Marcos Freire 1387, por trás do Colégio Bairro Novo. Praia do Farol, em frente à Rua do Farol Nº 334, esquina com Rua Farias Neves Sobrinho. Praia do Carmo, em frente à Praça João Pessoa, por trás dos CORREIOS. Praia dos Milagres, em frente à Praça dos Milagres.

Recife: Praia do Pina, em frente ao Iate Clube. Praia do Pina, em frente à Rua Com. Morais com Eng. Antônio de Góes (Cassino Americano).

Sirinhaém: Praia de Barra de Sirinhaém,  em frente à Escola Municipal Leonildo da Silva. Praia de Barra de Sirinhaèm, em frente ao Loteamento Ondas da Barra.

Jaboatão dos Guararapes: Praia de Piedade, em frente a Av. Bernardo V. Melo Nº 1624 com Rua Dom Vital. Praia de Piedade, em frente à Av. Bernardo V. de Melo c/ R. Goiana – Balneário do SESC Praia de Candeias, em frente à Av. Bernardo V. de Melo Nº 6476 – Restaurante Candelária. Praia de Barra de Jangadas, em frente ao Nº 10800 (antiga Marina dos Mares).

Goiana: Pontas de Pedra, na Praia do Meio, em frente aos chuveiros públicos.

Itamaracá: Praia do Forte, em frente ao Forte Orange. Praia de Pilar, em frente à Igreja do Pilar. Praia de Jaguaribe, em frente à Rua Santina de Barros.

Fonte: DP

Compartilhe essa notícia:

    Com obra do BRT atrasada, usuários sofrem com ônibus lotados

    Com obra do BRT atrasada, usuários sofrem com ônibus lotados

    As estações do corredor de ônibus BRT Norte-Sul são vistas ao longo de toda a PE-15, em Olinda. Mesmo assim, continuam vazias e de portas fechadas. Ainda com reparos para serem feitos, a maior parte dos pontos de embarque não foi inaugurada nos prazos estabelecidos pelo Governo Estadual. Por isso, quem anda de ônibus entre Igarassu e Olinda continua sofrendo em ônibus e paradas tradicionais lotados e sem nenhuma proteção, como mostrou o Bom Dia Pernambuco desta terça-feira (24).

    Muitas vezes, os passageiros esperam os coletivos bem em frente às modernas estações de BRT. Eles até veem os ônibus rápidos passando pela avenida, mas nem tentam pedir parada, porque sabem que os veículos não param fora das estações específicas. Por isso, o jeito é esperar no sol, em pé, pelos ônibus tradicionais, que quase sempre chegam lotados. “É horrível, eles passam e não param”, reclama a dona de casa Libânia Lima, que acha um absurdo o corredor não estar pronto depois de tanto tempo de obras. “Todos nós nos sentimos muito prejudicados”, completa.

    Hoje, apenas 11 das 26 estações que compõem o corredor estão funcionando. Em Olinda, o atraso é ainda maior. Somente três das nove estações construídas no município estão em operação. Por isso, a maior parte dos moradores da cidade ainda não sentiu os efeitos do BRT. Segundo a Secretaria das Cidades de Pernambuco, 180 mil passageiros deveriam utilizar o corredor Norte-Sul por dia. Hoje, no entanto, apenas 25 mil conseguem embarcar nas 11 estações que estão funcionando nos 33 quilômetros que ligam o Recife a Igarassu.

    As outras 15 estações continuam com portas fechadas, esperando itens como faixas de pedestre, semáforos ou meio-fio. Elas começaram a ser construídas em janeiro de 2012 e deveriam funcionar antes da Copa do Mundo de 2014. No entanto, o cronograma atrasou e esse prazo foi estendido para julho de 2014. Depois, para dezembro do ano passado e fevereiro deste ano. Agora, o secretário executivo de Mobilidade Urbana do estado, Marcelo Bruto, garante que tudo ficará pronto em maio. “Até o final de maio, nós teremos a espinha dorsal do corredor Norte/Sul finalizada com 26 estações”, diz.

    Ainda segundo Bruto, três estações de Olinda – Sítio Histórico, Bultrins e Quartel – só precisam receber a sinalização de pedestres e devem entrar em operação nos próximos dez dias. “O principal fator que afeta o cronograma destas obras de mobilidade é o fato de serem obras executadas em áreas urbanas que são áreas aglomeradas e com uma grande presença de interferências de concessionárias de serviços públicos como dutos, gasodutos, linhas de distribuição de energia. E, para cada remoção desta, cada desapropriação que for feita, é um processo legal de levantamento de valores, negociação, contratação e obras mesmo e isso tem um efeito sobre os cronogramas das obras”, explica o secretário.

    Fonte: G1-PE

    Compartilhe essa notícia:

      Previsão é de mais chuva para as próximas horas

      Chuvas

      O céu pernambucano continuará fechado neste domingo (22) e madrugada de segunda-feira (23). A previsão da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) é de chuva forte para o Litoral e Zona da Mata e de chuva moderada no Agreste e Sertão, nas próximas 48h.

      A chuva que atingiu o Recife durante a madrugada foi considerada moderada e registrou o volume de 28 mm em 6 horas, mas o foi suficiente para deixar alguns pontos da cidade alagados. A Avenida Mascarenhas de Morais, na Zona Sul do Recife, amanheceu completamente cheia de água nos dois sentidos. O mesmo cenário foi encontrado na Rua Bispo Cardoso Ayres, no Centro do Recife.

      Em Olinda, choveu uma média de 37 mm e várias vias também ficaram cheias de água. Na Avenida Presidente Kennedy, um dos principais corredores viários da Cidade Alta, muitos carros estão trafegando pela faixa exclusiva para ônibus, pois é a menos alagada.

      Ainda segundo a Apac, uma chuva acima da esperada atingiu o Sertão do Estado. Em Orocó, o município mais atingido, a agência registrou 96 mm de chuva. Também tiveram registros considerados acima do esperado as cidade de Parnamirim, com 53 mm, Oricuri, com 48 mm, Cabrobó, 37 mm, e Araripina, onde choveu 41 mm.

      Fonte: NE10

      Compartilhe essa notícia:

        Previsão de chuvas fortes neste fim de semana em todo o Estado

        A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) emitiu, neste sábado (21), um aviso meteorológico sobre a possibilidade de ocorrência de chuvas acima de 40 mm em praticamente todas as Regiões do Estado de Pernambuco nas próximas 48h.

        Segundo a agência, essa ocorrência de deve a instabilidades associadas à Zona de Convergência Intertropical. Apesar de não indicar um acumulo de chuva significativo para o Agreste, na tarde deste sábado choveu em torno de 28 mm na cidade de Caruaru. O aviso fala ainda que, nas demais regiões do Estado, as chuvas devem começar no período da noite.

        A população pode acionar as equipes de prontidão da Defesa Civil do Recife pelo telefone 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h.

        Compartilhe essa notícia:

          Alta da maré alaga vias do Recife e invade faixa de areia em Boa Viagem

          Nível da maré no Recife chegou 2,7 metros / Foto: Renata Magalhães/cortesia

          A maré alta registrada na tarde desta sexta-feira (20) foi responsável pelo alagamento de algumas vias na capital pernambucana. O nível da água – que atingiu um pico de 2,7 metros – deixou alguns pedestres ilhados nas calçadas em ruas próximas a córregos e rios do Recife.

          Rua da Aurora, Rua da Fundição, no Centro, e Avenida Recife e Jardim São Paulo, foram algumas das localidades afetadas. Na orla de Boa Viagem, moradores e turistas viram a faixa de areia desaparecer. De acordo com a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), o nível dá água tende a cair e deve se normalizar até as 20h.

          A Emlurb faz o monitoramento dos trechos da cidade que estão cobertos por água. A empresa, no entanto, informa que não é possível fazer a sucção, já que é necessário esperar a água baixar naturalmente.

          Do JC Trânsito

          Compartilhe essa notícia:

            Geraldo pede apoio ao ministro do Trabalho para manter Call Center funcionando

            geraldo-julioO prefeito de Recife, Geraldo Júlio (PSB), visitou em Brasília nesta quinta-feira o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, a quem solicitou apoio para manter em funcionamento na capital pernambucano o Call Center Contax.

            Esta empresa teve sua sede interditada por fiscais do Ministério do Trabalho e só está funcionando por força de liminar concedida pela justiça. Nela trabalham aproximadamente 15 mil pessoas.

            O prefeito disse ao ministro que está preocupado com a possibilidade de o Recife perder de uma só vez 15 mil postos de trabalho, o que agravaria enormemente a taxa de desemprego na capital.

            Manoel Dias prometeu criar uma comissão com representantes do Ministério, da Contax e dos fiscais do trabalho para buscarem uma solução para o problema.

            O deputado Wôlney Queiroz (PDT) esteve presente à audiência e comunicou ao prefeito Geraldo Julio que conseguiu a liberação de R$ 700 mil do Ministério do Trabalho para reformar prédio, no Recife Antigo, onde funcionará o programa “Economia Solidária”, em parceria com o Governo Federal.

            Fonte: Blog de Inaldo Sampaio

            Compartilhe essa notícia:

              Saiba o que abre e o que fecha no feriado do aniversário de Olinda

              A Prefeitura de Olinda informou que será feriado nesta quinta-feira (12), data em que a cidade completa 480 anos. Por conta disso, alguns serviços não vão abrir e a população precisa ficar atenta. Não haverá expediente no Fórum Trabalhista, nas unidades do Detran e no Expresso Cidadão do município. O atendimento será retomado na sexta-feira (13).

              Apenas os mercados públicos, Correios e emergências do Serviço de Pronto-Atendimento (SPA), em Peixinhos; na UPA e maternidade do Tricentenário; na UPA Olinda da PE-15; e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vão funcionar normalmente na quinta.

              Para aqueles que precisam dos serviços oferecidos na unidade do Expresso Cidadão de Olinda, a Secretaria de Administração (SAD) afirmou que as outras unidades do Expresso Cidadão, localizadas na Região Metropolitana do Recife, estarão abertas.

              Do G1-PE

              Compartilhe essa notícia:

                12 de março, Parabéns Olinda e Recife!

                12 de março Aniversario de Olinda e Recife

                12 de março Aniversario de Olinda e RecifeComo todas as irmãs, partem de uma mesma origem, mas preservam suas individualidades, por isso são especiais.

                Recife: sua urbanidade, sua paisagem verticalizada, seus recantos e encantos.

                Olinda: sua hospitalidade, seu casario, sua vista do alto e sua história viva.

                Quanta diferença e quanta simbiose. Quanta história individual contada junta. Quanta beleza compartilhada!

                Compartilhe essa notícia:

                  Geraldo Julio anuncia concurso público para Secretaria da Mulher

                  O Prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), anunciou, na manhã desta segunda-feira, a realização de um concurso público para a Secretaria da Mulher. O número de vagas e a data da realização do certame, no entanto, ainda não foram definidos. O gestor vai enviar um projeto de lei para a Câmara dos Vereadores nos próximos dias com os detalhes do concurso.

                  Segundo a prefeitura, serão disponibilizadas vagas para as áreas do Direito, Psicologia e Assistência Social. As vagas serão para os cargos de analistas da promoção dos direitos das mulheres. O investimento anual será de R$ R$ 2,6 milhões. A nova secretária da Mulher, Elizabeth Godinho, ficará responsável pela viabilização do concurso. O Recife é o primeiro município que anuncia a criação de cargos públicos voltados para a promoção dos direitos das mulheres.

                  O anúncio foi feito durante evento comemorativo em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que ocorreu na Prefeitura do Recife. Durante o ato, o prefeito também fez a posse de Elizabeth Godinho na Secretaria da Mulher.

                  Compartilhe essa notícia:

                    Faltou energia e internet no Informe-PE

                    Amigos e amigas, leitores do Informe-PE, nesta madrugada de quinta à sexta-feira tivemos uma queda em nosso sistema de internet e falta de energia, devidos a grande chuva que caiu em nosso Litoral Norte.

                    Aos poucos estamos retornando os trabalhos e continuando com nossas postagens. Continuem acessando o Informe-PE sempre notícias exclusivas e com imparcialidade dos fatos.

                    Diretor Geral
                    Paulo Fernando

                    Compartilhe essa notícia:

                      Equipe de Geraldo Julio cria milhões de facilidades para sonegadores na área de educação

                      Os contribuintes do município do Recife que devem o Imposto Sobre Serviços (ISS) na área da educação até o exercício de 2010, já cobrados judicialmente através de cartas, podem participar do Programa de Recuperação Fiscal de Educação (Prefis Educação) e obter o desconto de até 100% no juros e na multa do débito.

                      O pagamento da dívida, para tanto, deve ser feito à vista, até o dia 20 de março. Depois desta data, o abatimento é de 50% e o parcelamento em até 240 meses.

                      O programa dedutivo comandado pela Procuradoria da Fazenda do Recife abrange os segmentos de creches, educação infantil, fundamental e ensino médio.

                      Toda e qualquer instituição educativa privada do Recife, que estiver com o débito judicial em aberto e não negociar o parcelamento da dívida ou manter-se inadimplente até a data limite, poderá, a qualquer momento, ter a conta corrente bloqueada, veículos e parte das mensalidades dos alunos penhorados e, eventualmente, o imóvel do colégio ser levado a leilão.

                      A adesão deverá ser feita exclusivamente no atendimento ao contribuinte do site wwww.recife.pe.gov.br .

                      “O programa de recuperação fiscal para a educação é diferenciado, oferecendo a anistia das multas, pois a inadimplência neste segmento é uma das mais altas”, diz o procurador-chefe da Fazenda Municipal, Marcos Vinícius Morais.

                      “O recolhimento é de extrema importância para que a Prefeitura tenha suporte para investir em melhorias para a cidade em diferentes âmbitos”.

                      Compartilhe essa notícia:

                        Vereadores aprovam reforma da PCR

                        Enviado às pressas no começo da semana pelo chefe do Executivo municipal, o Projeto de Lei nº 02/2015, que promove restruturação na administração do Recife, foi aprovado ontem com a ampla maioria da base aliada. No seu ponto mais polêmico, que gerou um acirrado embate no Legislativo por dois dias, o texto cria a secretaria de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas sob a justificativa de ampliar a “capacidade de intervenção contra esse flagelo social, articulando e integrando as ações governamentais na prevenção, atenção e tratamento de dependentes, além do apoio no combate ao tráfico de drogas”.

                        O projeto também extingue cargos comissionados, desmembra a atual Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Urbano, desmobiliza a estrutura que foi montada para a execução dos compromissos da Copa do Mundo e extingue a secretaria-executiva de mediação de conflitos, vinculada à secretaria de Governo e Participação Social. Nesse último caso, as atribuições da pasta serão incorporadas ao sistema de diálogo e participação social “Recife Participa”.

                        No plenário, apesar das muitas contestações quanto o impacto financeiro que a nova pasta irá acarretar, a matéria contou apenas com dois voto contrários, o do vereador Jurandir Liberal (PT) e de André Régis (PSDB). O tucano, por sinal, foi o primeiro a levar a matéria ao plenário para discussão, reiterando a importância da criação da pasta mas contestando os valores.“Dessa forma vamos acabar criando uma secretaria para cada problema existente no Recife. É possível resolver de outra forma. A criação de cargos comissionados aumenta despesas. Cargos que recebiam R$ 3 mil vão passa a receber R$ 8 mil”, disse.

                        Da Folha de Pernambuco

                        Compartilhe essa notícia:

                          Prédio construído para receber D. Pedro II vai se tornar atração no Centro do Recife

                           / Foto: Hélia Sheppa/JC Imagem

                          Diante de um cenario atual de abandono em pleno Centro da capital pernambucana, um prédio histórico, construído em 1859 para receber o imperador D. Pedro II , deverá se transformar em um centro de cultura e preservação do meio ambiente. É o que pretende a secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife. O Cais, que pertence à Prefeitura, hoje é usado como estacionamento por flanelinhas.

                          De acordo com o secretário executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, Romero Pereira, um projeto para o equipamento está em conclusão e deve ser apresentado em 30 dias para o prefeito Geraldo Julio. “Esse prédio tem um valor histórico e nós queremos transformar ele em um ponto cultural que integre essa esse potencial histórico com ações de preservação do Capibaribe.”

                          Uma reforma completa recisará ser feita no local. “Do lado de fora vamos nós vamos será possível contemplar o rio. Dentro, vamos integrar o visitante a história da nossa cidade”, destacou.

                          Mas enquanto as obras não começam, o cenário continua sendo de abandono. A vizinhança com a Justiça, já que o prédio fica defronte ao Fórum Thomaz de Aquino Cyrillo Wanderley, poderia, a princípio, apontar para um maior respeito às leis, mas não é isso que acontece. É comum, quando o estacionamento fica cheio, o flagrante de carros estacionados de modo a obstruir parte da calçada, infração grave, passível de multa de R$ 127,69 e cinco pontos na Carteira de Habilitação para os condutores flagrados.

                          Mesmo estacionando no local, o vendedor Joas Ferreira, 54 anos, reconhece que a situação não é ideal.

                          “Sempre pago R$ 10 por dia e deixo o carro aqui, pois é uma das únicas opções nessa região, mas eu sei que não é o melhor nem para mim e nem para os pedestres. Faço isso r falta de opção”, disse.

                          O problema do estacionamento se junta à insegurança trazida por usuários de drogas que, até pouco tempo atrás, viviam dentro da instalação onde já funcionou um ponto de apoio das antigas linhas elétricas de ônibus da CTU.

                          Mesmo tendo sido fechada pela PCR em outubro do ano passado, após um incêndio motivado por briga entre moradores que ocupavam o local, moradores e comerciantes do entorno reclamam que a sensação de insegurança continua igual ao que era antes. Já que as pessoas que habitavam o equipamento se mudaram para o outro lado da rua e fizeram morada na Praça 17.

                          “A prefeitura veio aqui fechou as janelas e portas com cimento e tijolos, mas quem morava lá dentro não recebe nenhum suporte. Ou seja, quem consumia ou vendia droga lá dentro passou a fazer isso aqui fora”, se queixou o militar aposentado Edson Francisco Pereira, de 61 anos.

                          Um dos flanelinhas que trabalha na região, sem querer se identificar, informou que aquele ponto é um dos mais disputados no Centro do Recife, apesar do espaço limitado .

                          “Parte do público que para por aqui é tem relação com o Fórum. É um pessoal engravatado que paga bem”, disse.

                          Do JC

                          Compartilhe essa notícia:

                            Compesa anuncia adutora para levar água do Rio Capibaribe para Botafogo

                            presidente da Compesa, Roberto Tavares

                            Uma obra foi anunciada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para levar água do Rio Capibaribe para a barragem de Botafogo. A adutora deve melhorar os índices de abastecimento atual, que já provocam o racionamento de água em quatro municípios da Região Metropolitana do Recife. A medida foi anunciada pelo presidente da Compesa, Roberto Tavares, em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta quarta-feira (25).

                            Segundo Tavares, o problema no abastecimento foi discutido com o governador Paulo Câmara em reunião realizada na tarde da terça-feira (24). Na ocasião, foi aprovada a construção de uma adutora para levar parte da água do Capibaribe para a barragem, que fica em Igarassu e hoje conta com apenas 15,3% da sua capacidade. O nível não atingia níveis tão baixos desde 1999. Por isso, desde dezembro os munícipios de Igarassu, Abreu e Lima, Paulista e Olinda enfrentam um racionamento de água que deixa as casas por três a quatro dias sem água para cada dia de abastecimento.

                            “Serão mil litros [transpostos] por segundo. Com isso, mesmo tirando a vazão máxima de 800 litros por segundo, ainda vai sobrar agua. É uma vazão pequena para o rio, mas muito importante pra barragem”, afirma o presidente da Compesa. Roberto Tavares ainda afirmou que o empreendimento deve levar dez meses para ser construído, mas não falou quando as obras terão início. O presidente da Compesa também não informou qual o investimento previsto, nem a fonte dos recursos do empreendimento. Ele só acrescentou que, na reunião, o governador também aprovou a construção de mais duas barragens na Região Metropolitana do Recife: em Moreno e Ipojuca.

                            No sábado (21), quando o nível de Botafogo chegou a 16%, a Compesa já havia anunciado que seria necessário utilizar o volume morto da barragem caso a situação não melhorasse nos próximos 30 dias. O volume morto é aquele que fica abaixo do nível de captação (14%) e não é usado em condições normais. Nesta quarta, Tavares anunciou que a barragem já recebeu uma balsa que permite a retirada desta água.

                            Agreste
                            O presidente da Compesa também comentou a seca que atinge o Agreste do estado e revelou que vai levar o tema para uma reunião com representantes do Ministério da Integração na tarde desta quarta em Brasília. Ele afirmou que vai pedir recursos para a regularização das obras da Adutora do Agreste, que caminham a passos lentos desde o ano passado.

                            “A adutora do Agreste vai atender a região com o pior balanço hídrico do estado, mas está em um ritmo muito aquém do que gostaríamos, porque tem 90% de recursos federais. Nesta reunião, vamos colocar como prioridade a regularização da liberação dos recursos para que possamos dar um ritmo novo à adutora”, declarou Tavares. De acordo com os prazos iniciais, a adutora deve ficar pronta neste ano. O edital do empreendimento foi lançado em 2012. As obras tiveram início em junho de 2013 e deveriam durar dois anos.

                            Pirapama
                            Ao contrário do que acontece em Botafogo, a situação é tranquila na barragem de Pirapama, que fica no Cabo de Santo Agostinho e abastece os municípios do sul da Região Metropolitana do Recife. Segundo Tavares, hoje o nível da barragem é de 85%. A expectativa da Compesa é que o nível chegue a 100% com as chuvas dos próximos meses. 

                            Alto do Céu
                            Já a barragem do Alto do Céu apresentou um vazamento no bairro do Arruda, Zona Norte do Recife, e precisou ser paralisada nesta terça-feira. O conserto deve ser concluído até as 20h desta quinta (25). Mas, até então, 48 localidades do Recife e do Paulista ficam sem água.

                            Fonte: G1-PE

                            Compartilhe essa notícia:

                              Petistas criticam aumento de gastos com criação de secretaria na PCR

                              Apesar de concordar com a criação da Secretaria de Combate às Drogas pela Prefeitura do Recife, a bancada petista da Câmara repudiou os valores dos cargos comissionados para a nova pasta. De acordo com os parlamentares, a PCR irá extinguir 154 postos que recebem R$ 257.406,80 e criará 129 com vencimentos totais de R$ 1.107.021,10, uma diferença de R$ 849.614.30 dentro do erário público.

                              Os valores salariais dos cargos que serão extintos são de R$ 622 a R$ 3.357,37, já para os novos comissionados foram criadas mais duas categorias (a CDA3 e a CDA4) que receberão R$ 10.320.00 e R$ 1.959.38, respectivamente.

                              “É importante uma Secretaria no combate ao crack. Mas o valor pago aos cargos comissionados é um absurdo. É preciso saber se os cargos são técnicos ou se são políticos”, afirmou o vereador Osmar Ricardo (PT).

                              O parlamentar comentou que nesta quarta-feira (24) levará o assunto ao plenário da Casa. “Vou meter a cara nisso aí. O servidor tem um reajuste bem inferior e os cargos comissionados, como sempre, no governo Geraldo Julio vem tendo privilégio”, disparou.

                              “Se for levantar de cargos comissionados que eles (a PCR) criaram no último ano para cá, é muito cargo”, completou.

                              Michele Collins

                              A vereadora Michele Collins (PP) comemorou a criação da nova secretaria. Ela relatou que sempre lutou pelo projeto no combate às drogas no Recife. A parlamentar também não escondeu o desejo de estar à frente da pasta.

                              “Colocamos a faca e o queijo na mão deles (da PCR). Esperamos contribuir. Nós solicitamos uma atenção ao combate às drogas quando ninguém pensava na secretaria. Estarmos aqui para somar”, declarou a parlamentar.

                              Compartilhe essa notícia:

                                BR-101 trecho Cabo e Abreu e lima entregue a incompetência do Governo de Pernambuco

                                Era para ter sido tudo diferente. Em março de 2014, há quase um ano, o governo de Pernambuco prometia resolver, de vez, a histórica insegurança e degradação dos 30,7 quilômetros que compõem o chamado contorno urbano da BR-101 no Grande Recife. Em dois anos o trecho estaria em ótimo estado, garantia o Estado, depois de assumir a responsabilidade pela recuperação da rodovia.

                                Em seguida, o corredor de BRT (Bus Rapid Transit) começaria a ser construído. Mas nada aconteceu. A BR-101 continua sendo o retrato da degradação – com licença do clichê. E, o que é pior, não há previsão para que a recuperação seja retomada, já que a empresa responsável pelos trabalhos, a Construtora Mendes Júnior, investigada pela Operação Lava Jato, oficializou este mês à Secretaria das Cidades que vai desistir do contrato, orçado inicialmente em R$ 216 milhões.

                                Enquanto a parte burocrática permanece sem solução, o contorno urbano da rodovia definha. Na altura da Vila dos Milagres, no Ibura, periferia da Zona Sul da capital, a destruição é tanta que os moradores partiram para o excesso: colocaram um tronco de coqueiro no meio da pista para alertar os motoristas sobre os buracos no local. Antes, jogaram barro para tentar amenizar o problema. Como não teve jeito, apelaram para o tronco, obrigando os condutores a reduzirem a velocidade na área e, consequentemente, gerando retenções no sentido Recife-Jaboatão dos Guararapes.

                                O trecho entre Igarassu, no extremo norte da Região Metropolitana do Recife, e Cajueiro Seco, no extremo sul, é uma sucessão de buracos, armadilhas e descaso. Trafegar por ele é levar sustos frequentemente. Os desníveis estão por toda parte. Até os motoristas acostumados ao percurso são pegos de surpresa. “Passo todos os dias pela BR, saindo de Jaboatão para a Cidade Universitária, no Recife, e quase sempre sou surpreendido por um desses buracos. É uma situação muito constrangedora para um governo. Espero que resolvam”, criticou o motorista Carlos Henrique Silva.

                                Acostamento é sonho. Em quase toda a extensão dos 30 quilômetros ele não existe. A vegetação tomou conta de boa parte. Quando não é ela, são os buracos que destruíram tudo. A velha prática de jogar asfalto sobre as placas de concreto da BR continua. E, com ela, a sensação de estar trafegando numa montanha-russa. São quilômetros e mais quilômetros de desnível provocado pelo asfalto lançado sobre as placas. Com o tempo, abrem-se buracos na camada de asfalto, piorando o que já era ruim.

                                Nesta sexta-feira o secretário das Cidades, André de Paula, reforçou  estar tentando negociar a retomada dos trabalhos com a Construtora Mendes Júnior. Diante de uma negativa, tentaria convencer a segunda colocada, a Construtora Ferreira Guedes, a assumir o contrato. Em último caso, seria necessário um nova licitação para retomar os trabalhos. A primeira etapa da obra tinha valor de R$ 216 milhões, sendo R$ 182 milhões recursos do governo federal via Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e R$ 34 milhões de contrapartida do governo de Pernambuco. A segunda fase, que não tinha data para começar, é que traria benefícios diretos para os passageiros que usam os ônibus porque representaria a construção do corredor de BRT.

                                Do JC Online

                                Compartilhe essa notícia:

                                  Crítica à concentração midiática foi a tônica do Bloco Abra o Olho

                                  Abra-o-olho-2015-596x645

                                  Pelo décimo sétimo ano consecutivo, o Abra o Olho foi às ruas na última Sexta-feira Gorda fazendo a abertura do carnaval do Recife. Logo cedo, a concentração reuniu um bom público na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Pernambuco – Sindsep-PE.

                                  A saída da agremiação se deu na Praça Oswaldo Cruz, defronte ao Teatro Valdemar de Oliveira. Que mírdia é essa, Brasil? Foi o tema de 2015. O percurso do bloco repetiu-se como nos anos anteriores, percorrendo toda a Avenida Conde da Boa Vista com a apoteose na Rua da Aurora, no encontro com o Galo da Madrugada.

                                  O Abra o Olho é um bloco carnavalesco com uma missão política. Todos os anos, de uma forma irreverente, a agremiação aborda temáticas que estão em pauta na sociedade. Com o tema Que mírdia é essa, Brasil?, o sindicato procurou despertar para a necessidade de lutar pela democratização da comunicação no Brasil.

                                  Atualmente, os principais veículos de comunicação estão nas mãos de poucos conglomerados, que atendem única e exclusivamente os interesses do capital. Com essa concentração midiática, as empresas de comunicação pautam a sociedade de forma equivocada, criminalizando ideais progressistas e movimentos sociais.

                                  A proposta da ala mais à esquerda da sociedade é lutar pela democratização da comunicação, que passa pela criação de um marco regulatório. Do jeito que estão organizados esses conglomerados de comunicação, eles infringem a legislação que rege a radiodifusão brasileira. Infelizmente, até o termo democratização da comunicação, a grande mídia tenta criminalizar, dizendo que ele vai de encontro com a liberdade de expressão. No entanto, uma coisa não anula a outra. A ideia de democratizar é para justamente permitir que haja pluralidade e diversidade da informação.

                                  Abra-o-olho-2015-02

                                  Representantes da Associação dos Blogueiros do Estado de Pernambuco – AblogPE juntou-se ao bloco na crítica à concentração midiática brasileira, uma das maiores do mundo. Tanto o Sindsep quanto a AblogPE defendem a democratização da comunicação, onde a diversidade e pluralidade de informação prevaleçam. “O Sindsep-PE entende a comunicação como um direito humano, onde todos tenham voz e os meios de comunicação não representem interesses de uma minoria, controlada pela elite econômica e política”, destacou Graça Oliveira, coordenadora do sindicato.

                                  Fotos: Josimar Cavalcanti

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    Compesa se prepara para usar volume morto da Barragem de Botafogo

                                    Compesa se prepara para usar volume morto da Barragem de Botafogo

                                    A Barragem de Botafogo, em Igarassu, está com apenas 16% da sua capacidade em função da pior seca dos últimos 50 anos. Em dezembro passado, esse número era 22%. A companhia informou, nesta sexta-feira (20), que, caso não chova nos próximos 30 dias, terá que fazer uso do volume morto. A expectativa dos técnicos da companhia é que isso ocorra quando o reservatório atingir 14% do seu volume total.

                                    Para preservar o manancial até maio, período habitual das chuvas, a Compesa decidiu, no final do ano passado, ampliar o racionamento em vários bairros das cidades de Olinda, Abreu e Lima, Igarassu e Paulista, que são abastecidas por este sistema. A iniciativa atingiu cerca de 300 mil pessoas.

                                    No entanto, no carnaval essa mesma Barragem de Botafogo abasteceu diariamente Olinda, que normalmente passa três dias sem água e um dia com. A Reportagem do Diario pediu esclarecimentos à Compesa para saber o quanto o cancelamento do racionamento durante a festa influenciou nesse quadro. O diretor Regional Metropolitano da Compesa, Fernando Lôbo, afirmou que a ampliação do uso do reservatório durante o carnaval foi feito com base em uma simulação de que não haveria risco de colapso.

                                    “A utilização do volume morto já era prevista. Mas estamos pedindo o apoio da população para evitar o desperdício”, ressaltou. Ainda segundo Lôbo, o prejuízo de não ter água durante o carnaval seria maior, com riscos à saúde das pessoas.

                                    Visita – Fernando Lôbo esteve nesta sexta-feira (20) na barragem, acompanhado de técnicos, para checar a situação do manancial. Segundo ele, a Compesa está se antecipando aos fatos. Para acessar o volume morto a companhia irá usar bombas submersas fixadas em uma balsa para fazer o bombeamento da vazão de 200 l/s, quando o nível da barragem estiver abaixo da última tomada de água. O flutuante, como a balsa é chamada, só será usado quando o nível na barragem não mais permitir a captação por gravidade através da comporta localizada na torre da tomada de água.

                                    “A partir desta data, se não chover, a única alternativa será usar o volume morto. A medida é preventiva e demonstra a nossa preocupação com o abastecimento”, afirmou o diretor. A Barragem de Botafogo detém atualmente o pior volume de armazenamento de água da RMR. Esta é a segunda pior crise da barragem desde a sua inauguração, em 1980. Sob o efeito do El Niño, em 1999, o reservatório atingiu 8% da sua capacidade, quando foi usado o volume morto.

                                    Alternativas – Atualmente, a Compesa, além de se preparar para utilizar o volume morto, está buscando viabilizar, através do Governo do Estado, recursos financeiros junto ao Ministério da Integração visando a execução de obras emergenciais para atender essa região. Um dos projetos é a transposição do Rio Capibaribe para a Barragem de Botafogo. O investimento será de cerca de R$ 30 milhões e o projeto já está finalizado. Outro empreendimento é a obra de ampliação do sistema adutor a partir do Rio Arataca. Essa alternativa também já foi apresentada ao Ministério da Integração e encontra-se em elaboração o Termo de Referência para contratação do projeto.

                                    Do Diario de Pernambuco

                                    Compartilhe essa notícia:

                                      Carta: Padaria polui meio ambiente no Cordeiro

                                      Carta Padaria polui meio ambiente no Cordeiro

                                      Sou moradora da Rua Sigsmundo Gonçalves no Bairro do Cordeiro no Recife, estou enviando fotos em anexo para mostrar o que estamos respirando por aqui.

                                      São imagens da fumaça produzida pela Padaria e Restaurante República do Pão situada na Avenida Caxangá 2342, ao lado da Exposição de animais no Cordeiro, todos os dias durante o dia e a noite, produzem uma fumaça que invade nossas casas e apartamentos da região.

                                      O cheiro é terrível que somos obrigados a fechar todas as janelas, eu tenho cinco filhos entre adolescentes e crianças todos alérgicos e temos sérios problemas pulmonares. Estamos doentes direto devido a fumaça.

                                      Já enviei um e-mail para a CPRH mais não recebi nenhum contato, por favor, nos ajude denunciando essa situação quem sabe assim alguém faz alguma coisa.

                                      Por Iris Karina leitora do Informe-PE

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Sileno diz que não é impossível vinda do PSDB à PCR e ironiza Daniel

                                        sileno-guedes

                                        Presidente estadual do PSB, Sileno Guedes afirmou que não seria impossível o ingresso do PSDB na Prefeitura do Recife. Durante entrevista à imprensa, nesta quarta-feira (18), depois da coletiva do balanço de carnaval realizado pela PCR, no Paço do Frevo, o dirigente enumerou várias situações de proximidade entre os dois partidos e aproveitou para alfinetar o deputado federal Daniel Coelho (PSDB). O parlamentar, que já se coloca como pré-candidato à própria PCR, é contra a aliança entre tucanos e socialistas.

                                        “Daniel tem que cuidar do mandato dele. Vamos ver o que ele vai aprontar lá por Brasília. É isso que ele tem que nos apresentar agora”, ironizou Sileno.

                                        “Eu não sei se o PSDB vem para gestão, mas se vier, por isso que digo que as palavras de Aline (Mariano-PSDB) foram muito felizes: Se vier não é esquisito. Esquisito é dizer que aqui é diferente dos outros, aí é esquisito”, completou o socialista, que se referiu às declarações da vereadora Aline Mariano (PSDB), uma dos quadros cotados para assumir a Secretaria da Mulher da PCR.

                                        Entre os vários exemplos de aliança citados por Sileno para justificar um possível alinhamento do PSB e o PSDB, o dirigente relatou o apoio dos socialistas ao senador Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições presidenciais; a coligação da Frente Popular, na qual os tucanos participam para a vitória do governador Paulo Câmara (PSB); além da gestão do município de Jaboatão dos Guararapes, onde o PSB ocupa o cargo de vice-prefeito, na figura de Heraldo Selva (PSB). O tucano Elias Gomes (PSDB) é o prefeito da cidade.

                                        “Então, só a gente que não pode? A gente dá choque é? Então não tem nada de estranho”, justificou.

                                        Do Blog da Folha

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background