Reforma na Câmara de Olinda é embargada

A reforma da Câmara de Vereadores de Olinda foi embargada na última segunda-feira (24), atendendo a um pedido feito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Após fiscalização, o Iphan verificou que a Casa legislativa não cumpriu com as disposições contidas na portaria nº 420/2010, que regula a aprovação de propostas e projetos de intervenção nos bens integrantes do patrimônio cultural tombado. A vistoria foi realizada após denúncia feita pelo JC, no domingo (23).

De acordo com o Iphan, o proprietário de um imóvel tombado deve solicitar autorização antes de iniciar as intervenções. Mas, a Câmara de Olinda, segundo o órgão federal, não fez o pleito. “Fizemos a fiscalização e identificamos que era um serviço de manutenção. Embargamos a reforma e notificamos a Câmara. Eles precisam apresentar uma requisição de serviços”, informou o arquiteto do Iphan, Felipe Razeira.

A orientação do Iphan é que, no documento, estejam descritos todos os procedimentos que serão realizados.

Como a Prefeitura de Olinda é a responsável pelo controle dos patrimônios tombados, cabe também a Secretaria de Planejamento e Controle Urbano emitir uma liberação para reformas. O secretário Estevão Britto foi procurado pelo JC, mas não atendeu as ligações.

A reforma, orçada em R$ 148 mil, estava sendo executada pela Empserv Empreendimentos e Serviços Ltda. O documento de licitação não especificava os serviços, sendo objeto do processo a “contratação de empresa especializada em execução de serviços de engenharia, para a reforma da sede da Câmara Municipal de Olinda”. Os reparos teriam que ser realizados no telhado, no forro de gesso de três gabinetes e em paredes mofadas.

Compartilhe essa notícia:

    Enfim, a reforma da Câmara de Olinda

    Após passar um ano e três meses com gabinetes interditados devido ao desabamento do teto, a Câmara Municipal de Olinda iniciou a reforma da Casa e do anexo Vereador Venildo Leite. Os reparos serão feitos na sala do presidente Marcelo Santos (PCdoB) e nos gabinetes dos vereadores Riquinho (PDT) e Graça Fonseca (PR). A obra, licitada após denúncia do JC, custará R$ 148,5 mil e deverá ser entregue no prazo de 60 dias. Mas poderá demorar mais. Como o prédio é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), reformas na estrutura do imóvel precisam da autorização e orientação do órgão.

    Segundo o escritório técnico do Iphan, em Olinda, até o momento a Câmara de Olinda não enviou qualquer documentação pedindo autorização para realizar as obras.

    “Obras em monumentos tombados precisam receber a anuência do órgão, sendo de responsabilidade da prefeitura encaminhar os processos. A documentação passa necessariamente pelo Escritório Técnico, que não recebeu nenhuma notificação sobre a reforma da Câmara dos Vereadores”, diz o comunicado do Iphan. A notificação da irregularidade pode ocorrer durante as vistorias realizadas pelo órgão federal ou ao conferir a procedência de denúncias.

    OS SEM-TETO
    Desde que assumiu o seu primeiro mandato, em 2013, o vereador de oposição Riquinho (PDT) não pôde trabalhar por mais de um mês em seu gabinete. Isso porque um vazamento no telhado da Casa legislativa derrubou o teto de gesso, que até hoje continua sem reparos.

    A solução temporária, que durou mais de um ano, encontrada pelo presidente da Casa foi conceder espaços provisórios para que os vereadores pudessem atender à população. O vereador Riquinho recebeu uma pequena sala, equipada com uma mesa, quatro cadeiras e um ar-condicionado. A vereadora Graça Fonseca (PR) optou por despachar as demandas do seu escritório político, em Bairro Novo. Já o presidente Marcelo Santos ocupou a suntuosa sala receptiva Miguel Arraes de Alencar.

    “Estou aqui numa sala provisória, sem computador, sem telefone, e acho que é aqui que vou acabar o mandato. Não tem nenhuma infraestrutura. Trabalho ao Deus-dará. Aqui no Legislativo há privilégios para uns e outros não têm nada, o que é o meu caso. Gasto R$ 10 todo dia de internet, porque aqui não tem. Nem cartão de visitas recebi”, afirmou.

    O processo de licitação foi realizado no dia 26 de fevereiro, sendo o objeto a “contratação de empresa especializada em execução de serviços de engenharia, para a reforma da sede da Câmara Municipal de Olinda”. Três empresas receberam a carta convite enviada pela Comissão de Licitação da Casa e, segundo o documento licitatório, a empresa que apresentou o melhor preço foi a Empserv Empreendimentos e Serviços Ltda, cobrando exatamente R$ 148.531,05 pelos serviços.

    Durante visita à Casa, a reportagem do JC constatou que as atividades já começaram. Os profissionais iniciaram o trabalho pela sala da presidência e devem finalizar a obra até maio. “Estamos fazendo uma melhoria na estrutura física e depois vamos fazer a estrutura de informática e de equipamentos para melhor atender a população”, garantiu Marcelo Santos.

    Em algumas salas do primeiro andar, foi possível encontrar baldes espalhados pelo chão. Segundo funcionários, eles são utilizados para aparar a água que cai das goteiras quando chove. Além disso, há rastros de casas de cupim nas portas dos gabinetes e mofo nas paredes, devido à umidade.

    Compartilhe essa notícia:

      Espaço Ciência promove evento para população observar os astros em Olinda

      Uma programação especial para quem deseja conhecer mais sobre os astros. O Espaço Ciência promove nesta quinta-feira (20), das 22h23 às 23h16 no Observatório Astronômico da Sé, em Olinda, o evento “A Lua esconde o planeta Saturno”. O evento vai permite os participantes observar o fenômeno de ocultação dos astros.

      Ainda dentro da programação, os participantes vão assistir vídeos explicativos, observar telescópios e visitar a exposição ” A próxima fronteira”.

      Compartilhe essa notícia:

        Colisão entre carro e ônibus congestiona trânsito no Janga

        Uma colisão entre um ônibus e um carro, um Prisma de cor preta, deixou o trânsito complicado na manhã desta segunda-feira (17) no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife. O acidente aconteceu no sentido Recife, um pouco antes da ponte que liga os municípios de Paulista e Olinda. O motorista do Prisma foi submetido ao teste de bafômetro, que detectou o consumo de álcool.

        De acordo com internautas, um coletivo da empresa Rodotur bateu na traseira do Corsa e deixou o trânsito engarrafado por volta das 6h. Por causa do acidente, muitos motoristas seguiram pelo acostamento da Avenida, que tem apenas uma faixa de rolamento para cada sentido. Alguns, inclusive, tentaram desviar do congestionamento pela contramão.

        Segundo André Ferreira, coordenador de trânsito da Área 03 do município, os veículos já foram retirados da via e o trânsito foi controlado. O condutor do veículo de passeio, um Prisma de cor preta, foi submetido ao teste do bafômetro, que acusou 0,32 mg/l, nível acima do permitido. 

        O motorista foi levado pela Polícia Militar (PM) para a delegacia do Janga, onde será autuado pela infração. O veículo foi removido por familiares do condutor. Já o coletivo da Rodotur foi retirado da via por uma equipe da própria empresa.

        Compartilhe essa notícia:

          Câmara de Olinda quase parando

          O vereador olindense Arlindo Siqueira (PSL) anda impaciente com o andamento lento dos trabalhos na Câmara Municipal. Segundo ele, cerca de dez projetos de sua autoria estão engavetados nas comissões, alguns deles, desde o início do ano passado.

          O oposicionista vai pressionar os colegas para fazer cumprir a Lei Orgânica, que prevê prazo de 45 para que as comissões deem parecer aos projetos. Passado esse período, os mesmos devem ir à votação no plenário mesmo sem parecer.

          Compartilhe essa notícia:

            Olinda entre as piores. Qual a novidade?

            Mais uma pesquisa constata a péssima administração municipal de Olinda e a precariedade em que se encontra a cidade. Foi realizada recentemente pelo Instituto Harrop e coloca o município na última colocação entre as gestões mais bem vistas pelos moradores da Região Metropolitana do Recife (RMR).

            A pesquisa foi encomendada recentemente pela revista Algo Mais e fez a avaliação dos dez maiores municípios da Região Metropolitana. A administração do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) é considerada péssima ou ruim para 56% dos olindenses, enquanto a média das outras cidades da RMR é de 37%.

            Somente 6% dos entrevistados consideram a gestão comunista de Olinda como ótima ou boa, enquanto a média das dez maiores cidades da RMR é de 32% para o mesmo índice. Trinta e oito por cento apontam a administração como regular.

            Do Blog Olinda Hoje

            Compartilhe essa notícia:

              Riquinho agora é oposição na câmara de Olinda

              Depois desse primeiro ano de mandato agindo de forma independente na Câmara de Olinda, e depois de tentar dialogar com governo e oposição em busca de entendimento para resolução dos problemas para a população do município, o vereador Riquinho (PROS) declarou hoje (11), assumir o papel de oposição, em virtude da falta de compromisso do Executivo com as ações em prol da cidade.

              “É inadmissível a maneira como o prefeito trata o Poder Legislativo, sem dar a mínima importância que esta Casa merece. Não queremos ser usados como palco para aplausos quando lhe é conveniente, principalmente ao se apresentar, como na abertura dos trabalhos deste ano, onde choveram resultados incoerentes. Não é com movimentos orquestrados para recepção em plenário, ou com os louros oferecidos pela base aliada que ele irá conseguir calar a boca da oposição”, disse Riquinho.

              O vereador disse que estava cansado de ouvir desculpas sem sentidos, em relação ao atendimento das solicitações feitas pelo seu gabinete em prol das comunidades. “Já denunciei por diversas vezes a maneira desigual que o Executivo adota para atender os parlamentares. Agora, estaremos pelos meios jurídicos, solicitando o que nos é por direito assegurado. Primeiramente, a informação e a transparência nas ações”, declarou.

              Durante o expediente desta terça-feira (11), ainda na tribuna, Riquinho recebeu o apoio da oposição, na pessoa do vereador Arlindo Siqueira (PSL) que lhe deu as boas vindas.

              Do Blog Olinda Hoje

              Compartilhe essa notícia:

                Ciclofaixa vai ligar Recife e Olinda pela Praia Del Chifre

                O prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, já manteve entendimentos e acertou com o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, a implantação de uma ciclofaixa de lazer entre as duas cidades, passando pela Praia Del Chifre, entre as duas cidades, na altura do Complexo de Salgadinho.

                “Na prática, vamos retomar o caminho que existia entre Recife e Olinda. Neste momento, estamos negociando com a Marinha do Brasil o projeto. Por isto, não podemos dar muitos detalhes, antes da aprovação”, observou.

                Sem alarde, os dois gestores estiveram fazendo o caminho a pé.

                “Não precisa de muita coisa, mas será necessário uma ponte móvel ou uma balsa para a travessia do Rio Beberibe’, explica Renildo Calheiros.

                O passeio vai até a Praça dos Milagres, onde o ciclista poderá interligar-se com a ciclofaixa que a Prefeitura de Olinda pretende implantar até o Janga.

                Com a iniciativa, finalmente, vai-se abrir a bela praia de Del Chifre, no istimo de Olinda, para a cidade. Atualmente, o único acesso é tido como perigoso, passando pela favela do Maruim. Os sites dedicados ao turismo não recomendam visitar. Uma pena, pois trata-se de uma praia muito bonita, quase no centro da cidade. Em nenhum local do mundo deixaria de ser explorada turisticamente.

                Vamos ver. Sempre há os caranguejos nesta cidade cercada de lama. Eles são contra tudo e todos, até de iniciativas positivas.

                Uma curiosidade: o nome estranho da praia olindense é atribuído ao fato de ficar ao lado de um quartel da Marinha e de residências de militares. Reza a lenda que, quando os maridos, marinheiros e oficiais viajavam, as esposas os traiam (colocando chifres, no jargão popular).

                Compartilhe essa notícia:

                  Renildo com “a mão na cabeça”, pois ainda não conseguiu comprar ingresso para a Copa

                  renildo-calheirosO prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, anda preocupado com a copa do mundo. Mas não tem nada a ver com os protestos de rua e sim com algo mais prosaico.

                  Renildo Calheiros ainda não conseguiu comprar os ingressos que garantem sua entrada na Arena Pernambuco, nos jogos programados para o Recife.

                  “Não sei como eu vou!”, explicava hoje pela manhã, após mais uma infrutífera visita ao site oficial da Fifa.

                  “Só dá esgotado”, resigna-se. “Como vou fazer com meus filhos?”.

                  Sobre o evento e os protestos de rua, Renildo Calheiros defende sua realização.

                  “O sentimento contra a copa é errado. Ela deu visibilidade ao Brasil. Os recursos empregados nos estádios não iriam para outras áreas se não tivesse a copa. Eles simplesmente não existiriam. A Copa também está mostrando a nossa deficiência na infra-estrutura. Protesto pode haver. Não pode haver é violência. Precisamos receber bem”, opina, em debate na Rádio Jornal, com o comunicador Aroldo Costa.

                  Compartilhe essa notícia:

                    Perdeu documentos no Carnaval? Veja onde achar no Recife e em Olinda

                    Quem perdeu documentos durante o Carnaval deve ficar atento aos serviços de “Pedidos e Achados” disponibilizados em cada cidade. Documentos perdidos em Olinda, por exemplo, podem ser localizados até as 13h desta quarta-feira no Núcleo de Polícia Militar na Rua do Sol. Após este horário o serviço será disponibilizado pela Guarda Municipal,localizada na Rua Duarte Coelho, 278, Santa Tereza.

                    Antes de se dirigir à Guarda, no entanto, o cidadão pode consultar pela internet ou por telefone se seu nome consta numa lista de documentos encontrados.

                    Quem perdeu o documento no Recife Antigo poderá retirá-lo até esta sexta-feira (7) na Secretaria de Turismo da Prefeitura do Recife. Para solicitar o material é necessário apresentar algum documento de identificação ou que tenha foto. O serviço estará disponível das 8h às 12h.

                    Após a sexta, quem teve documento perdido tanto no Recife Antigo quanto em demais polos do Carnaval no município poderá resgatá-los na Agência Central dos Correios, na Avenida Guararapes. O serviço estará disponível a partir de segunda-feira (10).

                    SERVIÇO:
                    Documentos perdidos em Olinda
                    Guarda Municipal de Olinda
                    Telefones: (81) 3429.2947 e (81) 33051153.
                    Horário: De segunda a sexta, das 8h às 18h.
                    Site para consulta: www.carnaval.olinda.pe.gov.br/documentos-perdidos

                    Documentos perdidos no Recife
                    Secretaria de Turismo da Prefeitura do Recife: Av. Cais do Apolo, 925, Bairro do Recife
                    Agência dos Correios: De segunda a sexta, das 9h às 17h
                    Telefone da Agência dos Correios: (81) 3425-3856

                    Compartilhe essa notícia:

                      Olinda recebeu 2,7 mi de foliões durante o Carnaval

                      No Carnaval deste ano, a cidade de Olinda recebeu 2,7 milhões de foliões. De acordo com levantamento da Prefeitura de Olinda, foram injetados mais de R$ 150 milhões na economia do município. A ocupação hoteleira foi de 98% durante os festejos de Momo. O balanço foi divulgado na manhã desta quarta-feira (5).

                      Ainda de acordo com o levantamento da prefeitura do município, cerca de 500 agremiações e 196 atrações de palco animaram a festa. O polo infantil, que funcionou na praça do Carmo, cadastrou 15 mil foliões mirins. Durante os quatro dias de Carnaval, nenhum dano foi registrado contra o patrimônio histórico de Olinda.Já o Espaço Folia Cidadã, que abrigou os filhos dos comerciantes informais, recebeu 187 crianças e adolescentes

                      Mais de 160 mil preservativos foram distribuídos durante os quatro dias de carnaval. Durante o carnaval foram realizadas 1.285 inspeções da Vigilância Sanitária, com 199 apreensões. Houve 380 bloqueios de alimentos e bebidas, que foram recolhidos e incinerados.

                      A Secretaria de Saúde de Olinda registrou 3.837 atendimentos nos Serviços de Pronto-Atendimento Adulto e Infantil (SPA) Peixinhos, Policlínica Barros Barreto, Unidade de Pronto Atendimento do Tricentenário, unidade de apoio 15 de Novembro, Samu e UPA Cidade Tabajara. Entre os procedimentos, foram realizados 3.663 atendimentos clínicos. Nenhum óbito foi registrado pelas unidades.

                      A Secretaria de Turismo de Olinda realizou uma pesquisa com 556 foliões para traçar um perfil do turista que prestigia o Carnaval da cidade. De acordo com os dados, 56% é do sexo masculino; 89% são brasileiros e 11% estrangeiros. A pesquisa apontou que os estados brasileiros com o maior número de turistas em Olinda foram São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, e os países estrangeiros França, Itália, Inglaterra, Alemanha e Argentina. A faixa etária que predomina é entre 26 a 35 anos. A permanência média na cidade é de 4 a 10 dias.

                      Na parte de trânsito, foram registrados 22 boletins de ocorrência, entre eles dois acidentes, nenhum com vítima fatal. Foram lavradas 500 multas, com foco principal no estacionamento irregular, e 23 veículos foram rebocados para o depósito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE). A retirada dos bloqueios será a partir do meio-dia desta Quarta-Feira de Cinzas. A Secretaria de Trânsito mantém ainda os bloqueios na parte do Sítio Histórico até às 16h.

                      Do Jornal da Folha

                      Compartilhe essa notícia:

                        Em Olinda, Paulo Câmara nega que esteja em pré-campanha

                        Foto: BlogImagemEscolhido como candidato do PSB á sucessão do governador Eduardo Campos (PSB), o secretário estadual da Fazenda, Paulo Câmara, negou no início da tarde desta segunda-feira (3) que as visitas que ele está fazendo às cidades do interior do Estado sejam pré-campanha. “A gente está mais brincando o Carnaval do que como pré-candidato”, disse, ao ser questionado pela imprensa.

                        Câmara chegou ao 24º Encontro de Maracatus do Estado, em Olinda, acompanhado do governador, do deputado federal Raul Henry (PMDB) e do ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho (PSB); esses últimos candidatos a vice e a senador na chapa do PSB. No local, foram recebidos pelo prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) e pela deputada federal Luciana Santos (PCdoB).

                        O secretário esteve pela manhã em Nazaré da Mata; segue com o governador para Paudalho e depois para Chã de Alegria. Neo sábado (1º), o grupo desfilou no Galo da Madrugada; onde Câmara apareceu com uma camisa pintada com a bandeira de Pernambuco. No dia seguinte, passou por Bezerros e Pesqueira.

                        “A pré-candidatura só começa depois do Carnaval, quando a gente vai começar as conversas e visitas as pessoas”, prometeu Câmara; que deve intensificar a agenda de viagens pelo interior já neste mês e estuda a possibilidade de deixar a Secretaria da Fazenda.

                        Compartilhe essa notícia:

                          Prefeitura de Olinda também cancela camarote oficial no Carnaval

                          A exemplo da Prefeitura do Recife e do governo do Estado, a Prefeitura de Olinda também decidiu cancelar seus camarotes oficiais durante os festejos carnavalescos. As estruturas funcionariam no Fortim do Queijo – onde foi realizada a abertura oficial do carnaval da cidade, na noite da quinta-feira (27) – e no Palácio dos Governadores, sede do governo municipal, espaço que tradicionalmente recepcionava as autoridades nos dias de folia.

                          O cancelamento, segundo o secretário de Cultura de Olinda, Lucilo Varejão, foi uma decisão tomada em consonância com as atitudes do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e do governador Eduardo Campos, ambos do PSB. Na terça-feira (25), os dois gestores cancelaram os camarotes oficiais, cujas estruturas estavam quase prontas no circuito do desfile do Galo da Madrugada e no Armazém 12, no Marco Zero. Internautas questionavam os gastos com a montagem das estruturas com dinheiro público e ensaiaram protestos.

                          Sem detalhar os motivos do cancelamento dos camarotes oficiais em Olinda, Lucilo Varejão, limitou-se a dizer que “se o prefeito do Recife e o governador fecharam os seus (camarotes), o prefeito de Olinda achou por bem fazer a mesma coisa”, informando que, com a decisão, o prefeito Renildo Calheiros estará circulando no meio dos foliões, ao lado de outras autoridades, durante todo o período momesco. Apesar de Renildo não ter feito a abertura do Carnaval no Fortim do Queijo, sua assessoria garantiu que ele estava lá.

                          O secretário de Cultura não soube informar quantas pessoas haviam sido convidadas para os camarotes e a economia para os cofres públicos com a desistência em montar as estruturas. No entanto, garantiu que “não haveria grandes despesas e os custos seriam bancados por patrocinadores”. Do JC.

                          Compartilhe essa notícia:

                            Táxis de Recife, Olinda e Jaboatão cobram Bandeira 2 durante o Carnaval

                            Taxistas de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes estão autorizados a cobrar Bandeira 2 durante o Carnaval 2014. A taxa de R$ 2,35 por quilômetro será aplicada devido ao período de feriado. No Recife, a autorização começa a valer a partir das 18h da próxima sexta-feira (28) até as 12h da quarta-feira (5). Os táxis das três cidades poderão circular livremente na região metropolitana durante o tempo de folia.

                            A capital pernambucana conta com 6.125 táxis, que cobram a bandeirada no valor de R$ 4. Durante o Carnaval, caso o folião seja alvo de algum abuso por parte do taxista, é preciso anotar o  Termo de Permissão (TP) do profissional, uma numeração  de quatro dígitos que fica nas laterais e na parte traseira do veículo. Além disso, é recomendado anotar outros detalhes que ajudem a identificar o motorista, como o horário e o local onde ocorreu a irregularidade, a placa do carro, entre outros. O usuário deve ligar para o telefone da CTTU: 0800 081-1078. A ligação é gratuita.

                            Na cidade histórica Olinda, os taxistas também poderão cobrar a Bandeira 2 nos quatro dias de festa. Para chegar e sair da Cidade Alta, onde está concentrada a folia, estarão circulando 806 táxis no município. A prefeitura disponibilizou o telefone (81) 3305-1021 da Secretaria de Transportes e Trânsito para denúncia, nos casos de abuso financeiro. Para formalizar a reclamação, é recomendado adotar o mesmo procedimento de anotar informações para identificação do veículo e do taxista.

                            Em Jaboatão, o sistema funcionará da mesma forma. O município conta com uma frota de 740 táxis para atender a população. Como foi dito acima, os taxistas de Jaboatão estão autorizados a circular em Recife e vice-versa. Nesta cidade, as denúncias são feitas à Secretaria de Mobilidade, através do telefone 3462-4900.

                            Compartilhe essa notícia:

                              Calheiros considera sem fundamento críticas da população sobre a qualidade da gestão

                              Renildo Calheiros (PCdoB)

                              Após a divulgação da programação do Carnaval de Olinda, na tarde desta terça-feira (25), o prefeito do município, Renildo Calheiros, concedeu uma entrevista ao Portal FolhaPE em que rebateu as críticas feitas por internautas ao seu governo. O gestor também comentou os questionamentos feitos pela artista olindense Catarina Dee Jah, que disse considerar existir um aphartheid cultural no Carnaval da cidade praticado com “cara de pau” pelo PC do B, partido de Renildo Calheiros.

                              No dia 23 de fevereiro, a artista Catarina Dee Jah questionou o fechamento de pontos tradicionais de cultura de Olinda, como o Casbah Mourisco e o Centro de Cultura Luiz Freire, para festas carnavalescas. Paralelo a isso, fez uma publicação em sua página no Facebook onde cita a liberação por parte da Prefeitura de festas carnavalescas pagas promovidas por grupos específicos.

                              Em resposta à publicação, Renildo Calheiros disse que a autorização de festejos carnavalescos na cidade é feita pelo Conselho de Preservação do município, que autoriza ou não a realização de festas de acordo com a legislação. “Quem mais é contra o aphartheid somos exatamente nós”, disse.

                              Já sobre os questionamentos feitos por usuários de redes sociais e moradores de Olinda que, entre outras coisas, levantam dúvidas sobre o prefeito morar ou não em Olinda, além de questionar a qualidade da gestão do município, Renildo disse considerar como críticas sem fundamento. “Até tenho postado no Facebook, alguns dias, não todos para não ficar chato, o horário que saio daqui”, afirmou.

                              Entre outras questões, Calheiros disse considerar que se colocasse um chocalho “em cada mentira que a oposição solta, seria um barulho ensurdecedor. Não ia precisar nem de orquestra para tocar no Carnaval”. O gestor acrescentou ainda que quando alguém diz que votou nele por falta de outras opções, para Renildo, isso é uma tentativa de desqualificar seus opositores.

                              “A oposição que é feita na cidade é uma oposição de baixo nível, desqualificada, mentirosa. Mas eu não posso ficar batendo boca com ela. A população é quem faz seu julgamento. Veja que eles se apresentaram novamente na eleição e levaram de novo uma surra. Eu venci a eleição no primeiro turno”, disparou.

                              Compartilhe essa notícia:

                                Pernambuco é campeão em municípios pobres no g100

                                Pernambuco é o Estado brasileiro com mais municípios no g100, lista que une as cem cidades com menor receita corrente per capita e que possua mais de 80 mil habitantes. O ranking é organizado anualmente pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será lançado nesta quarta-feira (26). Em todo o País, 21,7 milhões de pessoas moram em cidades enquadradas no índice.

                                Da lista de cem municípios, 12 são pernambucanos: São Lourenço da Mata (10°); Abreu e Lima (14º); Paulista (16º); Santa Cruz do Capibaribe (18º); Vitória de Santo Antão (20º); Olinda (24º); Jaboatão dos Guararapes (39º); Garanhuns (57º); Igarassu (62º); Caruaru (63º); Camaragibe (73º) e Petrolina (87º).

                                Essas cidades possuem uma dependência maior do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Isso faz dessas cidades mais vulneráveis às medidas de desoneração propostas pelo governo federal, já que o Fundo é composto pela arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

                                Os dados revelados pelo estudo mostram uma realidade cruel. Nesses municípios, a porcentagem da população que vive em extrema pobreza é o dobro do que nas demais cidades com mais de 80 mil habitantes. A arrecadação representa apenas 27,4% do que recolhe os municípios de mesmo porte.

                                Nos municípios pernambucanos que constam da lista, a taxa média de violência é de 37,8 homicídios para cada cem mil habitantes. O número é três vezes superior ao que a Organização Mundial de Saúde considera como um epidemia de homicídios.

                                Compartilhe essa notícia:

                                  MPF vai fiscalizar obra do Canal da Malária (Olinda)‏

                                  O Ministério Público Federal (MPF) acatou denúncia protocolada pelo vereador olindense Arlindo Siqueira (PSL) e vai apurar as obras abandonadas do Canal da Malária. O procurador regional da República, Antônio Edílio Magalhães Teixeira, encaminhou documento à Secretaria de Obras de Olinda solicitando que informe se há recursos federais para a execução das obras. Pede, também, cópias dos respectivos convênios, recursos utilizados (pagamentos), cronograma de execução dos trabalhos –andamento e prazo de conclusão.

                                  Arlindo Siqueira recebeu a informação através de documento enviado pelo próprio MPF, no final da tarde da última sexta-feira (21), informando sobre as providências adotadas para apurar as denúncias feitas pelo vereador. Arlindo acredita que este é o primeiro passo para que os órgãos de fiscalização possam “ir fundo” nas investigações para identificar o que, de fato, leva a prefeitura de Olinda a iniciar e abandonar inúmeras obras. São mais de 14, muitas delas paralisadas há mais de cinco anos.

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    Vereador quer apurar morte de professora em Olinda‏

                                    O vereador Arlindo Siqueira (PSL) solicitou à presidência da Câmara de Vereadores de Olinda a criação de uma comissão para acompanhar o inquérito que apura o assassinato da professora Sandra Lúcia Fernandes (48 anos) e do seu filho, Icauã Rodrigues (10 anos), ocorrido na madrugada da última segunda-feira (17), no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda.
                                    Arlindo sugeriu, durante o seu pronunciamento na tribuna, na sessão ordinária de ontem (20), na Câmara de Vereadores de Olinda, que a comissão seja formada pelos membros da Comissão de Direitos Humanos da Casa, presidida por ele, além de uma (ou as duas) vereadoras – Graça Fonseca (PR) e Mônica Ribeiro (PDT). Os outros membros da Comissão de Direitos Humanos são Marcelo Santa Cruz (PT) e Fernando MJ (PCdoB).
                                    Sandra Fernandes era professora. Atuava há mais de 20 anos nas redes municipais de ensino do Recife e de Igarassu. Também era diretora de Assuntos Jurídicos do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino do Recife (Simpere) e da Secretaria da Mulher do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU).
                                    Compartilhe essa notícia:

                                      CPI em Olinda: Arlindo diz que Joab foi pressionado para retirar apoio‏

                                      Arlindo Siqueira (PSL)“O vereador Joab foi coagido, sim, pelo secretário de Governo”. A afirmação foi feita na manhã de ontem (20), pelo vereador oposicionista de Olinda, Arlindo Siqueira (PSL), na tribuna da Câmara. Ele disse que não tem nada contra o parlamentar, que no último dia 07 retirou o seu apoio e assinatura do requerimento que pedia a instalação de uma CPI para apurar as obras inacabadas na cidade de Olinda.
                                      Mesmo assim, Arlindo disse que pediu ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) a quebra do sigilo telefônico de Joab Teodoro (PRP) com o objetivo de confirmar as suspeitas de que o vereador sofreu pressão do secretário de Governo de Olinda e de outras pessoas ligadas ao Executivo. Sentindo-se acuado, Joab voltou atrás e retirou o apoio à instalação da CPI.

                                      Segundo Arlindo, o secretário de Governo de Olinda disse que a candidatura à reeleição de Joab estaria ameaçada se ele mantivesse o apoio à CPI das Obras Inacabadas de Olinda, que vem sendo articulada desde agosto do ano passado pela oposição. Para prejudicar o vereador, o Executivo iria estimular cerca de uma dezena de outras candidaturas nas áreas de atuação do representante do PRP, que são o Alto da Conquista e Águas Compridas, e assim tirar os votos que ele precisa para renovar o mandato.

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Protesto complica trânsito na PE-15

                                        e0cdc1dec2089ff99839491fa41b3c69.jpg

                                        Cerca de 20 manifestantes protestaram na rodovia estadual PE-15, em Olinda, Grande Recife, no início da noite desta sexta-feira (21) e complicaram o trânsito para quem seguia no sentido Paulista.

                                        Segundo a Polícia Militar, os moradores das comunidades V8 e V9, protestaram contra a prefeitura. Os manifestantes haviam solicitado a limpeza de um canal, que não foi realizado e por isso interditaram a via.

                                        De acordo com informações de seguidores do JC Trânsito, o protesto aconteceu nas imediações do Atacadão Extra e o congestionamento atingiu desde a Avenida Cruz Cabugá, apesar de ter permanecido poucos minutos. Os manifestantes bloquearam a via com pneus e entulhos queimados.

                                        O Grupo de Apoio Tático e Itinerante (GATI) estive no local para dar apoio a Polícia Militar e o tráfego foi liberado. Os manifestantes irão se reunir em frente a Prefeitura de Olinda.

                                        A via foi liberada por volta das 18h20.

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background