Comércio do Recife prevê contratar quase 5 mil funcionários

Passada a Páscoa, o comércio do Recife se prepara para as próximas datas festivas deste primeiro semestre de 2013, como o Dia das Mães, Dia dos Namorados, ciclo junino e até a Copa das Confederações. Dentro dessa preparação, está prevista a contratação de novos funcionários. A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) da capital pernambucana afirma que atualmente estão disponíveis em torno de cinco mil vagas no comércio.

“Nossa expectativa é que, entre maio e junho, nós vamos receber entre quatro mil e cinco mil novos funcionários no comércio, para atender a essa demanda que é o Dia das Mães, Namorados e São João” disse o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão.

Para que as vagas temporárias, muito comuns em períodos de maior aquecimento de vendas, se tornem efetivas, Catão aconselha os trabalhadores a darem o máximo de si para conquistar de vez o emprego. “É importante cada funcionário chegar com disposição, capacidade de trabalho, que é isso que o comércio exige, uma dedicação, e não ter ‘tempo ruim’ para trabalhar”, afirmou.

O presidente da CDL Recife fala que neste primeiro semestre há mais chances de contratação nos setores de venda a varejo. “Acho que o comércio de confecções, sapatos, bijuterias, ele tem uma oferta muito grande de emprego para esse período”, disse.

A inadimplência em Pernambuco é menor do que a média nacional, mas isso não é bom para o comércio segundo Catão. “É bom que o lojista faça promoções para ver se recupera esse inadimplente porque ele volta a comprar com tranquilidade no comércio”, explica. Com informações do G1

Compartilhe essa notícia:

    ITAPISSUMA: Empresa Odebrecht recruta trabalhadores da construção civil para Cervejaria Itaipava

    IMG_7177A empresa Odebrecht deu inicio nesta segunda-feira (28) seleção de pessoas para formar novos postos de trabalhos na construção civil da Cervejaria Itaipava.

    A Itaipava está chegando para Itapissuma graças ao empenho do Governo do Estado e junto com a Prefeitura de Itapissuma, através do Pacote de Incentivos vem atraindo grandes empresas de pequeno, médio e grande porte, como é o caso da AMBEV e Itaipava entre outras, fomentando a economia local e se firmando como um dos municípios que mais crescem no litoral norte.

    O Grupo Petrópolis, produtor de cervejas como Itaipava e Crystal, a segunda do Nordeste. A unidade, que será instalada no município e terá a capacidade de produzir 600 milhões de litros de cerveja, que serão distribuídos pelos estados de Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Maranhão. O investimento é de R$ 600 milhões, que partirá de capital próprio da empresa e de carta de crédito do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

    De acordo com o grupo, serão criados 800 postos de trabalho durante a construção da fábrica, que será feita pela Odebrecht, e 474 empregos no início da operação fabril, com expectativa para empregar mil trabalhadores quando estiver em plena capacidade. Além disso, deverão ser contratadas cerca de 3 mil pessoas para atuarem na distribuição. As obras no terreno de 100 hectares. Nesses primeiros meses de 2013, e a unidade entrará em operação até março de 2014, como prometeu o presidente do Grupo Petrópolis, Walter Faria.

    Para os interessados em participar desta seleção está sendo realizado até sexta-feira (01) pela manhã no Centro de Treinamento em Itapissuma.

    Compartilhe essa notícia:

      Secretaria de Educação de Pernambuco abre 146 vagas

      A Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco abre inscrições na sexta-feira (7) para profissionais interessados em trabalhar como educadores no Programa Paulo Freire/Pernambuco Escolarizado e no Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem Urbano). São 146 vagas temporárias oferecidas em processo de seleção simplificada – 115 de nível superior e 31 de nível médio.

      Os contratos têm duração de 12 meses, podendo ser renovados pelo mesmo período, e os salários vão de R$ 800 e R$ 850, para técnicos em nível médio no Projovem e no Paulo Freire, respectivamente, e até R$ 3 mil, para coordenadores pedagógicos de ambos os programas. Os candidatos devem ter disponibilidade para viajar e para atuar nos horários diurno e/ou noturno, de acordo com as necessidades dos programas.

      Os cargos de nível superior são de diretor de polo, técnico de nível superior, professor de educação profissional (construção e reparos, turismo e hospitalidade, agroextrativismo e metalmecânica), intérprete de libras, coordenador executivo regional, coordenador pedagógico, assistente de monitoramento e assessor jurídico.

      Os cargos de nível médio são de técnico de nível médio e técnico em informática.
      As inscrições vão até o dia 16 de dezembro e devem ser feitas exclusivamente pelo endereço eletrônico www.educacao.pe.gov.br. Para participar da seleção, é necessário preencher o formulário de inscrição anexo no edital, além de enviar imagens digitalizadas da identidade, CPF, comprovante de residência, de quitação eleitoral, de serviço militar (no caso dos homens), dos documentos de comprovação da formação e da experiência profissional. O tamanho de cada arquivo não pode exceder 512kb, e a soma de todos eles não pode ser superior a 5mb.

      A seleção terá análise de experiência profissional e de títulos. O resultado preliminar será divulgado até 23 de janeiro de 2013. O candidato terá dois dias para apresentar recurso, entre as 9h e 16h, de forma presencial, através de um documento escrito e protocolado à Gerência Geral de Desenvolvimento de Pessoas (GGDP), na secretaria de educação, bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife, ou à Gerência Regional de Educação (GRE) em que estiver concorrendo. O resultado final será divulgado até o dia 1º de fevereiro.

      Fonte: G1

      Compartilhe essa notícia:

        Criação de empregos em outubro tem o segundo pior saldo em dez anos

        Brasília – A criação de postos de trabalho com carteira assinada em outubro de 2012 – saldo de 66,9 mil empregos – foi a segunda mais baixa nos últimos dez anos para esse mês, ficando à frente apenas do saldo em 2008, ano da crise financeira internacional. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o resultado não alcançou a metade dos empregos gerados em setembro deste ano ou em outubro de 2011.

        No total, foram 1,7 milhão de admissões (1.710.580) e 1,6 milhão de demissões (1.643.592) formais em outubro de 2012. Com isso, as demissões também foram as maiores para os meses de outubro, de acordo com a série histórica do indicador. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o saldo de outubro indica uma desaceleração no ritmo de crescimento dos postos de trabalho formais, que alcançou 176,1 mil em setembro de 2012 e 160,1 mil em outubro do ano passado.

        No acumulado do ano, houve expansão de 4,46% no estoque de mão de obra celetista em relação ao mesmo período de 2011, somando 3,9 milhões de empregos formais gerados. Estima-se que, em novembro, esse estoque ultrapasse 4 milhões. Em dezembro, no entanto, deve haver nova queda, fazendo o ano fechar em torno dos 3,5 milhões.

        “É a rotatividade comendo solta”, disse o secretário de Políticas Públicas de Emprego do MTE, Rodolfo Torelly, ao comentar os resultados de outubro. Segundo ele, 2012 segue um padrão semelhante ao de 2011, quando foram criados 2 milhões de postos formais, resultado de 22 milhões admissões e 20 milhões demissões. 

        O secretário informou que o governo formou um grupo de trabalho no âmbito do Programa Brasil Maior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), para investigar as causas do crescimento da rotatividade nos postos de trabalho. De acordo com estatística da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do MTE, a taxa de rotatividade alcançou 36 pontos em 2009, número mais recente.

        “Estamos justamente tentando entender isso, que pode ser uma dinâmica natural, por aposentadoria, morte, término de contrato ou mudança de emprego. Mas há demissões que são forçadas, por isso há discussões entre o setor patronal e o dos trabalhadores. O objetivo é fazer com que essa rotatividade naturalmente caia”, explicou Torelly. 

        Os desempenhos negativos ocorreram na agricultura, com menos 20,1 mil vagas; na construção civil, menos 8,2 mil; e na administração pública, menos 3,5 mil. No caso da agricultura, o saldo desfavorável foi devido aos desempenhos no cultivo de café, em Minas Gerais e São Paulo, e de uva, em Pernambuco e na Bahia – resultado de fatores relacionados à sazonalidade.

        Na construção civil, o desempenho ficou aquém do esperado devido à expiração de contratos de trabalho e ao atraso para novas contratações por causa do período de chuvas. O estado com o pior desempenho na criação de vagas formais foi Minas Gerais, com mais de 5 mil desligamentos, seguido pela Bahia (4,8 mil) e por Goiás (1,6 mil).

        Os setores com melhores resultados em outubro foram o comércio, com a criação de 49,5 mil postos; serviços, com 21,7 mil; e indústria de transformação, com 17,5 mil – que foi o destaque do balanço, pois gerou mais de três vezes mais vagas do que no mesmo período no ano passado, quando foram cerca de 5,2 mil. De acordo com o secretário Torelly, esse é um indicativo animador: “quando a industria cresce, tudo floresce”.  Com informações de Carolina Sarres Repórter da Agência Brasil

        Compartilhe essa notícia:

          Governo da Paraíba abre 255 vagas para médicos temporários

          O governo da Paraíba lançou nesta quinta-feira (11)  um edital de processo seletivo simplificado para contratação de 255 médicos por tempo determinado. A convocatória foi publicada no Diário Oficial (DO) do Estado. Os interessados devem ir até a Secretaria de Saúde nos próximos dias 15 e 16 de outubro para realizar as inscrições. Conforme o edital, os médicos contratados devem atuar em três hospitais de João Pessoa: Clementino Fraga, Edson Ramalho e na Maternidade Arlinda Marques. Também estão previstas vagas para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e unidades hospitalares de Guarabira e Itapororoca.

          Estão sendo requisitados médicos anestesistas, intensivistas, intensivistas infantis, cirurgiões pediátricos  neurocirurgiões, cirurgiões vasculares, cirurgiões torácicos, cirurgiões gerais, clínicos médicos e cirurgiões ortopédicos. A validade do contrato com os profissionais é de até 1 ano e poderá ser prorrogado uma única vez, por igual período. A remuneração bruta por cada plantão de 12 horas é de R$ 740,00. 

          Segundo o governo, os médicos que serão contratados vão substituir os profissionais que prestavam serviços terceirizados por meio de cooperativas. Por decisão da Justiça do Trabalho, o governo da Paraíba ficou proibido de continuar o contrato com cooperativas, já que contraria a regra do concurso público. Os que estão em vigor expiram no próximo dia 23.

          Fonte: NE10 – Vanessa Silva 

          Compartilhe essa notícia:

            Call centers migram para o NE em busca de mão de obra ‘comprometida’

            Funcionários qualificados, que produzem mais e ficam mais tempo no emprego, além de estímulos fiscais e redução de custos são fatores apontados por empresas de contact center para a migração de novas centrais de atendimento para o Norte e Nordeste do país nos últimos anos. No caso da região Nordeste, o aumento da participação do total de sites (centrais de atendimento) subiu de 9% em 2009 para 11% até o final deste ano, segundo projeção da Associação Brasileira das Relações Empresa Cliente (Abrarec). Enquanto isso, o Sudeste – que concentra o setor – perde participação. A queda é de 62% para 59,5% no mesmo período.“Está começando a ter esse movimento para o Norte, Nordeste. Estados e municípios dão estímulos, como redução de ISS, IPTU”, saliente Stan Braz, diretor-executivo da associação.

            No ano passado, a Contax, maior empresa de contact center no país, responsável por cerca de 30% do faturamento das terceirizadas em 2011 (R$ 3,1 bilhões dos R$ 10,8 bilhões movimentados no período), instalou no Recife o que diz ser a maior central de atendimento da América Latina, com capacidade para 14 mil funcionários. “O site no Recife parece um shopping, com quatro andares, escada rolante”, diz o diretor relações com investidores e finanças da empresa, Marcos Schroeder. O porta-voz justifica o investimento de R$ 103 milhões para a construção do prédio na capital pernambucana. “A questão salarial é igual, mas uma pessoa no Rio, em São Paulo, ela fica dois anos e meio na função. No Recife, ela fica cinco anos. As operações no Nordeste são mais produtivas e é principalmente pela questão da rotatividade”, afirma.

            Segundo a Abrarec, a média salarial de um operador de telemarketing no país é de R$ 706, mas a diferença é de R$ 170 entre o maior salário pago no país, R$ 800, e o menor, R$ 630. Segundo ele, a rotatividade mensal no Nordeste na empresa é, em média, de 2,5%, contra 5% no Sudeste. A Contax tem, ainda, unidades em Fortaleza e Salvador desde 2004 (há ainda unidades em SP, RJ, MG, RS, SC e PR e no Distrito Federal, além de operações adquiridas na América Latina). “Nos últimos três anos, a gente levou 40% do quadro para o Nordeste. Antes era mais concentrado em São Paulo e Rio de Janeiro”, explica.Schroeder diz, contudo, que a rotatividade na função de operador de telemarketing costuma ser alta, uma vez que muitos funcionários estão no primeiro emprego. “Muitos estão ali enquanto fazem um curso. O pessoal fica dois ou três anos e  vai para um local da área que está estudando, da sua carreira”.

            Interior do NE
            Além da Contax, outras grandes empresas do setor também possuem unidades no Norte e Nordeste. No Recife também está a CSU. Na Bahia, a Atento e a Call Contact Center (essa última, também está em Roraima, por exemplo). Há ainda a pernambucana Provider, que se expandiu para demais estados (SP, RJ, BH, AL, CE, MA, PB, PI, RN, além da presença em Santiago, no Chile) e vai mais fundo: aposta no interior dos estados nordestinos, com unidades em cidades como Imperatriz, no Maranhã, e Caruaru, em Pernambuco. “Elas [as concorrentes] estão chegando tarde [ao NE]”, avalia o presidente da Provider, Moisés Assayag. Ele classifica o Nordeste em dois nichos. O primeiro, segundo ele, composto por grandes capitais como Recife, Fortaleza e Salvador, já está ficando saturado e, em larga escala, começa a apresentar os mesmos problemas de mão de obra que o Sudeste.

            Com isso, a empresa investe em municípios menores, mas com potencial de crescimento. “Está no nosso DNA, é ir para cidade do interior, tem um jeito de operar nos lugares que a gente já domina. É o caminho que a gente vai seguir”, diz. Dos 11 mil funcionários da empresa, são 2 mil em Caruaru e 250 em Imperatriz. As unidades representam 20% do faturamento da companhia, cuja previsão é atingir R$ 270 milhões em 2011. A vantagem é que os custos são mesmos, o salário mínimo é o mesmo, a legislação é a mesma. Mas tem melhor qualidade, mão de obra melhor e mais motivada, o e que é fundamental para esse nosso negócio. A qualidade da mão de obra é 80% do sucesso”, diz. No caso da Provider, o presidente relata que de 70% a 80% dos funcionários estão no primeiro emprego. Um indício do maior preparo dos funcionários é, segundo Assayag, o nível de escolaridade. Na média da empresa, a fatia do quadro com nível superior completo ou em curso é de 15%.

            Nas unidades do Nordeste, tem lugares que chegam a ter 20% a 30%, diz. A média do setor no país é de 10% dos atendentes com nível superior, de acordo com dados da Abrarec. Nas unidades do interior, ele cita que a rotatividade é de 2% – metade da média da empresa, de 4%, e mais de duas vezes menor que em São Paulo, onde é 7%, revela. A operadora Coralina Dantas de Lira, de 27 anos, é funcionária da unidade de Caruaru da empresa e está na função há quatro anos e meio. Antes, ela conta que passou por uma experiência no comércio, como vendedora, mas diz preferir o trabalho de atendente de telemarketing. “O tempo de trabalho é de seis horas, em um local agradável. Passamos as informações por telefone. No comércio, são oito horas trabalhando em pé”, diz.

            Custos menores
            Além das vantagens com a mão de obra, o Nordeste também é vantajoso, muitas vezes, pelos custos de operação e incentivos fiscais. “Há redução no custo unitário de operação, que é quanto custa um minuto de operação montada em cada região (…). Tem casos em que o custo é 30% menor”, revela Daniel Domeneghetti, CEO da E-Consulting, empresa que presta consultoria para o setor. Ele ressalta, contudo, que as vantagens são relativas. “Não é assim ‘vamos para o lugar mais barato’. Depende de circunstância para circunstância. Não adianta ir para um lugar que não tem infraestrutura para telefonia, que não tenha mão de obra, como uma região de população de faixa etária elevada, que não tenha transporte perto”, diz. Domeneghetti lembra, ainda, que em alguns casos, quando uma empresa entra em uma cidade, impossibilita outra de entrar, porque já tomou os funcionários. Por isso que o processo de migração não é tão rápido assim. “É arriscando trocar uma operação que esteja funcionando bem em São Paulo”, diz.


            Mesmo assim, Braz, da Abrarec, que também é diretor-executivo do Sindicato Paulista das Empresas de Telemarketing, Marketing Direto e Conexos (Sintelmark), afirma que São Paulo já perdeu 5% do quadro de uns dois anos para cá, quando o processo de migração para o Nordeste intensificou, avalia. Na opinião dele, o cenário acontece, também, por uma “miopia” da cidade de São Paulo, que tem o Imposto Sobre Serviços (ISS) de 5%, enquanto de outros municípios é de 2%, 3%. Apesar disso, isenção ou redução de impostos não é incentivo exclusivo do Nordeste. Entre municípios que isentam IPTU para a abertura de call center estão Recife e Olinda (PE), São José dos Campos (SP) e Belo Horizonte, por exemplo. Em São Paulo e Jaboatão (PE), há redução, segundo dados do Sintelmark. No caso do ICMS, Estados como Minas Gerais, São Paulo e Pernambuco concedem redução nas alíquotas.

            Fonte: G1

            Compartilhe essa notícia:

              Pernambuco recebe duas novas fábricas de sorvete

              Pernambuco receberá um reforço para aguentar o calor da região: o Estado vai ganhar duas novas fábricas de sorvete, a Millet no município de Limoeiro, Agreste e a Companhia Brasileira de Sorvetes (CBS), em Paudalho. Com objetivos diferentes, ambas prometem entrar no mercado dos gelados com diversidade na produção.

              O diretor da CBS, Carlos Moreira, explica que a companhia tem como modelo de negócio oferecer o produto em lojas de conveniência e padarias, em detrimento dos supermercados. A CBS vai investir R$ 30 milhões para construção da fábrica, produzindo 10 milhões de litros de sorvete por ano. 

              Já o empresário Sílvio Millet, presidente da Millet, comenta que Limoeiro foi escolhida por “questões estratégicas”. Cerca de R$ 4 milhões serão investidos para expansão da produção, que promete novos sabores para o próximo verão. “Todo verão precisamos criar novos sabores, para despertar o interesse do consumidor”, revela Millet. O mercado tem segmentos distintos, já que a Millet concorre com a Zecas e a CBS visa uma disputa com a Kibon e a Nestlé.

              Fonte: NE1O

              Compartilhe essa notícia:

                Decreto cria 57 vagas no TRT de Pernambuco

                O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (Pernambuco), com sede na cidade do Recife, poderá preencher 57 vagas por meio de concurso público. A Presidência da República sancionou a lei que cria as vagas de analista judiciário – área apoio especializado, especialidade tecnologia da informação. O cargo exige nível superior na área de TI. Os recursos financeiros decorrentes da execução da lei correrão à conta das dotações orçamentárias consignadas ao Tribunal Regional do Trabalho da 6a Região no orçamento geral da União.

                Fonte: G1

                Compartilhe essa notícia:

                  Em PE, feira de empreendedorismo terá mais de 380 atividades gratuitas

                  O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Pernambuco, anunciou nesta terça feira (02/10) a chegada da 8ª edição da Feira do Empreendedor, que vai ocorrer no Centro de Convenções, em Olinda, de 17 à 20 de outubro. Com o tema “Pernambuco, um mundo de oportunidades”, o evento terá 10 mil metros quadrados de extensão, onde se instalarão exposições, minicursos, oficinas e palestras, totalizando 380 atividades gratuitas voltadas para os pequenos e médios negociantes.

                  As inscrições estão abertas no site do evento e podem ser realizadas até o dia das atividades, desde que haja vagas. Os inscritos ainda terão orientação empresarial, consultorias sobre inovação nos negócios de pequeno porte, feira de máquinas, equipamentos, franquias e negócios de porta a porta. Este ano, áreas como a Arena da Copa, a Arena Virtual e economia criativa estão entre os destaques da feira. “A expectativa é que 25 mil pessoas visitem a feira durante os quatro dias. Temos mais de um salão, apresentando oportunidades de inovação e negócios. Na Arena da Copa, vamos apresentar oportunidades para o evento de 2014 no estado. Teremos os totens que mostrarão dicas de negócios com mapeamentos de serviço para abrir um negócio durante um evento como este. Teremos uma exposição sobre smartcities [conceito de cidades inteligentes] ainda neste mesmo pavilhão”, explica Gabriela Vieira, coordenadora estadual da feira.

                  Outro destaque será uma exposição sobre os benefícios que a música de Luiz Gonzaga trouxe para a economia criativa do estado, dentro do tema de economia criativa. “Nela serão apresentadas as formas como o legado da música dele influenciou na criação de restaurantes com comidas típicas no estado, por exemplo”, completa Vieira. Destinada a empresários, investidores, interessados em ampliar ou diversificar os seus negócios, empreendedores individuais, estudantes universitários e de cursos profissionalizantes, instituições de ensino ou pessoas que buscam empreender e complementar sua renda, a feira teve um investimento de R$ 2,3 milhões, de acordo com o Sebrae-PE.

                  Ao todo, haverá 45 horas de programação e 160 estandes com estruturas montadas na área norte do pavilhão de feiras, que será transformado em salões temáticos, das 10h às 22h, nos dias 17, 18 e 19; e das 10h às 20h, no dia 20. O último evento no estado ocorreu em 2010.

                  Serviço:

                  Feira do Empreendedor 2012
                  Data: 17 a 20 de outubro.
                  Local: Centro de Convenções de Pernambuco – Olinda/PE.
                  Horário: Quarta a sexta: 10h às 22h | sábado: 10h às 20h.
                  Entrada: gratuita, Após preenchimento da ficha de cadastro, nos dias do evento.
                  Informações: (81) 2101.8586 | 0800 570 0800.

                  Inscrições abertas no site.

                  Fonte: G1

                  Compartilhe essa notícia:

                    Concurso da Prefeitura de Carnaíba (PE) passa a oferecer 413 vagas

                    A Prefeitura de Carnaíba (PE) aumentou o número de vagas do concurso público, de 381 para 413 vagas, em cargos de nível fundamental incompleto e completo, médio e superior. Os salários variam de R$ 622 a R$ 4.000. Os postos de nível fundamental incompleto e completo são para agente comunitário de saúde, agente de endemias, auxiliar de administração, auxiliar de vigilância sanitária, motorista, operador de máquinas pesadas, vigia e auxiliar de administração.

                    As vagas de nível médio são para professor de educação infantil e de 1ª a 4ª série, técnico em enfermagem, técnico em laboratório, técnico em raio X, auxiliar de consultório dentário, fiscal de obras, fiscal de tributos, agente de desenvolvimento comunitário, técnico em contadoria, auxiliar de contadoria, agente de controle interno, assistente administrativo, agente administrativo e agente administrativo educacional. Os cargos de nível superior são para médico, médico PSF, psicólogo, odontólogo, enfermeiro, bioquímico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, assistente social, nutricionista, veterinário, auditor fiscal e professores de 5ª a 8ª série nas disciplinas de português, matemática, ciências, geografia e história.

                    As inscrições devem ser feitas no período de 24 de setembro a 25 de outubro pelo site www.conpass.com.br. A taxa é de R$ 50 para nível fundamental incompleto, R$ 60 para nível fundamental completo, R$ 80 para nível médio e R$ 100 para nível superior. As provas escritas serão realizadas no dia 25 de novembro. Os locais e o horário serão divulgados no site da organizadora. Ainda haverá prova prática para operador de máquinas pesadas. O concurso terá validade de dois anos e poderá ser prorrogado por igual período.

                    Fonte: G1

                    Compartilhe essa notícia:

                      Cabo recebe centro de capacitação

                      Amanhã (03/10), será entregue à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho um centro de capacitação, localizado em Itapuama, próximo a Praça de Pedágio. O prédio irá abrigar as futuras instalações do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senac) no município.

                      Quando estiver funcionando, a unidade irá atender a cerca de 700 pessoas por ano, preferencialmente moradores do Cabo. Com a entrega do prédio, o Senac dará início à análise da estrutura para adequação das instalações às necessidades da formação profissional para posterior operação.

                      O Senac do Cabo/Paiva formará mão de obra para qualificar ainda mais os serviços, principalmente, no segmento de turismo. A intenção é preparar os moradores locais para que eles possam aproveitar as oportunidades surgidas com a chegada de novos empreendimentos na região, como é o caso da Reserva do Paiva, bairro planejado que prevê a implantação de hotéis, empresariais, estrutura de comércio e serviços.

                      A Iniciativa é fruto de um convênio entre a prefeitura e o Senac. A ação ainda conta com a parceria da Associação Geral da Reserva do Paiva, Grupo Cornélio Brennand e Grupo Ricardo Brennand, e a Odebrecht Realizações Imobiliárias, que respondeu pela obra.

                       Fonte: JC
                      Compartilhe essa notícia:

                        Senac Recife inscreve para curso técnico de Guia de Turismo

                        De olho nos eventos esportivos que devem aquecer o turismo brasileiro nos próximos anos, inclusive o de Pernambuco, o Centro de Hotelaria e Turismo do Senac Recife está oferecendo o curso técnico de Guia de Turismo, com o objetivo de atender a demanda nesse campo profissional.

                        O curso técnico de Guia de Turismo é direcionado para quem tenha ensino médio completo. Os alunos vão aprender habilidades técnicas para atuar no mercado como guia de turismo regional e nacional, sendo capaz de orientar, assistir e conduzir pessoas ou grupos de turistas. A duração do curso de capacitação é de um ano e tem início na próxima segunda-feira (1º), com aulas ministradas das 18h às 22h. 

                        O investimento é de 12 parcelas de R$ 280. Os interessados devem se inscrever na Central de Atendimento Senac, localizada na Avenida Visconde Suassuna, 500, Santo Amaro, área central do Recife. Outras informações através do telefone 0800.081.1688.

                        Fonte: NE10

                        Compartilhe essa notícia:

                          Começa a funcionar a fábrica da Hemobrás em Goiana, PE

                          O primeiro módulo da fábrica da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) entrou em operação ontem (27/09), em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, distante 63 quilômetros do Recife. No local, funciona a câmara fria da empresa, a uma temperatura de 35 graus negativos, onde são feitas a recepção, triagem e armazenagem do plasma, a parte líquida do sangue onde estão as proteínas.

                          O edifício passou a receber nesta quinta-feira a matéria-prima dos hemoderivados, o plasma sanguíneo, transportado em caminhões refrigerados que percorrem 115 serviços de hemoterapia de todo o País. “Após recebermos o plasma, verificamos toda a documentação, que são os relatórios de sorologia emitidos pelos hemocentros, e fazemos nossa verificação da conformidade de temperatura durante o transporte. Após a triagem e a checagem de qualidade, emitimos o material para processamento na França”, explicou a gerente de Plasma e Hemoderivados, Adriana Parodi. Até 2014, esse plasma será remetido ao Laboratório Francês de Biotecnologia (LFB), na França, onde serão transformados em hemoderivados e retornarão ao Brasil para serem distribuídos pelo Sistema Único de Saúde. “Nós podemos dizer que a fábrica começou a funcionar hoje, que a primeira etapa de produção dos medicamentos ocorre aqui, em Goiana. Aos poucos, esta fábrica terá todas essas etapas para produzir sozinhos os medicamentos”, disse o diretor de Produtos da Hemobrás, Luiz Amorim.

                          A planta industrial inaugurada é destinada à produção de albumina, imunoglobulina (anticorpos), fatores de coagulação VIII e IX, complexo protrombínico e fator de Von Willebrand – todos, atualmente, são 100% importados pelo governo federal. Os medicamentos fabricados irão atender pacientes com doenças como hemofilias, cirrose, alguns tipos de câncer, Aids, imunodeficiência primária, vítimas de queimaduras ou pessoas em tratamento de terapia intensiva. Em dezembro de 2011, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitou a edificação, que começou a ser construída na metade daquele ano, com valor estimado de R$ 27,4 milhões. O edifício, equivalente a um prédio de seis andares, abriga a câmara fria, totalmente automatizada, capaz de estocar 1 milhão de bolsas de plasma. Desde junho de 2011, está em andamento a segunda etapa das obras da fábrica, englobando 12 blocos. Entre os prédios, está o que fará o fracionamento do plasma sanguíneo e sua transformação em medicamento e o que envasará os produtos. O investimento nessa fase é de R$ 269 milhões. Os demais blocos – são 19, ao todo – devem entrar em operação em 2014. Com essa fábrica, o Brasil se tornará um dos 15 países em todo mundo a fabricar hemoderivados.

                          Fonte: G1

                          Compartilhe essa notícia:

                            Moradores de Goiana não sentem a chegada dos empregos da Fiat

                            Nem o período eleitoral levou o sentimento de otimismo aos moradores de Goiana. Pelo menos no que diz respeito à geração de empregos. A cidade é o centro do polo automotivo que está sendo formado na Zona da Mata Norte do Estado com a instalação da fábrica da Fiat, anunciada em 2010. Com investimento de R$ 4 bilhões, a expectativa é de que sejam gerados 7.372 empregos durante a construção, de acordo com matéria divulgada no Jornal do Commercio na edição desta quarta-feira (27/09). Apesar dos bons números, os moradores não sentem o aquecimento do mercado de trabalho. Em visita ao município nesta quinta-feira (27), a reportagem conversou com diversas pessoas que não perceberam o impacto e todos dão o mesmo motivo: quem “pegam” as vagas são profissionais de fora do Estado.

                            “Ninguém fala de emprego aqui. Para mim não mudou nada. Agora a cidade está cheia de gente de fora”, reclama a feirante Rosália Rodrigues, de 38 anos. Da mesma ideia compartilha contador Silvio Venceslau, 58. “Vieram tudo de fora. Trouxeram o pessoal deles [da Fiat] mesmo. O pessoal daqui só ganha mesmo para limpar as casas. E o comércio também ganhou porque o dinheiro vai para lá”, observa. Apesar de pensar em fazer vestibular para engenharia civil – profissão em alta no Estado por causa do aquecimento da economia – ou arquitetura, a estudante Renata Santana, de 16 anos, não acredita que conseguirá um emprego na fábrica. “Tem muita gente de fora vindo para cá. Não tem educação aqui, aí contratam gente de fora. Na minha sala mesmo tem umas três pessoas que vieram de São Paulo porque os pais estão trabalhando na Fiat ou na Hemobras”, comenta. A Hemobras Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia – integra o polo farmacoquímico do Estado, também em Goiana.

                            A migração dos “estrangeiros” para a cidade não ajuda os moradores e ainda atrapalha. Também é consenso por lá que o preço dos imóveis aumentaram. E muito. “Tem casa pequena que tão alugando por R$ 800, R$ 1 mil. Comprar é quase impossível. Muito caro. Minha sorte é que moro na mesma casa alugada há 40 anos, aí não teve mudança no preço”, contou a feirante Rosália. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Fiat explicou que a construtora responsável pela obra, que ainda não foi escolhida, é que vai contratar os profissionais. “Para isso, será utilizado o banco de dados que o Governo do Estado gerou com o processo de capacitação. Quem participou da capacitação já está no banco de dados e poderá concorrer às vagas disponíveis. Sabe-se que muitos desses profissionais já estão atuando em outras empresas, devido a grande demanda de contratações em Pernambuco. Portanto, caso haja necessidade, a construtora também buscará mão de obra especializada de acordo com o desenvolvimento da obra”, completa a assessoria, em nota.

                            A construção da fábrica em si ainda não começou. A expectativa era de que iniciasse em abril deste ano, mas só neste mês é que foi dado o pontapé para erguer o escritório administrativo e o canteiro de obras. Por enquanto, apenas 100 funcionários trabalham nesta etapa. Quando estiver pronta, a unidade deverá produzir 250 mil veículos anualmente e empregar 4,5 mil pessoas.

                            Fonte: Blog do Jamildo

                            Compartilhe essa notícia:

                              Construção da Fiat empregará 7.372 pessoas

                              A construção da fábrica da Fiat em Goiana, um colosso de R$ 4 bilhões, empregará 7.372 pessoas. Serão abertas vagas para 1.571 ajudantes, 1.458 serventes e 1.148 pedreiros, apenas para citar alguns exemplos. A prioridade é para quem mora em um dos 13 municípios no raio de influência da Fiat (de Goiana a Abreu e Lima e Timbaúba) e já recebeu capacitação para as obras. Mas a Fiat admite que parte do pessoal treinado, 6.782 pernambucanos, já foi absorvida pelo mercado, o que abre a chance para quem mora ao norte do Grande Recife e em municípios próximos de Goiana, na Zona da Mata, de entrar na futura disputa por emprego. As obras da Fiat eram esperadas para abril passado. Mas apenas no último dia 17 começou a instalação de seu escritório administrativo em Goiana, um galpão de 2 mil metros quadrados que será usado por 160 funcionários do grupo italiano durante a construção da fábrica pernambucana.

                              Enquanto a pernambucana Quality Empreendimentos trabalha no galpão, a Fiat ainda não divulgou qual construtora será responsável pela fábrica em si, de onde sairão até 250 mil veículos por ano, a partir de 2014. Mas a empresa apresentou um “mapa do emprego”, no seu processo de licenciamento ambiental. Procurada, a Fiat respondeu por nota. No texto, informa que a futura construtora da fábrica é quem “recorrerá ao banco de dados que o governo do Estado gerou com o processo de capacitação”, que formou pessoal em Aliança, Araçoiaba, Camutanga, Condado, Ferreiros, Goiana, Igarassu, Itamaracá, Itambé, Itapissuma, Itaquitinga e Timbaúba.

                              Mas a própria empresa pondera que parte desse mesmo pessoal capacitado não está mais disponível e já foi absorvido por outras obras em andamento, como a da fábrica da Companhia Brasileira de Vidros Planos (CBVP), também em Goiana. Por isso, a construtora poderá recorrer a outros canais de contratação, como a Agência do Trabalho. “Sabe-se que muitos desses profissionais (capacitados pelo Estado) já estão atuando em outras empresas, devido à grande demanda de contratações em Pernambuco. Portanto, caso haja necessidade, a construtora também buscará mão de obra especializada de acordo com o desenvolvimento da obra”, diz a Fiat, em nota. O presidente da Agência de Desenvolvimento de Goiana (AD Goiana), Rodrigo Augusto, enfatiza que a prioridade será para gente da região, mas concorda que parte do pessoal treinado para trabalhar na fábrica já foi contratada em outras obras. “A nossa expectativa é de que não haja mais interrupção no cronograma da montadora”, comenta Rodrigo.

                              Confira o hotsite da Fiat e tire suas dúvidas sobre a obra.

                              Fonte: JC

                              Compartilhe essa notícia:

                                Boa Notícia: Itapissuma vai ganhar fábrica da cerveja Itaipava

                                O Grupo Petrópolis, fabricante das cervejas Itaipava e Petra, anuncia nesta sexta-feira (24) a construção de uma fábrica no município de Itapissuma, Região Metropolitana do Recife. A unidade pernambucana integra o plano de expansão da empresa e será a segunda do grupo do Nordeste, ao lado da planta de Alagoinha, na Bahia, anunciada no mês de julho.

                                A empresa espera consolidar a vice-liderança do setor e marcar presença em todo o território nacional até 2020. Para isso, encara o Nordeste como estratégica, uma vez que o consumo da bebida na região vem crescendo acima da média nacional, além de ainda apresentar o maior potencial de crescimento do País.

                                O anúncio será feito pelo presidente do grupo Petrópolis, Walter Faria, e pelo diretor de mercado da empresa, Douglas Cost, que serão recebidos pelo governador Eduardo Campos, quando assinarão o protocolo de intenções para construção da fábrica.

                                Fundado em 1994, o Grupo Petrópolis possui atualmente quatro fábricas em atividade, em Petrópolis, Teresópolis, Boituva e Rondonópolis. A empresa é a única grande cervejaria do País com capital 100% brasileiro.

                                Do Blog do Jamildo 

                                Compartilhe essa notícia:

                                  Demostre seu carinho por nós!

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    Fábio Porto ajuda Paulista a entrar no ranking dos empregos em Pernambuco

                                    De acordo com a lista que foi divulgada através do MTE/Caged Elaboração PE Investimentos mostra que a cidade do Paulista estar entre as dez cidades que mais empregou nos últimos meses. Um dos grandes responsáveis por essa conquista é o sindicalista Fábio Porto, que a frente do Sindicato dos Comerciários do Paulista vem desempenhando um trabalho muito bom de empregabilidade no município.

                                    Hoje a cidade das chaminés encontra-se em oitavo lugar em geração de empregos. Em conversa com o Informe-PE, Fábio Porto falou da alegria e da satisfação que tem de ajudar o povo Paulistense, e que se depender dele irá atrás de mais empregos para os cidadãos da nossa cidade. Fábio falou ainda que já conseguiu empregar mais de 1800 pessoas na cidade.

                                    Confira abaixo a lista das dez cidades do Estado que mais empregou no período de janeiro a junho deste ano:

                                    Ranking do saldo de empregos em PE (jan – jun)

                                    1º Recife 10631

                                    2º Petrolina 8211

                                    3º Jaboatão 4966

                                    4º Ipojuca 3767

                                    5º Olinda 2883

                                    6º São Lourenço 1730

                                    7º Caruaru 1185

                                    8º Paulista 647

                                    9º Serra Talhada 412

                                    10º Sertânia 390

                                    Redação do Informe-PE, Por: Sidcley Alves

                                    Compartilhe essa notícia:

                                      Fábio Porto empregando mais pessoas na cidade do Paulista

                                      Hoje foi um dia muito especial para vinte candidatos, no ultimo dia 11/06 eles participaram de mais uma seleção de empregos, oferecidos pelo Sindicato dos Comerciários do Paulista que tem como seu presidente Fábio Porto.

                                      Hoje pela manhã, foram selecionados vinte candidatos para comparecerem e fazerem os testes finais para começarem a trabalhar. O amigo Fábio Porto fez questão de estar junto com os selecionados neste grande dia.

                                      O Informe-PE conversou com alguns candidatos e o que ouvimos foi um sentimento muito grande de gratidão a Fábio Porto. “É muito bom o trabalho que Fábio vem fazendo em nossa cidade, e quem saí ganhando é o povo Paulistense”, disse um dos selecionados.

                                      Redação do Informe-PE, Por: Sidcley Alves

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Mudanças no Informe-PE

                                        Caros leitores do Informe-PE, a partir dessa sexta-feira (08/06) as vagas de empregos estarão sendo postadas em nosso novo blog o AQUI VAGAS. “O Informe-PE vem passando por mudanças constantes e nos últimos meses estamos descentralizando algumas categorias do blog”. Comentou o Fundador Paulo Fernando.

                                        “Com essa novidade os leitores vão ter um blog para as novidades de empregos e concursos do estado de Pernambuco. E você empresário, poderá continuar mandando as vagas sem custo nenhum! Agradecemos aos milhares de acessos diários dos internautas à procura das vagas” concluiu o empresário Leandro Fernandes da DHM.

                                        Blog: http://aquivagas.com
                                        Facebook: http://www.facebook.com/pages/Aqui-Vagas-PE/400902373274833
                                        E-mail: vagas@aquivagas.com

                                        Redação do Informe-PE, Por: Rafaela Martins

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background