Empresa contrata para polo automotivo

1417749209652fd6289555f8361e43af221fccab48

Empresa com atuação na área de costura industrial na linha de produção de couro dispõe de 03 vagas de emprego para trabalhar no polo automotivo.

Para se candidatar é necessário ter curso profissionalizante ou técnico, habilidades e conhecimentos na parte de costura industrial e de acabamento das peças em couro, com rapidez e agilidade. 

A atividade a ser desenvolvida é de costura de banco em couro para automóveis, em máquina reta, de duas agulhas, e overlock.

Entre os benefícios salário de R$ 880, ticket alimentação no valor de R$ 180 e, após três meses, gratificação por assiduidade no valor de R$ 170. 

Os currículos ou contatos deverão ser enviados para o e-mail aluno.egresso@pe.senai.br

Compartilhe essa notícia:

    Saúde abre 961 vagas para residência em 2015

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES) publicou no Diário Oficial, do sábado (15), o edital unificado de seleção para as residências médicas, multiprofissionais e em área profissional de saúde 2015. Ao todo, são 961 vagas para instituições de saúde da Região Metropolitana do Recife (RMR) e Interior do Estado. Além disso, o edital deste ano contempla as vagas dos programas de residência médica do HC/UFPE. As inscrições terão início no dia 1º e seguem até o dia 28 de dezembro. O edital já está disponível no site da UPENET/IAUPE (www.upenet.com.br) e no portal da SES (Confira os arquivos abaixo). As provas serão realizadas no dia 18 de janeiro de 2015 e o resultado final será divulgado até o dia 14 de fevereiro de 2015.

    “Pernambuco é, hoje, o principal centro de residência do Norte-Nordeste e um dos principais centros do País. Do total de especialistas que nós formamos, 75% passam a atuar em Pernambuco e 25% migram para outros estados, como Ceará, Piauí e Sergipe, além da Região Norte. Por isso, os investimentos são ampliados, anualmente. Hoje, o Governo do Estado investe cerca de R$ 50 milhões na formação de especialistas na saúde”, comenta a secretária estadual de Saúde, Ana Maria Albuquerque.

    Do total de vagas, 722 são para residência médica, distribuídas em 72 áreas de conhecimento da medicina e englobam especialidades médicas, áreas de atuação e ano opcional. As outras 239 vagas são destinadas a 11 categorias profissionais de saúde (biomedicina, biologia, enfermagem, fisioterapia, nutrição, odontologia, farmácia, terapia ocupacional, psicologia, serviço social e educação física).

    Este ano, o edital da residência médica conta com três especialidades inéditas no Estado: Programa de Dor, Neurorradiologia e Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia. Todas serão ofertadas no Hospital da Restauração. Os classificados atuarão em 34 instituições de saúde do Estado. A bolsa de auxilio aos estudos para os residentes é de R$ 2.976,26, conforme estabelecido pelo Ministério da Educação para todo o Brasil.

    Os interessados em participar do certame podem ter acesso a mais informações junto à Diretoria de Educação em Saúde da SES, por meio do telefone 3184.0030.

    Fonte: Secretaria de Saúde de Pernambuco

    Compartilhe essa notícia:

      De cada três empregos criados entre abril e junho, dois foram no Nordeste

      Mais de dois terços das vagas de trabalho geradas no país, no segundo trimestre de 2014, em relação ao mesmo período do ano passado, foram no Nordeste, divulgou, hoje (6), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Comparado de abril a junho de 2013, com os mesmos meses de 2014, a população ocupada no país cresceu 1,7%. Isso representa 1.495 milhão de trabalhadores a mais, sendo cerca de 1 milhão nos estados nordestinos, onde o crescimento chegou a 4,6%.

      O coordenador de Trabalho e Renda do IBGE, Cimar Azeredo, ponderou que as variações no Nordeste e, também, no Norte, se dão sobre taxas de ocupação historicamente menores: “as regiões Nordeste e Norte são regiões que, dado o desenvolvimento econômico ser menor que o das demais, têm um nível de ocupação menor, comparado com o Sudeste, Sul e até mesmo Centro-Oeste”. Ele acrescentou que, mesmo assim os dados foram “extremamente favoráveis”.

      No Nordeste, a população ocupada corresponde a 51,9% das pessoas com mais de 14 anos, enquanto no país a taxa chega a 56,9%. O Norte fica mais próximo da média nacional, com 56,8%, mas continua abaixo do Sudeste, que tem 57,8%; do Sul (61,1%); e do Centro-Oeste (61,5%).

      Os estados nordestinos também lideraram o crescimento de postos de trabalho com carteira assinada no setor privado, com alta na região de 10,4%. A expansão foi mais de duas vezes superior à nacional, de 5,1%, e, em números absolutos, ficou abaixo apenas do Sudeste, que teve 799 mil vagas criadas, contra 582 mil do Nordeste. 

      Ainda assim, o Nordeste tem a menor proporção de trabalhadores do setor privado com carteira assinada, 63,7%, ante 78,1% do Brasil e 85,6% do Sul, que tem a maior formalização. No Nordeste, 29,4% da população trabalha por conta própria, enquanto no Brasil a taxa é 22,9%. A Região Norte tem um percentual ainda maior de pessoas nessa situação: 29,8%.

      Se levada em conta a formação, o Nordeste é a região onde há menor escolaridade entre a população ocupada: 10,3% não têm instrução alguma, 30% cursou o ensino fundamental incompleto e 9,3%, apenas o fundamental completo. Por outro lado, 10,6% dos trabalhadores têm nível superior.

      No Brasil, o percentual sem instrução é 5,1%, os que não completaram o fundamental somam 25,4%, e quem completou somente essa etapa escolar, 10,9%. Outros 11,1% têm nível superior.

      A maior escolarização está no Sudeste, que tem 2,5% da população ocupada sem instrução, 21,8% com ensino fundamental incompleto, e 11,3% com fundamental completo. O percentual do nível superior, no Sudeste, chega a 19%.

      Por inícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil

      Compartilhe essa notícia:

        Vagas temporárias para este Natal serão 15% menor do que o ano passado no Grande Recife

        A expectativa do comércio de contratar menos vendedores temporários para essa época de fim de ano é a batida do martelo que comprova o quanto 2014 não está sendo bom para o setor. E a previsão vale para o cenário tanto nacional quanto local. Embora a perspectiva seja contratar 17 mil novos profissionais na Região Metropolitana do Recife (RMR) – o que pode impressionar alguns – o número é 15% menor quando comparado ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife (CDL Recife). A estimativa também não é das melhores para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE). A instituição ainda não divulgou números oficiais, mas informou à reportagem que o setor local deve crescer no período apenas 1% ante o mesmo intervalo de 2013, e adiantou que divulgará uma pesquisa entre os dias 17 e 20 deste mês.

        O fraco movimento nas lojas este ano foi motivado por fatores como greve de ônibus e da Polícia Militar, protestos e a realização da Copa do Mundo, de acordo com avaliação do presidente da CDL Recife, Eduardo Catão. “Tudo isso impediu que as pessoas saíssem de casa para comprar”, explica, lembrando que até a tragédia com o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também interferiu no setor. “As pessoas ficaram em casa, chocadas com o que havia acontecido”, conta.

        “Nesse momento, depois de manifestações e greves, a desconfiança dos empresários continua por causa do cenário econômico. Estamos com uma inflação alta, os produtos estão caros e as pessoas estão adiando sua decisão de compra”, avalia o diretor-executivo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE), Oswaldo Ramos. Nos últimos 12 meses, a inflação somou acúmulo de 6,75%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

        Além da expectativa de uma contratação menor, o cenário de incerteza está motivando os empresários a retardar a admissão de novas pessoas. “Eu começava em setembro, mas até agora não contratei ninguém. E, daqui para o fim do ano, não sei se vou”, afirma a gerente da Vitória Fashion, localizada no Centro do Recife, Fátima Araújo. No ano passado, a loja contratou seis pessoas para dar conta do aumento no movimento. Na loja Tribos, na mesma região, a gerente Alcione Ramos diz que, no ano passado, foram contratadas cerca de 90 pessoas em todas as unidades da rede. “Para este ano serão somente 60 a 70”, estipula.

        Imune a tudo isso esteve a unidade da Figueiras Calçados, na Rua Nova, também no Centro. Segundo o gerente Edivar Domingos, ele não tem do que reclamar. “Não fui afetado em nada. Eu queria outra Copa”, brinca. Para a loja, foram contratados 20 funcionários no ano passado, segundo ele. “Pretendemos chamar 25 para esta temporada”, prevê. Na unidade, já trabalham seis pessoas de forma temporária. Uma delas é Vanelly Rodrigues, contratada na segunda-feira. “Estou em treinamento durante 90 dias. Se eu tiver um bom desempenho, eu posso ficar de forma fixa”, avalia. Hipótese não descartada pelo gerente, que entrou na unidade como funcionário temporário em 2003.

        Oswaldo Ramos adiantou que a Fecomércio-PE está realizando uma pesquisa que vai mostrar a análise de cerca de 6 mil empresários e consumidores da RMR, do Agreste e do Sertão do Estado. “Queremos saber como avaliam 2014, a expectativa para as compras do Natal e o que esperam de 2015”, resume.

        Do JC

        Compartilhe essa notícia:

          Supermercado Extra oferece vagas de trabalho em Candeias

          A rede de supermercados Extra está com cerca de 100 vagas abertas em diversas áreas operacionais. As oportunidades surgiram a partir da abertura de uma nova loja da empresa no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

          Os interessados devem comparecer entre os dias 6 e 10 de outubro na Agência do Trabalho, localizada na Rua da Aurora, nº 425, no bairro da Boa Vista, área central do Recife, das 7h as 17h. É necessário apresentar identidade, CPF, Carteira de Trabalho e o currículo informando a vaga desejada.

          As oportunidades são voltadas para as áreas operacionais de supermercado – caixa, mercearia, bazar, frutas, legumes e verduras (FLV), frios, carnes, recepção de mercadorias, administrativo, balconistas (frios, padaria, carnes, lanchonete), empacotadores, fiscais de caixa e fiscais de prevenção de perdas, cartazista –, para auxiliares nas áreas de padaria, açougue e para cargos técnicos, como padeiro, confeiteiro, açougueiro, além de oportunidades para cargos de liderança das áreas citadas.

          Os candidatos devem ser maiores de 18 anos e ter, no mínimo, ensino médio para a maior parte dos cargos ofertados. O Extra oferece ainda, vagas para pessoas com deficiência, não sendo necessária experiência. Além do salário base é oferecido um pacote de benefícios

          Compartilhe essa notícia:

            Polo de Goiana quer transporte

            Polo de Goiana quer transporteA questão da mobilidade, um problema tipicamente urbano, já preocupa as empresas que se instalaram no polo econômico de Goiana, uma área que na verdade alcança vários municípios em Pernambuco e na Paraíba. Até agora, as indústrias implantadas nessa região já somam 3 mil funcionários fixos, hoje usuários de transporte fretado. A conta sequer considera os milhares de trabalhadores do polo automotivo da Jeep, do grupo Fiat Chrysler, que começará a funcionar no início de 2015. Por isso, as companhias buscam estimular o poder público a criar linhas regulares de ônibus e outras soluções para a região.

            Diversas indústrias da região hoje são representadas por uma mesma entidade, a Associação das Empresas de Goiana e Entorno (AEG), criada há um ano. A diretora-executiva da AEG, Margarete Bezerra, conta que a busca é por soluções compartilhadas, para lidar com problemas associados ao crescimento rápido da região. “São muitas demandas: energia, água, segurança, comunicação”, explica ela.

            Os dois primeiros grupos de trabalho formados pela AEG foram para debater a formação profissional e a mobilidade. E foi para lidar com essa segunda questão, ontem, que a entidade se reuniu com o Consórcio Grande Recife, a Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

            O motivo para o envolvimento de órgãos municipais, estaduais e o federal do setor é porque as soluções para o transporte da região demandam diferentes esferas da administração pública. Por exemplo, comenta Margarete, as cidades ainda estão na fase do transporte clandestino e precisam fazer a transição para o transporte complementar, como ocorreu no Recife, anos atrás.

            Mas o mapa do transporte de pessoas é complexo. “Há trabalhadores que moram no Recife e em João Pessoa”, observa a diretora- executiva.

            A partir do mês que vem, um terminal do Corredor Norte-Sul será inaugurado em Igarassu, mais próximo ao polo cervejeiro que vai até Itapissuma. Falta ligar Goiana ao corredor de transportes. Por outro lado, é preciso fazer a conexão também para o outro lado da divisa, rumo a João Pessoa. “A solução não é só das prefeituras, nem só da AEG. O grupo de trabalho reúne pessoas muito competentes”, comenta Margarete.

            Ela afirma que, em uma perspectiva maior de tempo, a questão da mobilidade precisa ser resolvida tornando os municípios da reunião mais atrativos para a moradia do pessoal. E isso será possível apenas resolvendo questões ainda mais complexas, como habitação e oferta de serviços de saúde. A Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas (Condepe/Fidem) já propôs a criação de uma Região Integrada de Desenvolvimento (Ride), uma figura administrativa que permite a criação de políticas públicas específicas e captação de recursos federais para áreas compartilhadas por mais de um Estado. A Ride de Goiana seria a quarta do País, mas ainda espera aprovação.

            Compartilhe essa notícia:

              Fiat recebe currículos em Ponta de Pedras

              Na manhã desta quarta-feira (03/09), equipe da área de Recursos Humanos da Fiat Chrysler esteve no Espaço Ciência, no distrito de Ponta de Pedras, para realizar mais uma etapa da seleção visando ao preenchimento de vagas nas funções de Mecânico, Eletricista, Auxiliar de Produção e Auxiliar Logístico.

              A ação basicamente consistiu no recebimento de dezenas de currículos de pessoas interessadas em aproveitar as oportunidades para trabalhar no polo automotivo.

              Vale lembrar que para os candidatos que entregaram seus currículos em Ponta de Pedras, o passo seguinte acontecerá na próxima segunda-feira (15/09), após uma triagem realizada nos currículos recebidos, quando os candidatos serão convocados na supracitada data para uma entrevista presencial no auditório na Agência de Desenvolvimento de Goiana (AD Goiana).

              Compartilhe essa notícia:

                Senai contrata profissionais em Goiana

                O SENAI Pernambuco está recrutando, até esta sexta-feira (05/09), 03 novos profissionais para o quadro de colaboradores da empresa em Goiana. As oportunidades são para os cargos de instrutor de educação básica (área: Eletrotécnica – 02 vagas) e Auxiliar de Serviços Gerais (01 vaga).

                As vagas oferecidas são destinadas à contratação imediata por tempo determinado, indeterminado e formação de cadastro de reserva. Os candidatos devem verificar perfil completo das vagas na área Trabalhe Conosco no site do SENAI (www.pe.senai.br), cadastrar o currículo no link www.pe.senai.br/oportunidades, ou entregar currículo na recepção dos locais indicados no edital, das 08h às 17h, indicando no envelope a vaga pretendida. As etapas do processo e os critérios de avaliação estarão presentes na programação da seleção, que será fornecida ao candidato pré-selecionado, de acordo com os requisitos do cargo.

                Além do salário, os funcionários do SENAI têm direito aos benefícios de previdência privada, assistência médica, assistência odontológica, plano de desenvolvimento, ticket alimentação ou refeição, vale transporte e programa de incentivo à educação formal e à língua estrangeira dentro dos critérios estabelecidos pelo SENAI.

                Compartilhe essa notícia:

                  Vagas de emprego em Goiana

                  fiat-fabrica-linha-de-montagem (1)

                  Empresa do polo automotivo de Pernambuco está selecionando profissional, que sejam ou residam em Goiana, para trabalhar nos cargos de auditor de qualidade, operador de empilhadeira, técnico mecânico industrial e operador logístico.

                  Os currículos devem ser entregues, presencialmente, na Agência de Desenvolvimento de Goiana (AD Goiana), que fica na Rua 05 de Maio nº 48, no período de 02 a 10/09, das 09h às 16h.

                  Confira, abaixo, os requisitos necessários:

                  Auditor da qualidade: No mínimo ter o ensino médio completo, preferencialmente com formação técnica. Profissional com experiência em auditoria da qualidade em chão de fábrica e acompanhamento de documentos da área;

                  Operador de Empilhadeira: Ensino médio e carteira atualizada;

                  Técnico mecânico industrial: Curso técnico completo (Mecânica, Eletromecânica ou Mecatrônica). Experiência em manutenção industrial;

                  Operador logístico: Curso superior completo em Logística ou outros correlatos. Experiência com logística: transportes ou expedição e estoque, dentre outros).

                  Maiores informações pelo fone: 81 3626-2889.

                  Compartilhe essa notícia:

                    Emprego não cresceu em cidades-sede da Copa, diz IBGE

                    A realização da Copa do Mundo não impactou o mercado de trabalho apurado na Pesquisa Mensal de Emprego (PME), segundo Adriana Beringuy, técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não houve aumento de vagas em número considerável que fosse percebido pela pesquisa, nem um movimento de dispensa de trabalhadores temporários ao fim do evento.

                    O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quinta-feira (21) os dados do emprego nas regiões metropolitanas de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Belo Horizonte e do Recife. Por causa da greve, as informações de Salvador e Porto Alegre não ficaram prontas a tempo, pelo terceiro mês consecutivo.

                    “Essas quatro regiões que foram divulgadas foram sedes do evento. Desde a divulgação do mês de junho e também nessa de julho não se observou movimento importante da população ocupada em setores que provavelmente têm aderência importante ao movimento, como serviços e comércio”, disse Adriana.

                    Analistas estimavam que os empregados temporários que costumavam ser dispensados após o carnaval teriam tido os contratos estendidos até o fim da Copa, o que poderia fazer crescer a taxa de desemprego ao fim do evento, quando fossem enfim demitidos. No entanto, a pesquisadora afirma não ser possível observar esse movimento na pesquisa, devido à ausência do evento no componente de sazonalidade da série histórica.

                    Quanto à contratação de temporários especificamente para os meses do Mundial de Futebol, tampouco há confirmação dos números. “Eventualmente, alguma região, como o Rio de Janeiro, teve aumento (no número de vagas) no comércio. Mas, de um modo geral, para as regiões que sediaram o evento, de fato, não se observou aumento expressivo da população ocupada nesses meses em que foi realizada a Copa”, declarou.

                    Do Estadão

                    Compartilhe essa notícia:

                      Recife lidera taxa de desemprego em julho, diz o IBGE

                      O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mais uma vez não divulgou a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País. Por causa da greve, que paralisou parcialmente os trabalhos no órgão por 79 dias, os resultados de julho em Salvador e Porto Alegre não ficaram prontos a tempo, como já tinha ocorrido nas divulgações referentes a maio e junho.

                      Segundo o IBGE, a taxa média de desemprego referente a maio, junho e julho, para o total das seis regiões, será divulgada em 25 de setembro, junto com a divulgação dos dados de agosto. Analistas ouvidos pelo AE Projeções esperavam que a taxa de desemprego em julho tivesse resultado entre 4,70% e 5,10%, com mediana de 4,80%.

                      Recife liderou a taxa de desemprego, que ficou em 6,6% em julho, ante 6,2% em junho. Em seguida veio a região metropolitana de São Paulo, com taxa de desemprego de em 4,9% em julho, ante 5,1% em junho. Em Belo Horizonte, a taxa de desemprego foi de 4,1% em julho, após resultado de 3,9% no mês anterior. E no Rio de Janeiro, a taxa ficou em 3,6%, ante 3,2% em junho.

                      Os resultados das quatro regiões em julho foram menores do que os verificados no mesmo mês de 2013, quando Recife registrou taxa de 7,6%, São Paulo, de 5,8%. Belo Horizonte, de 4,3% e o Rio de Janeiro, com 4,7%.

                      Do Estadão

                      Compartilhe essa notícia:

                        Criação de empregos formais cresceu 3,14% no ano passado

                        Do Agência Brasil

                        Dados divulgados nesta segunda-feira (18) na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) mostram que o número de empregos formais cresceu 3,14% no ano passado em relação a 2012. Segundo a Rais, em 2013, foram criados 1,49 milhão de novos postos de trabalho formais.

                        O resultado está acima do do ano anterior, quando o incremento ficou em 2,48%, o que correspondeu a 1,148 milhão de empregos estatutários e celetistas. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) mostram que 2013 foi o ano com menor taxa de desemprego, 5,4%.

                        O aumento no número de postos formais de trabalho foi puxado pelo crescimento de 4,85% na criação de vagas de estatutários, o equivalente a mais 414,7 mil empregos. Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, esse aumento é devido à troca de servidores municipais, com a posse dos novos prefeitos, em 2013.

                        Porém, quando se trata de empregos celetistas, houve desaceleração. Entre 2012 e 2013, o incremento foi 2,76%, equivalente a 1,301 milhão de empregos. Enquanto isso, em 2012, com relação a 2011, houve aumento foi 3,46%. “Houve desaceleração em função do PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país], mas não há nenhuma sinalização de que nós vamos deixar de continuar gerando positivamente emprego no Brasil”, avaliou o ministro.

                        O montante de vínculos empregatícios no último dia de 2013 no país atingiu 48,948 milhões, ante 47,459 milhões do ano anterior.

                        Compartilhe essa notícia:

                          Urgente: Oportunidade no polo automotivo de Goiana

                          Empresa multinacional no segmento automotivo, localizada em Goiana, contrata Operador de Produção.

                          Principais responsabilidades:

                          Realizar abastecimento e operação de máquinas, repor materiais, seguir as orientações do superior da área, utilizar corretamente os equipamentos de proteção, zelar pela conservação da organização do local de trabalho, realizar manutenção e limpeza em equipamentos na produção, realizar manutenção autônoma em máquinas e equipamentos, participar de reuniões de produtividade, auxiliando no processo inicial ao processo final de produção.

                          Requisitos do cargo:

                          Ensino Médio Completo. Desejável vivência em indústrias e residir próximo a Goiana-PE.

                          Interessados devem comparecer à AD Goiana, no dia 20/08/2014 (quarta-feira), no horário das 09h, impreterivelmente, com CV em mãos. 

                          A AD Goiana fica na Rua 05 de Maio nº 48, no centro da cidade.

                          Compartilhe essa notícia:

                            Secretaria do Trabalho oferece 26 vagas de emprego no Recife nesta sexta

                            A Secretaria de Trabalho, Qualificação e Emprego de Pernambuco abrirá 26 vagas de emprego nesta sexta-feira (14). A maioria das oportunidades são atendente de lojas. Os salários variam entre R$ 724 e 1.097,80. Confira a lista de todas as vagas na tabela abaixo:

                            VAGAS FUNÇÃO ESCOLARIDADE SALÁRIO EXPERIÊNCIA
                            *11 Atendente de lojas médio completo R$ 800 não exigida
                            *2 Ajudante de carga e descarga de mercadoria fundamental completo R$ 801 não exigida
                            2 Ajudante de cabeleireiro fundamental completo R$ 724 6 meses
                            4 Mecânico de refrigeração fundamental incompleto R$ 1.097,80 6 meses
                            5 Montador de móveis e artefatos de madeira não informada R$ 800 6 meses em CPTS
                            2 Operador de máquina de serrar madeira fundamental completo R$ 728 6 meses

                            *Obs: Vagas exclusivas para pessoa com deficiência (PCD)

                            Também estão sendo oferecidas duas vagas de emprego em Caruaru e três em Ipojuca.

                            Compartilhe essa notícia:

                              Contratação de temporários pode ‘salvar’ o ano do varejo

                              A contratação de temporários para o fim de ano pode tirar do vermelho o saldo da geração de postos de trabalho no comércio acumulado no 1º semestre. A Confederação Nacional do Comércio (CNC) projeta que 130,6 mil temporários serão admitidos neste fim de ano, ante 129,4 mil em 2013.

                              “O fator sazonal vai impedir que o emprego no comércio feche o ano com saldo líquido negativo na geração de vagas. Se o Natal fosse abolido, o comércio encerraria no vermelho”, diz o economista da CNC, Fábio Bentes, responsável pelas contas.

                              Para o presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, Ricardo Patah, o número de homologações que passam pelo sindicato atualmente só não é maior porque os varejistas estão no limiar das contratações para o fim de ano. Diante da queda nas vendas em julho, eles teriam argumentos para demitir mais. Mas enxergam a possibilidade de ampliar os negócios no fim do ano por questões sazonais e acabam segurando a mão de obra, explica o sindicalista.

                              Bentes, da CNC, observa que as vendas no comércio estão desacelerando ano a ano e reduzindo o grande descolamento do varejo em relação aos demais setores da economia que existiu anos atrás. No 1º semestre deste ano, as vendas do comércio ampliado devem ter avançado 2,3%, enquanto o crescimento no mesmo período de 2013 tinha sido de 3,6% e no 1º semestre de 2012, de 7,7%.

                              NATAL – Para o Natal, Bentes espera crescimento de 4% no volume de vendas e 0,9% no emprego temporário. Em 2012 e 2013, os números eram mais expressivos, com alta de 8,1% e 5,1% nas vendas e de 3 2% e de 2,1% nos temporários, respectivamente.

                              Bentes lembra que, entre setembro e novembro, o comércio sempre contrata muito e as vagas abertas nesse período respondem pela metade dos postos de trabalho gerados no ano. Pelas suas contas, se as projeções de temporários se confirmarem, entre admissões e demissões, o comércio terá em 2014 um saldo líquido de 99 mil postos, o pior resultado anual em pelo menos sete anos. “Tínhamos uma geração líquida anual de vagas no comércio acima 200 mil até 2012″, compara.

                              Apesar da desaceleração do crescimento do emprego no comércio, Bentes ressalta que o nível de atividade do setor está melhor comparativamente ao de outros segmentos, o que permite ganho real de salário maior do que o restante da economia. Nas suas contas, no 1º semestre deste ano, o ganho médio do salário real do emprego com carteira assinada no comércio foi de 2,6%, ante 2 1% no mercado formal da economia como um todo.

                              Compartilhe essa notícia:

                                Vaga de emprego no polo automotivo de Goiana

                                A Prefeitura de Goiana, por meio da AD Goiana, informa que há vagas de emprego para trabalhar no polo automotivo do município.

                                Desta vez as vagas são para duas funções: Profissional de Retoque e Revisor de Automóveis.

                                Os interessados devem comparecer à AD Goiana, na Rua 05 de Maio nº 48, no centro de Goiana, na próxima quinta-feira (07/08), a partir das 09h, após enviar currículos para o site www.contratando.com.br

                                10384581_823951424324376_7744397851602895556_n

                                Compartilhe essa notícia:

                                  50 vagas para Operador de Produção em empresa sistemista da Fiat

                                  A Denso, empresa sistemista da Fiat, líder mundial na fabricação de autopeças e componentes automotivos, está com 50 vagas de emprego para a função de operador de produção.

                                  Os candidatos devem ter experiência na área industrial e possuir o Ensino Médio completo.

                                  Os currículos deverão ser enviados para o e-mail vagasgoiana@gmail.com

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    Oportunidade de trabalho no polo automotivo de Goiana

                                    A Lear Corporation, empresa que fabricará os bancos dos automóveis da Jeep a serem produzidos pela Fiat Chrysler em Goiana, está com seis vagas de emprego para as funções de conferente e operador de produção.

                                    São três vagas para cada função. Para conferente é necessário ter experiência em operação de empilhadeira.

                                    Os candidatos interessados em participar da seleção deverão comparecer à AD Goiana, que fica na Rua 05 de Maio nº 48, no centro da cidade, munidos de currículo e documentos pessoais (RG, CPF e Carteira de Trabalho), na próxima terça-feira (29/07), a partir das 14h.

                                    Compartilhe essa notícia:

                                      Grupo Moura divulga vaga para Analista de Projetos com remuneração inicial de R$ 4 mil em Pernambuco

                                      Cargo: Analista de Projetos.
                                      Salário: R$ 4.000,00 + benefícios (dependendo do perfil do candidato podemos discutir salário).
                                      Local: Belo Jardim/PE.
                                      Atribuições: Atuar em atividades de planejamento, elaboração, monitoramento e prestação de contas de projetos.

                                      Principais responsabilidades:

                                      Estimular, orientar e supervisionar a equipe técnica da organização em questões relacionadas à elaboração de projetos;
                                      Elaborar em conjunto com o Líder do projeto o planejamento do projeto, envolvendo o escopo, as atividades, o custo e a qualidade requerida;
                                      Planejar e elaborar projetos;
                                      Monitorar o desenvolvimento de projetos;
                                      Acompanhar e assegurar o cumprimento de prazos no envio de projetos e de relatórios de atividades e prestação de contas;
                                      Elaborar e/ou acompanhar a elaboração de orçamentos, relatórios de atividades e prestação de contas;
                                      Manter relacionamento com organizações financiadoras de projetos;
                                      Participar de reuniões com as equipes técnicas e a Direção;
                                      Documentar e sistematizar os resultados das atividades e preparar relatórios periódicos de acompanhamento interno;
                                      Elaborar relatórios gerenciais de acompanhamento de todos os projetos em andamento;
                                      Coordenar reuniões de acompanhamento de resultados dos projetos.


                                      Experiência e Conhecimentos desejados:

                                      Formação superior em Administração, Economia, Contábeis;
                                      Experiência em elaboração, gestão e acompanhamento de projetos;
                                      Domínio no Pacote Office (Word, Excel, Internet e PowerPoint);
                                      Desejável na ferramenta MS Project;
                                      Nível avançado de inglês (desejável) / nível intermediário de inglês (aceitável).


                                      Habilidades desejadas:

                                      Boa comunicação escrita e oral;
                                      Capacidade de organização;
                                      Iniciativa;
                                      Agilidade;
                                      Compromisso com resultados;
                                      Compromisso com a equipe e a instituição;
                                      Espírito de cooperação e trabalho em equipe;
                                      Capacidade de lidar com todos os níveis de hierarquia, e trabalhar em diferentes times;
                                      Capacidade de gestão do tempo, definição de prioridades e manutenção do foco.


                                      Interessados enviar currículo para: adalberto.moreira@grupomoura.com

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Lear contrata mais duas costureiras de goiana para o polo automotivo da Fiat

                                        Lear contrata mais duas costureiras de goiana para o polo automotivo da Fiat

                                        Mais duas costureiras estão sendo contratadas para trabalhar no polo automotivo de Goiana. Depois de enviar nove mulheres ao México para uma capacitação, a Lear Corporation (empresa sistemista que fabricará os bancos dos automóveis Jeep a serem produzidos pela planta da Fiat Chrysler no município) fez entrevista com 12 concluintes do curso de costura industrial ministrado pelo Senai, numa parceria com a empresa e a Prefeitura de Goiana, por meio da Agência de Desenvolvimento. O encontro ocorreu na manhã da última terça-feira, no auditório da AD Goiana.

                                        Dentre as profissionais que foram entrevistadas duas serão contratadas pela Lear e as demais vão integrar um cadastro de reserva visando às futuras contratações. Já as moradoras da povoação de São Lourenço, distrito de Tejucupapo, que foram se capacitar na planta da Lear na América do Norte, estarão voltando da experiência no próximo sábado (26/07) e aqui serão multiplicadoras de conhecimento para as demais costureiras que serão contratadas. 

                                        De acordo com o gerente de Operações da empresa, Fernando Porto, as goianenses surpreenderam e atingiram o Nível C, o mais exigente das três certificações da Lear, na metade do tempo em comparação com o histórico da sistemista. “Devido ao empenho e dedicação delas, antes do tempo estimado passaram pelos níveis A e B e atingiram rapidamente o Nível C”, afirmou Porto, que esteve na AD Goiana para as entrevistas juntamente com a analista de Recursos Humanos, Juliana Costa.

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background