terça-feira, janeiro 22, 2019
Home > Carnaval > Carnaval sem camarotes no Sítio Histórico de Olinda

Carnaval sem camarotes no Sítio Histórico de Olinda

O carnaval de Olinda não terá mais camarotes e casas de festa no Sítio Histórico. A decisão foi a mais polêmica na votação da Lei do Carnaval, proposta pela prefeitura, na manhã desta sexta-feira (19). Após mais de cinco horas de discussão, a emenda da vereadora Graça Fonseca (PR), que proíbe a instalação dos equipamentos, obteve nove votos. Também foi aprovada a inclusão do Conselho de Cultura de Olinda e da Sodeca no Núcleo do Carnaval criado para organizar a festa e todas as ruas do Sítio Histórico foram definidas como passarela natural para o desfile das agremiações. A lei ainda precisa ser sancionada pelo prefeito Renildo Calheiros.

A proibição dos camarotes obteve apoio de Graça Fonseca, Arlindo Siqueira, Jorge Federal, Jesuíno Araújo, Ricardo Sérgio, Joab Teodoro, Nido Guabiraba, Misael Prestanista e Algério. A decisão foi contra ao almejado pela gestão municipal, que também mantinha um número limitado de vias para o cortejo das agremiações.

Ainda nesta sexta, foi aprovada a emenda que beneficia os carnavalescos, que receberão auxílio financeiro por subvenção ou por contrato. No primeiro caso, a prefeitura se obriga a liberar 50% do valor até 20 dias antes do carnaval e os outros 50% até 30 dias após a festa. No caso dos contratos, baseados na lei 8.666/93, as agremiações prestam contas do desfile e apresentações e recebem o valor contratado até 30 após o fim da folia.

Do Diario de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *