Candidato do PSL continua internado em São Paulo após ser vítima de uma facada em Minas Gerais

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) defendeu nesta terça-feira (18) a descentralização do poder público no país como forma de diminuir o que chamou de “suspeitas relações promíscuas entre Federação, Estado e Município”.

Na postagem, descrita como uma proposta para “economia e governabilidade”, Bolsonaro disse que vai combater “os problemas peculiares de cada região, facilitando ao cidadão a fiscalização na aplicabilidade dos recursos públicos”.

Último boletim médico

Bolsonaro está internado no Hospital Israelista Albert Einstein, em São Paulo, desde 7 de setembro, um dia após sofrer uma facada no abdômen durante ato de campanha e passar por cirurgia em Juiz de Fora (MG). Na semana passada, ele precisou passar por nova cirurgia para desobstruir o intestino.

O candidato está na unidade de terapia semi-intensiva, estável e “com função intestinal em recuperação”, segundo o último boletim divulgado pelo hospital, na segunda-feira (12). Ele continua em jejum oral, recebendo nutrientes na veia, e sem febre. “Segue com medidas de prevenção de trombose venosa e realizando os exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular”, acrescenta o comunicado.

No domingo (16), circulou nas redes sociais um vídeo em que Bolsonaro aparece caminhando pelo hospital com auxílio de fisioterapeuta.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *