quinta-feira, Fevereiro 22, 2018
Home > Abreu e Lima > Abreu e Lima ganha cine-teatro numa escola municipal

Abreu e Lima ganha cine-teatro numa escola municipal

A escola  municipal Professor José Francisco Barros ganhou um auditório de primeiro mundo, que vai se transformar também num cine-teatro, para oferecer à população a volta do salutar hábito da curtição da  sétima arte. Ali, também haverá peças de teatro num ambiente confortável, com um sistema de ar-condicionado perfeito e capacidade para 180 pessoas sentadas. 

Que, aliás, se mostraram bastante interessados em avançar no conhecimento do domínio da web como fonte de informação, pesquisa e conhecimento. Ali, encontrei também blogueiros, como Paulo Fernando, do portal Informe-PE, e secretários municipais, entre eles Hélio Tavares (Educação), Sérgio Aroucha(Turismo e Cultura) e Carlos Cardoso(Planejamento), além do vereador José Zeferino. 
 
Abreu e Lima é um daqueles municípios de grande importância na formação histórica de Pernambuco. Foi ali, por exemplo, que Vasco Fernandes de Lucena, depois de receber terras do donatário Duarte Coelho, instalou em 1548, um engenho de açúcar, o Engenho Jaguaribe, que acabaria dando origem ao município. 

Foi também ali que, séculos depois, já na povoação de Maricota (posteriormente distrito de Abreu e Lima), aconteceu a primeira batalha sangrenta da Revolução Praieira, movimento anunciado em Olinda a 07 de novembro de 1848. Com isso, a localidade ficou conhecida como “O Berço da Revolução Praieira”. 
 
O município de Abreu e Lima está localizado numa área que teve seu povoamento iniciado quando o donatário Duarte Coelho dividiu a Capitania de Pernambuco em Sesmarias, em 1535. Mais tarde, precisamente em 1548, Vasco Fernandes (que era almoxarife-mor da Capitania) fundou ali o Engenho Jaguaribe, em torno do qual cresceu um povoado.  

Do  Blog do Magno Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *