sábado, julho 22, 2017
Home > Destaque > Recife e Olinda terão 150 chuveiros na orla

Recife e Olinda terão 150 chuveiros na orla

As praias de Recife e Olinda receberão 150 chuveiros automáticos até o final de outubro. As obras, que começaram no Pina, fazem parte de um projeto do governo do Estado executado pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. A Compesa deverá ser a responsável pela gestão das estruturas. O projeto, que pretende melhorar o ordenamento da orla, vai beneficiar os banhistas das praias de Boa Viagem e Pina, no Recife, e Casa Caiada e Bairro Novo, em Olinda.

Nas praias recifenses serão construídos 110 chuveiros e, nas de Olinda, 40 equipamentos. Atualmente, estão sendo escavados os pontos de instalação dos reservatórios de água que irão abastecer os chuveiros. A obra completa está orçada em R$ 2,3 milhões e inclui os serviços preliminares, sistemas de chuveiros automáticos, reservatório, instalações hidráulicas, chuveiros e deck, instalações elétricas e automação.

Para o secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, as duchas devem favorecer não apenas os moradores das duas cidades, mas também os turistas da região. “É uma importante obra não só para os pernambucanos”, disse.

“O projeto atenderá cerca de 1,7 milhão de pessoas que frequentam as praias da Região Metropolitana do Recife, entre moradores e turistas”, pontuou o secretário.

Fábio Gomes da Silva,40, costuma levar sua filha Maria Eduarda para brincar nas areias da praia de Boa Viagem e diz que a opção de tomar um banho de água doce no calçadão é conveniente para quem leva crianças para a orla. “Mesmo morando perto da praia, sair com os pés cheios de areia ou com o corpo salgado não é bom.

Quem tem criança sabe da importância de um banho na saída da praia”, disse Fábio. Os banhistas que quiserem usar o chuveiro deverão comprar um cartão para destravar os equipamentos. O usuário deve posicionar o cartão a 3 cm do sensor e, em seguida, a água será liberada pela Compesa. Quando forem inaugurados, os cartões serão vendidos nos quiosques de coco dos calçadões. O custo do cartão e o tempo de duração do banho ainda não foram divulgados. Para a economista Maria do Carmo, os chuveiros podem contribuir também para o embelezamento das cidades. “Pelo alto investimento é de se esperar uma obra grandiosa e que até consiga atrair turistas para a região.”

Fonte/Imagem: Folha PE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *