sexta-feira, agosto 18, 2017
Home > Giro pelo Interior > Polícia Civil de Gravatá libera suspeitos e aponta crime passional na morte do entregador de gás

Polícia Civil de Gravatá libera suspeitos e aponta crime passional na morte do entregador de gás

Uma operação policial deteve duas pessoas suspeitas de terem envolvimento no homicídio que vitimou o entregador de gás Júnior Lopes dos Santos, de 32 anos, morto a tiros no Sítio Casa Nova, zona rural de Gravatá, no Agreste.

Na 62ª DEPOL durante essa quinta-feira (27/7), José Luiz Bezerra Filho, 49, e Edivanderson Cândido de Menezes, 20, teriam sido apontados como os autores do latrocínio ocorrido no último dia 26. Reveja AQUI.

Todavia, segundo a Delegada Danúbia Andrade, após ouvir o depoimento dos suspeitos, ela entendeu de que não havia provas concretas que pudessem incriminá-los no envolvimento do crime do entregador de gás.

Entretanto, José Luiz acabou preso devido a um Mandado de Prisão expedido pela Comarca da Vitória de Santo Antão, na Mata Sul, quando terminou recolhido ao Presídio da cidade. Por sua vez, a advogada do imputado afirmou que seu cliente não deve mais nada a Justiça, em razão do mencionado Mandado ter sido expedido durante o período em que ele esteve recluso.

Para a Polícia Civil, uma das linhas de investigação do caso do entregador de gás é de crime passional. As investigações devem prosseguir na pretensão de identificar os verdadeiros autores desse crime que ganhou forte repercussão na região.

Fonte: Blog A Voz de Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *