Escândalo na política de Igarassu

Recentemente uma grave notícia sobre o mau uso do dinheiro público na cidade, envolvendo o ex-prefeito de Igarassu, Severino Ninho (PSB), chocou toda a população do município. Durante uma série de entrevistas com os prefeituráveis em uma rádio de grande audiência em Recife, Olinda e Região Metropolitana, o atual prefeito e candidato a reeleição, Gesimário Baracho (PT), afirmou que seu antecessor Ninho, incluía na folha de pagamento dos funcionários da prefeitura durante sua gestão, empregados de um motel, localizado na mesma cidade.

O estabelecimento pertence ao Vereador Tote (PSB), que também é irmão de Ninho. Indignados com tamanha falta de respeito aos moradores que o elegeram, o deputado e candidato a vaga na prefeitura não se pronunciou e até o presente momento não se posicionou perante os seus eleitores como forma de resposta.

Outro fato curioso e inusitado que se tornou motivo de comentários e dúvidas nas ruas entre o povo Igarassuenses, é que Gesimário havia sido indicado por Ninho para lhe anteceder e hoje faz uma denúncia do qual também compactuou. Em meios a farpas, trocando segredos da política suja entre si, que antes não revelados e tomados ao conhecimento popular.

Com isso, a imprecisão do eleitor vem aumentando a cada dia que se aproxima o dia 7 de outubro, entre dois políticos que já passaram pelo mandato de prefeito e tiveram tempo suficiente e de sobra para mostrar o que prometem caso sejam eleitos.

Redação do Informe-PE, Por: Sidcley Alves

Compartilhe essa notícia:



    background