Termina neste sábado o prazo para pagar a segunda parcela do 13º

Por lei, termina neste sábado (20), o prazo de pagamento da segunda parcela do 13º salário. A primeira parcela deveria ser paga até dia 30 de novembro e a empresa que descumpriu o prazo será multada em R$ 170,25 por empregado.

As denúncias sobre o não pagamento da segunda parcela do décimo podem ser feitas a partir da próxima segunda-feira (22), pelo telefone 3427-7932, das 8h às 17h. Outra opção é o e-mail 13salario.srtepe@mte.gov.br ou a denúncia presencial na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, que fica na Avenida Agamenon Magalhães, 2000, no Espinheiro.Em relação à primeira parcela, a SRTE recebeu 566 denúncias contra 278 empresas. O ranking é formado pelo comércio; alimentação, que inclui bares e restaurantes; e terceirização de serviços.

Com informações da Rádio Jornal

Compartilhe essa notícia:

    Ao ser diplomada no TSE, Dilma defende Petrobras e condena corrupção

    dilma rousseff

    A presidenta Dilma Rousseff saiu nesta quinta-feira (18) mais uma vez em defesa da Petrobras, e conclamou a população a firmar um pacto contra a corrupção e afirmar que o crescimento do país vai se acelerar “mais rápido do que alguns imaginam”. Em discurso na cerimônia de diplomação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ela disse também que cabe aos eleitos governarem bem e, ao segundo colocado, exercer o papel de oposição da melhor maneira possível. “Como eleição democrática não é uma guerra, não produz vencidos”, declarou.

    Dilma Rousseff discursou logo após receber o diploma – que a habilita a ser empossada no dia 1º de janeiro – das mãos do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Tóffoli. Em uma fala voltada a promessas de ações conceituais, de como pretende iniciar o seu segundo mandato, ela fez questão de repetir palavras como “novo”, “mudança” e “esperança”.

    Os casos de corrupção da Petrobras foram explicitamente citados pela presidenta em meio à linha de raciocínio de que “alguns funcionários” foram atingidos no processo, mas é preciso “continuar acreditando na mais brasileira das nossas empresas”. O argumento utilizado foi o de que é preciso “punir pessoas, não destruir empresas”. “Estamos enfrentando com destemor, e vamos transformar [o caso] em energia transformadora”, defendeu. Essa luta contra os malfeitos foi exemplificada por Dilma com expressões para “apurar com rigor tudo de errado”, “criar mecanismos que evitem fatos como esse” e “saber apurar, punir”.

    “Não podemos fechar os olhos a uma verdade indiscutível. Chegou a hora do Brasil dar um basta à corrupção”, declarou a recém-diplomada, para complementar que um “grande pacto nacional contra a corrupção”, envolvendo todas as esferas da sociedade, “vai desaguar na grande reforma política que o Brasil precisa”. No entanto, não é um conjunto de novas leis que vai resolver os problemas, na opinião da presidenta. Ela disse que a mudança envolve uma nova consciência de moralidade pública na atual e nas próximas gerações. “Quero ser a presidenta que ajudou a tornar esse processo irreversível”, continuou.

    “Temos a felicidade de viver em um país onde a verdade não tem mais medo de aparecer”, afirmou. Punir os responsáveis, no entanto, não diminui a importância e a competência da empresa, de acordo com a presidenta reeleita. Para ela, é preciso continuar apostando na governança da Petrobras, no modelo de partilha e na política de conteúdo local. “A Petrobras e o Brasil são maiores que qualquer problema e crise”, acrescentou, e “por isso temos capacidade de superá-los e deles sair melhores e mais fortes”, afirmou.

    Após a fala de Dilma, Dias Tóffoli declarou que as eleições são “página virada” e “que os especuladores que se calem”. “Não há espaço para terceiro turno que possa vir a caçar voto desses 54.501.118 eleitores”, frisou.

    “Estamos aqui cumprindo o desejo da maioria do povo brasileiro. O povo, na sua sabedoria, escolhe quem ele quer que governe e quem ele quer que seja oposição. Simples assim”, disse a presidenta ao iniciar o seu discurso, antes de dizer que saber vencer é fazer com que todos tenham oportunidades iguais para construir um futuro melhor.

    “Ser a primeira mulher eleita e reeleita para ocupar o mais alto cargo da nação deixa minha alma plena de alegria, responsabilidade e destemor”, declarou Dilma Rousseff, para depois complementar que não deve ter medo de mudar a realidade, mesmo que seja difícil. “Nem tampouco medo de mudar a si próprio, mesmo que isso cause algum desconforto”.

    Após dizer que as portas a serem fechadas são as da corrupção, e não as do crescimento e do progresso, Dilma anunciou que reserva para o seu discurso de posse, daqui a duas semanas, o detalhamento de “medidas que vamos tomar para mais crescimento, mais desenvolvimento econômico e mais progresso social”. Ao terminar sua fala, convocou todos os brasileiros que a acompanhem “nessa caminhada de transformação e de mudança”.

    Ocorrida no plenário do TSE, a cerimônia de diplomação contou com a presença de autoridades como os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski; do Senado Federal, Renan Calheiros; e da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves; além do procurador-geral da República, Rodrigo Janot; do comandante da Força Aérea Brasileira, Juniti Saito; e dos ex-presidentes da República José Sarney e Luiz Inácio Lula da Siva.

    Da Agência Brasil com colaboração de André Richter

    Compartilhe essa notícia:

      Presidente do TSE diz que não haverá terceiro turno das eleições

      O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, disse hoje (18) que “não haverá terceiro turno” das eleições presidenciais. A declaração foi feita durante discurso na cerimônia de diplomação da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, no plenário do tribunal.

      Segundo o presidente, as eleições de 2014 são página virada para a Justiça Eleitoral. “Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral. Que os especuladores se calem. Não há espaço para terceiro turno para cassar o voto de 54.511.118 eleitores˜, disse.

      Antes da cerimônia de diplomação, o PSDB entrou com ação no TSE para cassar o mandato da presidenta. O partido alega que Dilma cometeu irregularidades como uso da máquina administrativa e abuso econômico, e não poderia assumir o mandato.

      Da Agência Brasil

      Compartilhe essa notícia:

        Na diplomação, Dilma defende pacto anticorrupção e preservação da Petrobras

        dilma-feliz

        Em discurso após receber o diploma para assumir o segundo mandato presidencial, a presidente Dilma Rousseff conclamou brasileiros para um pacto nacional contra a corrupção, a reforma política e a preservação da Petrobras. Para a presidente, as irregularidades cometidas no passado não podem trazer conflitos para o presente.

        Dilma defendeu a punição das pessoas que cometeram crimes mas defendeu que a maior empresa do país, a quem chamou de a “mais brasileira das empresas”, não seja punida pelo erro de alguns dos seus diretores e presidentes.
        “Chegou a hora de firmarmos um grande pacto nacional contra corrupção, envolvendo todos os setores da sociedade e do governo. Esse pacto vai desaguar na grande reforma política que o Brasil precisa promover no próximo ano”, disse.

        Em relação à Petrobras, a presidente disse que alguns funcionários foram atingidos no processo de combate à corrupção. “[Mas temos que] saber apurar e punir sem enfraquecer a Petrobras e sem diminuir sua importância para o presente e futuro [do país]”.

        Dilma afirmou ainda que quer ser a presidente capaz de liderar uma mudança cultural da sociedade em relação à corrupção. “É preciso ter com clareza que não é um conjunto de novas leis que vai resolver esse problema. Ela [mudança de cultura] tem que nascer dentro de cada lar, de cada escola, de cada alma de cada cidadão. Temos que criar uma nova consciência de moralidade pública. Quero ser a presidente que ajudou a tornar esse processo irreversível”, disse.

        Durante seu discurso, Dilma foi aplaudida quatro vezes, todos em momentos que defendeu o combate à corrupção. A presidente prometeu para o seu discurso de posse, no dia 1º de janeiro, detalhes das medidas que pretende adotar em seu segundo governo para garantir mais crescimento para o país, desenvolvimento econômico e progresso social.

        Ao final da cerimônia de diplomação, o presidente do TSE, o ministro Dias Toffolli, mandou um recado para a oposição. “Não haverá terceiro turno. Que os especuladores se calem. Não há espaço”, disse. Na tarde desta quinta, o PSDB apresentou um recurso à Justiça eleitoral pedindo a cassação de Dilma.

        Da Folhapress

        Compartilhe essa notícia:

          Presidente Dilma é diplomada para próximo mandato

          A presidente, Dilma Rousseff, e seu vice, Michel Temer, foram diplomadas na noite desta quinta-feira (18) para o próximo mandato no comando do Executivo nacional. O diploma lhes foi entregue em sessão no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e assinado pelo presidente da corte, Dias Toffoli.

          Ao entregar os documentos, Toffoli leu o texto gravado nas peças. “Pela vontade do povo brasileiro expressa nas urnas em 26 de outubro de 2014, Dilma Vana Rousseff, candidata pela coligação Com a Força do Povo (PT, PMDB, PRB, PP, PDT, PR, PSD, PC do B, Pros) foi eleita presidente da República pelo voto de 54.501.118 eleitores.

          Em testemunho desse fato, a Justiça Eleitoral expediu-lhe o presente diploma, que lhe habilita à investidura perante o Congresso Nacional em 1º de janeiro de 2015 nos termos da Constituição Federal”.

          Da Folhapress

          Compartilhe essa notícia:

            Consumidor vai pagar mais por energia elétrica a partir de janeiro

            A tarifa de energia elétrica deverá ficar mais cara para o consumidor no primeiro mês de 2015, anunciou ontem (18) o presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Fonseca Leite. A medida faz parte do sistema de bandeiras tarifárias, que repassa mensalmente os custos das distribuidoras com o uso de termelétricas e que entra em vigor a partir de janeiro próximo.

            “Nessa previsão, a bandeira já chega vermelha porque os reservatórios das hidrelétricas ainda estão em processo de enchimento”, disse. A bandeira vermelha significa que os custos com geração de energia estão mais altos e que, por isso, haverá um acréscimo de R$ 3 para cada 100 killowats-hora consumidos. No entanto, o sistema não deverá resultar em custo extra para os consumidores, porque atualmente os gastos que as distribuidoras têm com a compra de energia de termelétricas já são incluídos nas tarifas de energia, só que isso é feito anualmente.

            Fonseca disse ainda que as distribuidoras devem apresentar à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) os pedidos de revisão extraordinária de tarifas na primeira semana de janeiro de 2015, por causa dos gastos extras que elas tiveram com a compra de energia de termelétricas em 2014. “Em reunião, a Aneel se comprometeu a analisar os pedidos de revisão [das empresas] já na primeira semana do ano que vem, e calcular os valores individualmente”, concluiu.

            A cobrança pelo sistema de bandeiras tarifárias  vai ser dividida por subsistemas, o que quer dizer que os consumidores de estados do Sul podem pagar um valor diferente daqueles que moram mais ao Norte do país. No entanto, a bandeira aplicada mensalmente será a mesma para todos os consumidores de um mesmo subsistema. Ou seja, ainda que uma pessoa de determinada região economize mais que as outras do mesmo subsistema, o valor cobrado será igual.

            “Como vai ser avaliada a capacidade de produção daquele determinado subsistema, as bandeiras serão iguais para os moradores daquela região. Além disso, pode ser que no Sul do país a geração de energia hidrelétrica seja maior que no Norte, o que não resulta em uma mesma cobrança para todo o país naquele mês”, esclareceu Fonseca. A medida, segundo ele, pode ser chamada de realismo tarifário, “porque permite ao consumidor um uso mais eficaz e consciente da energia, já que ele vai ter noção da situação dos reservatórios [de água]”.

            Da Agência Brasil

            Compartilhe essa notícia:

              Paulo Câmara se reunirá com Dilma

              Presente na diplomação da presidente Dilma Rousseff (PT) e do seu vice Michel Temer (PMDB), nesta quinta-feira (18), em Brasília, o governador eleito Paulo Câmara (PSB) afirmou que a líder petista se reunirá com ele. Segundo o socialista, os projetos do Estado serão mantidos.

              “Cumprimentei a presidente e desejei a ela sucesso. Ela disse que queria conversar comigo. Ela disse que queria manter nossa relação e que quer conversar sobre os projetos de Pernambuco”, relatou o socialista.

              Também presente no local, o prefeito Geraldo Julio (PSB) disse que Dilma foi muito receptiva e também comentou que as parcerias com a cidade do Recife serão mantidas.

              “Ela foi muito receptiva, desejei um bom governo para ela. A eleição acabou e eu governo para o povo do Recife e Paulo (Câmara) governa para o povo de Pernambuco. É importante manter está relação institucional”, comentou.

              No segundo turno das eleições presidenciais, o PSB apoiou a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB). Depois do pleito, os socialistas disseram que tomarão uma postura independente ao Governo Federal.

              Do Blog da Folha

              Compartilhe essa notícia:

                Presos fogem por túnel cavado em penitenciária de Itamaracá

                tunel-barreto-campelo

                Ao menos sete presos fugiram, na madrugada desta quinta-feira (18), da Penitenciária Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, Região Metropolitana do Recife. De acordo com a Secretaria de Ressocialização (Seres), os internos utilizaram um túnel cavado em um galpão que funcionava como marcenaria da unidade.

                Na manhã de ontem (18), a secretaria realizou a contagem dos internos da unidade para averiguar se há mais fugitivos. Segundo a assessoria de comunicação da Seres a contagem é demorada porque é feita de forma nominal e há quase dois mil presos na unidade.

                À tarde também devem ser liberadas imagens do túnel utilizado pelos detentos na fuga. A Policia Militar está dando apoio à ação e fazendo rondas para tentar localizar os homens. Mesmo assim, é fraca a movimentação de policiais do lado de fora da unidade.

                A Penitenciária Barreto Campelo tem capacidade para 1.140 presos e, de acordo com a contagem do domingo (14), estava com 1.920 internos, segundo a Seres.

                Fonte: G1 PE

                Compartilhe essa notícia:

                  Novo protesto na BR-101, em Abreu e Lima

                  Um protesto bloqueio na tarde de ontem (18) a circulação de veículos na BR-101, próximo ao Condomínio Dom Helder Câmara, na altura da Chesf, em Abreu e Lima. A manifestação, de causas ainda não divulgadas, teve início por volta das 17h20.

                  Na quarta (17), outro protesto dificultou o tráfego de veículos na área. Os manifestantes obstruíram a via ateando fogo em objetos. O Corpo de Bombeiros foi acionado para a ocorrência.

                  Do Diario de Pernambuco

                  Compartilhe essa notícia:

                    CHARGE: Ações na Petrobras

                    CHARGE AÇÕES DA BR

                    Essa Charge e muitas outras imagens de Humor você encontra no Blog do Bocão, O melhor Blog de Humor do Nordeste. Acesse: www.blogdobocao.com

                    Compartilhe essa notícia:

                      Tucanos culpam o morto no PSDB e os vivos no PT

                      Tucanos culpam o morto no PSDB e os vivos no PT

                      No relatório paralelo da CPMI da Petrobras apresentado nesta quarta-feira 17, o PSDB citou o nome de um tucano. Trata-se de Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, acusado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, em depoimento, de ter pedido a ele R$ 10 milhões em 2010. O dinheiro, segundo Costa, teria sido pago pela Queiroz Galvão, uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato.

                      Guerra, porém, faleceu em março desse ano. Antes de citar o nome de 36 pessoas, entre eles o do ex-dirigente tucano, o documento elaborado pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) solicita que “cópia do presente voto em separado seja encaminhada ao Ministério Público, a fim de que sejam instaurados os competentes inquéritos policiais contra as pessoas referidas a abaixo, uma vez que seus nomes foram citados de forma a ensejar o aprofundamento da investigação dos mesmos”.

                      A lista traz os nomes dos senadores Humberto Costa (PE) e Gleisi Hoffmann (PR), os dois do PT. Os tucanos pedem também o indiciamento de 58 pessoas, entre eles os do ex-petista André Vargas, do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, do deputado Luiz Argôlo (SD-BA), do doleiro Alberto Youssef, dos ex-diretores da estatal Paulo Roberto Costa e Renato Duque, e do ex-gerente Pedro Barusco.

                      Além da lista, há um pedido de indiciamento da presidente da Petrobras, Graça Foster, e um pedido para que seja investigada a responsabilidade da presidente Dilma Rousseff sobre as irregularidades nas obras da Refinaria de Abreu e Lima, de Pernambuco. O texto diz ainda que “está claro” que “muitos dos atos criminosos perpetrados na Petrobras ocorreram com a ciência” da presidente Dilma e do ex-presidente Lula.

                      Confira abaixo a íntegra do relatório divulgado pelo PSDB:

                      Compartilhe essa notícia:

                        Paulo Câmara vai à diplomação de Dilma Rousseff

                        Paulo Câmara PSB  Informe-PEO governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), arquivou definitivamente o projeto inicial do PSB de fazer oposição à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT).

                        Nesta quinta-feira ele estará em Brasília, às 19h, no plenário do Tribunal Superior Eleitoral, para assistir à diplomação da presidente e do seu vice Michel Temer (PMDB).

                        Trata-se do primeiro gesto concreto do futuro governador de quem deseja manter uma convivência civilizada com a presidente, embora não a tenha apoiado no segundo turno da eleição presidencial.

                        Após a derrota de Marina Silva no primeiro, o PSB de Pernambuco se abraçou com o senador Aécio Neves (PSDB), que obteve no Estado menos de 30% dos votos válidos.

                        Do Blog de Inaldo Sampaio

                        Compartilhe essa notícia:

                          Em Igarassu, soldador é assassinado com tiros pelas costas

                          Um soldador de 23 anos foi assassinado por volta das 21h desta quarta-feira (17) no Loteamento Santa Bárbara, em Mangue Seco, Igarassu, Região Metropolitana do Recife. De acordo com a Polícia Militar, Sílvio Felipe Pereira da Silva foi atingido por disparos de arma de fogo nas costas e nuca.

                          O responsável pela morte não foi identificado e ainda não se sabe qual seria a motivação do crime. Familiares de Sílvio Felipe informaram apenas que o homem estava se preparando para jantar quando saiu de casa para, aparentemente, falar com alguma pessoa. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, no Recife.

                          Do JC Online

                          Compartilhe essa notícia:

                            Apagão deixa diversos bairros do Recife e Interior às escuras

                            Um grande apagão tomou conta da Região Metropolitana do Recife (RMR), Zona da Mata e Agreste do Estado, no fim da noite desta quarta-feira (17). O problema começou por volta das 23h, deixando diversos bairros às escuras, com várias localidades ainda sofrendo sem energia elétrica. Clarões foram vistos no momento da queda e vários sinais de trânsito se apagaram. Segundo informações que circularam nas redes sociais, o problema também chegou no estado da Paraíba. Na ocasião, um estrondo foi ouvido no bairro do Curado, em Jaboatão do Guararapes, e nas imediações da imediações da avenida Abdias de Carvalho, próximo à subestação da Companhia Hidrelétrica de São Francisco (Chesf).

                            Na RMR, alguns dos afetados foram os bairros de Boa Viagem, Setúbal, Bairro do Recife, Cavaleiro, Totó, Aflitos, Cordeiro, Prado, Ipsep, Afogados, Candeias, Bongi, Imbiribeira, Várzea e Janga. Outros bairros onde houve relatos de falta de energia, mas que logo foram normalizados foram os de Tamarineira, Parnamirim, Boa Vista, Soledade e Casa Forte. 

                            No bairro de Curado I, o morador José Aureliano Pedro, de 43 anos, disse ter acordado por volta das 23h com um grande barulho. “Ouvi um estrondo. Foi muito alto. Então, todo mundo acordou e depois quando saímos, vimos um fio no chão e o pessoal ficou preocupado, inclusive teve gente até passando mal. Aí ligamos para a Celpe, e depois de meia hora chegou um carro da companhia e um dos Bombeiros”, relatou o Aureliano.

                            O incidente foi causado por problemas em duas subestações da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Bongi e Joairam, que fica perto do Curado. A Chesf não confirmou se houve explosão, o que pode ter ocasionado os clarões vistos no céu, mas informou que enviou equipes ao local para averiguar a situação.

                            Segundo a Operadora Nacional do Sistema (ONS), o problema não se tratou de um incidente grave. “É uma ocorrência normal no sistema, não estrutural. Já o que ocorreu na Paraíba, foi consequência do que ocorreu no Recife, mas, a situação por lá foi logo normalizada”, explicou uma fonte órgão, em reserva. Segundo ele, até o início da madrugada desta quinta-feira (18), as cargas já estavam sendo recompostas nas subestações afetadas em Pernambuco, e a energia estava voltando gradativamente.

                            Da Folha de Pernambuco

                            Compartilhe essa notícia:

                              Câmara aprova reajustes para presidente, ministros, parlamentares e procurador

                              Em votações rápidas e sem obstrução, os deputados aprovaram, no fim da tarde desta quarta (17) de forma simbólica, os projetos que reajustam os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), procurador-geral da República, deputados, senadores, ministros de Estado, presidente e vice-presidente da República. Os projetos precisam ser votados pelo Senado para que os reajustes passem a vigorar em 2015.

                              O reajuste dos ministros do STF e da PGR começa a vigorar em janeiro do ano que vem, enquanto o dos parlamentares a partir de fevereiro, quando começa a nova legislatura. Os subsídios dos ministros do STF e do procurador-geral passam de R$ 29.462,25 para R$ 33.763 (valor menor que o pretendido, que era de R$ 35.919,05). Já o dos parlamentares, sobe de R$ 26.723,13 para R$ 33.763.

                              Dos três poderes, o que terá o menor reajuste é o Executivo. Na última terça-feira (16), o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, encaminhou ao presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, ofício sugerindo que as remunerações de presidente, vice-presidente da República e ministros de Estado sejam de R$ 30.934,70 mensais – atualmente, esse valor é R$ 26.700. O subsídio de R$ 33.763, a ser pago a partir de janeiro aos ministros do STF e ao procurador-geral da República, será usado como teto máximo do funcionalismo público.

                              Da Agência Brasil

                              Compartilhe essa notícia:

                                CHARGE: Tentando segurar…

                                CHARGE TENTANDO SEGURAR

                                Essa Charge e muitas outras imagens de Humor você encontra no Blog do Bocão, O melhor Blog de Humor do Nordeste. Acesse: www.blogdobocao.com

                                Compartilhe essa notícia:

                                  TJPE afasta 10 vereadores por corrupção em Caruaru

                                  O Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) determinou o afastamento dos 10 vereadores do município de Caruaru acusados de cobrar propina para aprovação dos projetos de Lei enviados pelo prefeito José Queiroz (PDT). A decisão foi tomada com base na Operação Ponto Final I da Polícia Civil, que produziu um relatório com 600 páginas sobre o esquema de corrupção ativa.

                                  Os vereadores acusados Neto (PMN), Eduardo Cantarelli (SD), Cecílio Pedro (PTB), Val das Renderias (Pros), Pastor Jadiel (Pros), Jajá (sem partido), Evandro Silva (PMDB), Louro do Juá (SD), Sivaldo Oliveira (PP) e Val de Cachoeira Seca (DEM) devem ser afastados assim que a Câmara Municipal de Caruaru for notificada.

                                  Todos eles já haviam sido expulsos dos cargos, em função das denúncias. No entanto, reassumiram os mandatos após liberação de uma liminar na Justiça. A nova decisão judicial ainda cabe recurso.

                                  Do Blog da Folha

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    DEM anuncia apoio à candidatura de Eduardo Cunha

                                    Mendonça Filho (DEM) Informe-PE

                                    Com um discurso de independência, o peemedebista Eduardo Cunha (RJ) ampliou nesta quarta-feira, 17, o número de partidos que apoiam sua candidatura à Presidência da Câmara dos Deputados para o próximo biênio. A bancada do DEM se aliou ao candidato por considerar que Cunha respeitará o espaço da oposição e não se subordinará aos interesses do Poder Executivo.

                                    “O deputado Eduardo Cunha reúne as condições políticas para ganhar a eleição e ao mesmo tempo, como presidente, exercerá o cargo com independência, com zelo às prerrogativas do Poder Legislativo e busca de harmonia com os demais poderes”, resumiu o líder da bancada, Mendonça Filho (PE).

                                    O peemedebista já conta com o apoio do PSC, PTB, Solidariedade e deve integrar oficialmente o PRB. Ele admite conversas com o PSDB, PV e PPS, conta com o apoio da bancada evangélica e afirma que as negociações estão avançadas com a bancada ruralista. “Nós não somos e não seremos uma candidatura de oposição ao governo. Não somos e nunca seremos uma candidatura de submissão ao Poder Executivo”, reiterou Cunha, que desde o lançamento de sua candidatura já percorreu 11 Estados em campanha.

                                    O líder da bancada do PMDB preferiu não comentar o lançamento da candidatura do petista Arlindo Chinaglia (SP) à presidência da Casa. “Time que quer ser campeão não escolhe adversário. O que eu tenho de fazer é mais gols”, respondeu.

                                    Mais cedo, o PT oficializou o nome de Chinaglia, que já foi presidente da Casa. O petista tem o apoio do PCdoB e do Pros. O PDT não compareceu ao ato de oficialização nesta manhã porque se incomodou com a divulgação do apoio antes da reunião formal da bancada, mas reforçou que continuará no grupo que apoia o nome de Chinaglia. “Não apoiamos o nome de Eduardo Cunha”, avisou o deputado e vice-presidente da sigla, André Figueiredo (CE).

                                    Fonte: Estadão Conteúdo

                                    Compartilhe essa notícia:

                                      Mesa Diretora da Câmara do Recife é eleita

                                      A nova Mesa Diretora da Câmara do Recife foi eleita nesta quarta-feira (17) e manteve dois dos seus principais cargos. O presidente Vicente André Gomes (PSB) e o primeiro secretário Augusto Carreras (PV) continuarão nos cargos. O grupo estará à frente da Casa nos próximos dois anos.

                                      O restante do grupo será composto por Eduardo Marques do PTB (primeiro vice-presidente); Henrique Leite do PT (segundo-vice); Edmar de Oliveira do PHS (terceiro vice); Eriberto Rafael do PTC (segundo secretário); Aline Mariano do PSDB (terceira secretária); Felipe Francismar do PSB (primeiro suplente); e Aderaldo Pinto do PRTB (segundo suplente).

                                      Com a retirada dos nomes dos vereadores Marco de Bria (PT do B) e Jadeval de Lima (PTN) houve apenas uma chapa escrita.

                                      Com informações da repórter Isabella Fabrício, da Folha de Pernambuco

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Mesmo sob pressão, Dilma tem aprovação de 52%

                                        Dilma (PT) Informe-PE

                                        A avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff segue praticamente estável em dezembro, apesar da forte repercussão entre a população do escândalo de corrupção na Petrobras, mostrou pesquisa CNI/Ibope neste quarta-feira.

                                        A avaliação ótima/boa do governo passou para 40 por cento em dezembro, ante 38 por cento em setembro, segundo levantamento encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o primeiro do Ibope após a eleição o presidencial de outubro.

                                        A avaliação ruim/péssima foi a 27 por cento, ante 28 por cento. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

                                        O percentual dos que consideram o governo regular é de 32 por cento, ante 33 por cento há três meses.

                                        Se a avaliação segue praticamente estável, Dilma viu sua popularidade aumentar, com números melhores tanto na aprovação em sua maneira de governar como na confiança que a população tem na presidente.

                                        A aprovação pessoal da presidente foi para 52 por cento, ante 48 por cento, enquanto a desaprovação está em 41 por cento, ante 46 por cento.

                                        Já o percentual dos que confiam em Dilma aumentou para 51 por cento, ante 45 por cento em setembro, enquanto os que não confiam diminuíram para 44 por cento, ante 50 por cento.

                                        Esses resultados aparecem em um momento em que a corrupção na Petrobras foi o tema do noticiário mais lembrado pela população, com 31 por cento mencionando a operação Lava Jato da Polícia Federal e 19 por cento as notícias sobre as prisões de diretores da Petrobras.

                                        O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios entre os dias 5 e 8 de dezembro.

                                        Reportagem de Maria Carolina Marcello do Reuters

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background