Ouvidoria Geral do Recife já está funcionando

Já está funcionando, na Prefeitura do Recife, a Ouvidoria Geral do Município, com um dos padrões mais modernos do Brasil. A partir de hoje, os recifenses contam com quatro opções para facilitar a comunicação com a gestão da cidade: teleatendimento (0800 281 0040), correspondência, e-mail (ouvidoria@recife.pe.gov.br) ou de forma presencial, no mezanino do edifício-sede da PCR. Tudo conectado a um software de gerenciamento, que produzirá um monitoramento constante das principais demandas da população. Na manhã de hoje, o prefeito Geraldo Julio fez questão de comandar a inauguração da sede dos serviços, que funcionará de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Na ocasião, o prefeito Geraldo Julio visitou as instalações do local e cumprimentou os ouvidores. “É fundamental um canal de comunicação da sociedade com o poder público. Nós temos o Portal da Transparência, que foi escolhido como o melhor do Brasil, e agora a Ouvidoria. Tenho certeza que a Ouvidoria da PCR está preparada, com a infraestrutura necessária, pessoal capacitado, para ser também a melhor de todas as capitais brasileiras”, afirmou.

 Nesse sentido, a Ouvidoria contará com um portal (ouvidoria.recife.pe.gov.br), onde o cidadão poderá registrar a sua demanda e fazer o acompanhamento dela. Via teleatedimento, o serviço pode ser acionado das 7h às 19h. Para manifestação via correspondência, a carta ou ofício deve ser endereçada à Ouvidoria Geral do Município, na Av. Cais do Apolo, 925, térreo; Bairro do Recife – PE, no CEP: 50030-903. O objetivo é que os recifenses possam tirar dúvidas, obter informações, registrar queixas e dar sugestões a respeito dos mais diversos serviços prestados pelo município. Cada manifestação do cidadão receberá um número de protocolo para garantir o diagnóstico das necessidades da população.

Compartilhe essa notícia:

    PSB avalia apoio ao PMDB no Senado

    O PSB recuou da ideia de lançar candidato próprio à presidência do Senado, mas vai apresentar condições para apoiar o nome de Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC) na disputa. Entre os pontos considerados fundamentais pela sigla está o compromisso com a reforma política, com a reformulação do pacto federativo e com a democratização do Senado.

    “Se houver compromisso do senador Luiz Henrique com essa pauta do PSB, nós daremos apoio. Se não houver compromisso, nós lançaremos a nossa candidatura”, disse a líder da sigla na Casa, Lídice da Mata (BA).

    A candidatura de Luiz Henrique, apresentada ontem, é uma dissidência dentro do PMDB, que já era representado na disputa pelo senador, e atual presidente da Casa Renan Calheiros (AL). Luiz Henrique conta com apoio de legendas da oposição, de uma ala independente do PMDB e também, de forma velada, de parte da base aliada do governo.

    Compartilhe essa notícia:

      Dilma: promessas de campanha serão cumpridas

      dilma-felizEla nega que medidas anunciadas por seu governo representem redução dos benefícios trabalhistas e sociais

      Depois de ficar quase um mês em silêncio, desde sua posse, a presidente Dilma Rousseff defendeu nesta terça (27), durante a primeira reunião ministerial do segundo mandato, as medidas de ajuste tomadas para reequilibrar as contas públicas em 2015.

      Criticada até mesmo por integrantes do PT por ter adotado receituário semelhante ao defendido pela oposição durante a campanha, Dilma disse que as ações têm “caráter corretivo” e são “indispensáveis” para restabelecer a saúde financeira do país.

      “Os ajustes que estamos fazendo são necessários para manter o rumo, para ampliar as oportunidades, preservando as prioridades sociais e econômicas (…)”, disse Dilma diante de seus 39 ministros e o vice-presidente Michel Temer na Granja do Torto, residência de campo oficial da Presidência.

      A petista tentou justificar durante seu discurso que a guinada na política econômica já havia sido sinalizada durante a campanha.

      “A população brasileira votou também por mudanças e nós não podemos esquecer disso. Mostraremos que não alteramos um só milímetro do projeto vencedor das eleições”, completou.

      Da Folha de S.Paulo – Mariana Haubert e Dimi Amora

      Compartilhe essa notícia:

        PSB evita confronto e maioria escolhe apoiar Guilherme Uchoa, diz deputado

        Depois da expectativa em torno da indicação de um nome do PSB para disputar a presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o partido evitou entrar em confronto com o atual presidente Guilherme Uchoa (PDT) e deve seguir a tendência de apoiar o quinto mandato do parlamentar.

        Apesar de ter a maior bancada da Alepe, com 15 deputados, grande parte dos parlamentares optou pela indicação do nome de Uchoa. Após o encontro, o socialista liberou a bancada para votar no pedetista, apesar da reação de parte dos deputados da base aliada.

        De acordo com o líder do PSB na Alepe, deputado estadual Ângelo Ferreira, a tendência atual é o apoio a Uchoa. “A eleição é para a Casa [Joaquim Nabuco] não só para o PSB”, justificou o socialista.

        A postura adotada pelo PSB vinha sendo desenhada há algumas semanas. No último dia 19, o partido se reuniu por duas horas para definir a posição que seria adotada. Os deputados saíram do encontro sem falar com a imprensa e apenas o líder do PSB falou, adotando um tom mais ameno e evitando embate direto.

        Compartilhe essa notícia:

          Aécio Neves critica discurso de Dilma e diz que presidente afronta inteligência dos brasileiros

          aecio neves

          O senador Aécio Neves (PSDB) criticou duramente nesta terça-feira (27) o discurso da presidente Dilma Rousseff (PT) ao abrir a reunião ministerial. O tucano defende que a petista deveria pedir desculpas aos brasileiros por causa dos casos de corrupção na Petrobras.

          “A presidente deveria ter se desculpado pelos erros que cometeu e que trouxeram o País à grave situação em que ele se encontra e pelo fato de, movida apenas pelo interesse eleitoral e não pela preocupação com o bem-estar dos brasileiros, ter adiado medidas que, se tomadas há mais tempo, afetariam menos a vida de milhões de pessoas”, afirmou Aécio Neves.

          Segundo o tucano, que foi derrotado por Dilma na disputa eleitoral do ano passado, a presidente faz um “jogo de cena”, mostra em “imensas contradições e improvisações dos últimos 30 dias” que ainda não se preparou para um segundo mandato e “quem vai pagar a conta, mais uma vez, serão os brasileiros”.

          Num texto recheado de ataques, o senador disse que a presidente faz parecer que a atual situação do Brasil, especialmente com as dificuldades econômicas, foram “obra do acaso” e que sua postura afronta a inteligência dos brasileiros.

          “Quem escuta as palavras da presidente acha que o país chegou aonde chegou por obra do acaso. Não é verdade. Foi preciso muita incompetência, muita arrogância para desprezar os alertas feitos por tantos brasileiros para que chegássemos até aqui”, afirmou, acrescentando que houve um “estelionato eleitoral duplo”.

          “O governo já vinha estudando as mudanças no seguro desemprego, abono salarial e pensões antes das eleições, mas não apenas negava a necessidade de mudanças como prometia que não iria fazê-las. Foi um estelionato eleitoral premeditado”, disparou Neves.

          Compartilhe essa notícia:

            Paulo Câmara comanda primeira reunião do Mãe Coruja em 2015

            Paulo Câmara PSB  Informe-PE

            O governador Paulo Câmara comanda, nesta quarta-feira (28), no Centro de Convenções, a primeira reunião dos coordenadores regionais do Programa Mãe Coruja em 2015, que contará com a participação do Comitê de Assessoramento. O encontro tem por objetivo realizar o monitoramento do programa.

            Segundo o governo, o Mãe Coruja já conseguiu reduzir o coeficiente de mortalidade infantil de 22,1% para 15,7% em quase oito anos de atuação. Esse percentual corresponde a um grupo de 1.000 nascidos vivos.

            Implantando em 2007, o Mãe Coruja desenvolve estratégicas articuladas e intersetoriais dos eixos de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social. Atualmente, o programa, que contabiliza cerca de 130 mil mulheres cadastradas e 72 mil crianças acompanhadas, está instalado nas 12 regiões de Saúde; em 105 municípios de todo o Estado.

            Compartilhe essa notícia:

              Municípios têm até esta quarta para solicitar profissionais do Mais Médicos

              Termina nesta quarta-feira (28) o prazo para os municípios se inscreverem no Mais Médicos. Nesta nova edição do programa, 1.500 prefeituras poderão solicitar ao governo profissionais para prestar atendimento clínico na rede pública de saúde. A adesão pode ser feita no  site do programa.

              Estão aptas a aderir as prefeituras que receberam médicos do Provab 2014, que termina em fevereiro, e aquelas de municípios com maior vulnerabilidade econômica e social. Tiveram prioridade, por exemplo, as cidades com 20% da população em extrema pobreza, com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo, localizadas no semiárido, nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Ribeira e nas periferias de capitais e regiões metropolitanas.

              O Ministério da Saúde também deu prioridade à expansão do programa para os distritos indígenas. Criado em 2013, o programa levou médicos a 3.785 municípios, o que corresponde a 68% das cidades do país. Os 34 Distritos Sanitários Indígenas também receberam profissionais.

              Os médicos com registro no Brasil poderão se inscrever até quinta-feira (29).

              Da Agência Brasil

              Compartilhe essa notícia:

                Dilma diz que governo não tem mais dinheiro para ‘jogar pela janela’

                dilmaA presidente Dilma Rousseff disse nessa terça-feira (27) durante reunião ministerial que o governo não tem mais “dinheiro para jogar pela janela”. A frase foi dita nas considerações finais da presidente.

                Então, como diz o ministro Guilherme Afif, sabemos que um boi se come por partes. Vamos comer o boi por partes então”, afirmou a presidente.
                Segundo relatos, a frase foi dita por Dilma quando a presidente explicava a necessidade dos ministérios de economizarem e combinarem os projetos novos que tiverem com a junta orçamentária do governo. A junta é composta por Casa Civil, Planejamento e Fazenda.

                No início do ano, Dilma havia anunciado um corte temporário de R$ 22,7 bilhões em gastos não prioritários.

                “Quero alertar os ministros que as restrições orçamentárias exigirão mais eficiência no gasto. Vamos fazer mais gastando menos”, disse a presidente no encontro.

                Da Folhapress

                Compartilhe essa notícia:

                  Casa-camarote também está proibida para morador de Olinda

                  A legislação que proíbe casa-camarote na Cidade Alta de Olinda não se aplica só a eventos organizados por empresários. Moradores também devem respeitar a Lei municipal nº 5927/2015, sancionada segunda-feira passada (26) pelo prefeito Renildo Calheiros, 18 dias antes da abertura do Carnaval. “Casa-camarote é qualquer foco não oficial de folia, com grande estrutura e equipamentos sonoros, no perímetro do Sítio Histórico”, explica o secretário de Assuntos Jurídicos de Olinda, César Pereira.

                  Na prática, significa dizer que a prefeitura não vai tolerar festas em imóveis da Cidade Alta com potencial para juntar gente no entorno da edificação. “Esses mini-shows prejudicam o desfile das agremiações”, justifica o secretário. Segundo ele, no Carnaval 2014 foram montadas 12 casas-camarotes no Sítio Histórico. “Nem todas têm um tratamento acústico adequado. Mas, mesmo aquelas com som isolado, dependendo do porte do evento, cria aglomeração na rua”, diz.

                  A prefeitura fará trabalho preventivo, para orientar a população sobre a nova lei. Também vai identificar, pela internet, eventos organizados nas redes sociais, informa César Pereira. A fiscalização durante a folia será feita pela equipe de controle urbano. De acordo com o secretário, há dois pedidos pendentes de casa-camarote na Secretaria de Patrimônio. A Mansão Bonfim (um deles) anunciou a transferência do evento para a Avenida Olinda, no Varadouro.

                  Para Ana Rosa Costa, moradora da Cidade Alta, faltou meio-termo na iniciativa da prefeitura. “Suspender casa-camarote e não oferecer infraestrutura para o Carnaval de rua não trará ganhos. As casas atrapalhavam os desfiles quando o som era voltado para a rua. Isso melhorou quando passou a ser exigido o tratamento acústico”, declara.

                  Rafael Galdino vive em Olinda há 47 anos e não vê incompatibilidade entre a casa-camarote e o desfile das agremiações. “Os blocos não conseguem passar porque tem gente demais nas ruas. O público do camarote fica dentro das casas. Falta organização no Carnaval”, opina.

                  Comerciante e morador do Sítio Histórico, Lula Andrade aprova a nova lei. “Se os polinhos nas casas são proibidos, os empresários também não podem fazer eventos”, diz.

                  Do JC

                  Compartilhe essa notícia:

                    Luiz Henrique anuncia candidatura à presidência do Senado

                    Primeiro nome a entrar oficialmente na disputa, peemedebista não tem apoio do partido. Renan Calheiros, o atual presidente, deve ser lançado como o candidato oficial do PMDB pela principal cadeira da Casa

                    O senador Luiz Henrique (PMDB-SC) anunciou ontem (27) que será candidato à presidência do Senado. No próximo dia 1º, logo após a posse dos 27 senadores eleitos em outubro de 2014, será eleita a Mesa Diretora da Casa. Até o momento, não há candidatos oficiais ao cargo, mas os líderes partidários já consideram que o atual presidente, Renan Calheiros (PMDB-AL), será o nome oficial do partido à reeleição.

                    Tradicionalmente, por contar com a maior bancada do Senado, o PMDB tem a prerrogativa de indicar o nome do presidente, mas os senadores podem quebrar o acordo histórico e eleger um candidato diferente daquele indicado pelo partido.

                    “Um grupo grande de senadores deve lançar uma chapa forte para a disputa. Há uma tendência em direção ao meu nome. Recebi muitos apelos também de companheiros de vários partidos, o que vai nos possibilitar fazer uma chapa forte e bem representativa”, disse Luiz Henrique ao anunciar a candidatura alternativa.

                    O senador admite que não conseguiu “viabilizar” o próprio nome como indicação oficial do seu partido, mas disse que a decisão é “irreversível” e que conta com apoios em outras legendas. “Eu tenho sinalização de vários partidos: PSDB, DEM, PDT, PP e PSD”, afirmou.

                    Luiz Henrique ressaltou que sua candidatura não é de protesto, mas para ganhar e promover mudanças na condução dos trabalhos do Senado. “Eu não vou sair contra o Renan, eu vou sair a favor do Senado e a favor das mudanças reclamadas nas ruas. Como dizia o doutor Ulysses [Guimarães]: ‘o povo quer mudanças. Ou mudamos ou seremos mudados’”, afirmou.

                    A candidatura de Luiz Henrique pode ainda contar com o apoio do PSB, que terá seis senadores a partir da próxima legislatura. A bancada do partido no Senado vai se reunir na noite de hoje para decidir como votará na eleição para a presidência da Casa.

                    Segundo a líder do PSB, Lídice da Mata (BA), a pauta da reunião será sobre a proposta de lançar o nome do senador Antônio Carlos Valadares (SE) ao cargo. No entanto, a decisão ainda será discutida e tomada apenas se o partido tiver apoio suficiente das outras legendas para ganhar.

                    “Vamos conversar hoje, porque não teria sentido expormos o nome do nosso senador mais antigo, nosso líder, um senador que já tem três mandatos, a ser um candidato sem apoio”, disse a líder do PSB pouco antes de receber Luiz Henrique e os colegas Ricardo Ferraço (PMDB-ES) e Waldemir Moka (PMDB-MS) para a reunião em que o nome do parlamentar catarinense foi oficializado.

                    De acordo com Lídice, há um clima de “desconforto” no Senado, porque Renan Calheiros não admitiu ainda que é candidato à reeleição. Lídice destacou que, apesar de o acordo histórico definir que o partido com maior bancada indica o nome para a presidência, isso não significa que as demais legendas sejam ignoradas. “Não é uma resistência ao nome do Renan. É uma resistência ao PMDB manter as decisões em segredo. É o tal do candidato em off”, definiu a líder pessebista.

                    Além da eleição para a presidência do Senado, no próximo domingo, os senadores também podem fazer a eleição dos demais membros da Mesa Diretora. A definição de quem ocupará cargos como 1ª vice-presidência e 1ª secretaria também deve obedecer ao critério da proporcionalidade, com o PT sendo o próximo a fazer indicações, por ter a segunda maior bancada. Em seguida, provavelmente na segunda-feira (2), os senadores elegerão os presidentes das comissões permanentes da Casa, seguindo o mesmo critério.

                    Da Agência Brasil

                    Compartilhe essa notícia:

                      Polícia Federal vai investigar mais dez empreiteiras na Lava Jato

                      A Polícia Federal (PF) abriu mais dez inquéritos para investigar empresas suspeitas de participar do esquema de corrupção em contratos com a Petrobras. Por determinação do delegado Eduardo Mauat, chefe da investigação da Operação Lava Jato, a PF vai investigar possível envolvimento de diretores e funcionários nos desvios.

                      De acordo com a PF, serão investigadas as empreiteiras Andrade Gutierrez, Setal Engenharia, MPE Montagens e Projetos Especiais, Alusa Engenharia S/A, Promon Engenharia, Techint Engenharia e Construção S/A, Skanska Brasil, GDK, Schahin Engenharia e a Carioca Christiani Nielsen Engenharia.

                      Na última fase da Operação Lava Jato, executivos das empreiteiras Engevix, OAS, Galvão Engenharia, Mendes Júnior, Camargo Correa e UTC Engenharia se tornaram réus em ações oriundas das investigações da PF. De acordo com depoimentos de delação premiada, as empresas são acusadas de formação de cartel em contratos com a Petrobras.

                      Por André Richter – Repórter da Agência Brasil

                      Compartilhe essa notícia:

                        Dilma pede a ministros austeridade nos gastos e ações de combate à corrupção

                        Dilma (PT) Informe-PENa primeira reunião com todos os ministros em seu segundo mandato, a presidenta Dilma Rousseff pediu ontem (27) austeridade nos gastos e ações para combater a corrupção no governo. “Todos vocês devem atuar sempre orientados pelo compromisso com a correção e a lisura. Espero que enfrentem com firmeza todo e qualquer indício de mau uso do dinheiro público nas áreas sob seu comando.”

                        Com o corte de orçamento dos ministérios, a recomendação da presidenta é que, mesmo com menos recursos, os ministros deem andamento aos projetos de suas pastas. “As restrições exigirão mais eficiência nos gastos, tarefa que – estou certa – todos executarão com excelência. Vamos fazer mais gastando menos”, disse.

                        A presidenta informou que enviará ao Congresso Nacional no próximo mês propostas para aperfeiçoar o processo de combate à corrupção, conforme promessa de campanha, “Defendemos um pacto nacional contra a corrupção que envolve todas as esferas de governo, de poder, tanto no ambiente público como no privado. Seremos implacáveis no combate aos corruptores e aos corruptos.”

                        Dilma acrescentou que o governo estimulará o debate sobre reforma política ainda no primeiro semestre deste ano. Ela recomendou que os ministros reajam a boatos e levem a posição do governo à opinião pública. “Sejam claros e precisos e se façam entender. Não podemos deixar dúvidas”, ressaltou.

                        A presidenta destacou que o governo ampliará as concessões e autorizações ao setor privado de rodovias, portos e aeroportos, além de realizar concessões em outras áreas, como hidrovias e dragagem de portos. Outro anúncio foi o do lançamento de um programa de desburocratização das ações do governo. “Menos burocracia representa menos tempo e menos recursos gastos em tarefas acessórias e secundárias”, assinalou.

                        Dilma voltou a defender a Petrobras, afirmando que a apuração e as punições devem ocorrer “com rigor”, mas sem deixar de acreditar na “mais brasileira das empresas”, a mais estratégica, que mais contrata e investe no país.

                        “Temos de continuar apostando na melhoria da governança da Petrobras. Aliás, de todas as empresas privadas e, em especial, das empresas públicas”. Segundo ela, o ato de “fechar as portas para a corrupção” não pode fechar as portas para o “crescimento, progresso e emprego”.

                        Em referência às empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, a presidenta recomendou que as empresas essenciais para o Brasil não devem ser destruídas. “Punir, ser capaz de combater a corrupção, não pode significar a destruição de empresas privadas. As empresas têm de ser preservadas. As pessoas culpadas é que têm de ser punidas.”

                        Dilma pediu aos ministros que trabalhem para dar sequência ao projeto político implantado desde seu primeiro mandato. Para ela, o governo deverá ser, ao mesmo tempo, de continuidade e mudanças.

                        “Nossa tarefa será manter o projeto de desenvolvimento iniciado em 2003, mas dar continuidade com avanços, com mudanças que darão mais consistência e velocidade a esse projeto”. Ela também recomendou que os ministros aperfeiçoem o diálogo com Congresso, prefeitos e governadores e com movimentos sociais.

                        A presidenta revelou que a falta de chuvas no país reflete-se nos preços da energia em todo o Brasil e na oferta de água, especialmente na Região Sudeste. Segundo ela, o governo federal apoiou e continuará apoiando de todas as formas, inclusive com “vultosos investimentos”, as demandas dos governos estaduais, que são responsáveis diretamente pelo sistema de abastecimento de água.

                        Esta é a primeira reunião ministerial do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. O encontro é realizado na Residência Oficial da Granja do Torto, em Brasília. Todos os 39 ministros estão presentes. 

                        Por Paulo Victor Chagas e Sabrina Craide – Repórteres da Agência Brasil

                        Compartilhe essa notícia:

                          Vaga: Analista de Suporte e Atendimento

                          Empresa: Interadapt Solutions S/A

                          Local de Trabalho: Recife
                          Número de Vagas: 3

                          Pré-requisitos: Escolaridade: Cursando Técnico / Superior em TI. Desejáveis Certificações: ITIL V3 Curso e Certificado HDI, MS-Office 2007, MCSA 70-680 e 70-685.

                          Descrição da Vaga: Possuir experiência de 6 meses em service desk; operação de microcomputadores, com utilização de software.

                          Como se Candidatar: Enviando o currículo para o email: gislaine.ribeiro@interadapt-econocom.com.br com o assunto: Vagas para Pernambuco

                          Compartilhe essa notícia:

                            Vaga: Assistente de Licitação

                            Empresa: Central Distribuidora de Medicamentos – Grupo CDM

                            Local de Trabalho: Recife
                            Número de Vagas: 01

                            Pré-requisitos: Experiência mínima em distribuidora de medicamentos de 6 meses.

                            Descrição da Vaga: Efetuação de vendas públicas diretas, cotações, busca de editais, contato direto com os órgãos públicos, apoio aos demais integrantes da equipe e elaboração de relatórios. Desejável experiência anterior em distribuidora de medicamentos.

                            Como se Candidatar: Encaminhar currículo para rh@grupocdm.com.br

                            Compartilhe essa notícia:

                              Vaga: Lavador de veículos

                              Perfil da vaga: Não é necessário ter experiência com lavagem de veículos, Ter experiência com serviço de limpeza. Recém saído do serviço militar (será um diferencial).

                              Escolaridade mínima: primeiro grau completo.

                              Residir nas proximidades do bairro do Ipsep, Imbiribeira, Afogados, Pina, Boa viagem, Centro da Cidade de Recife.

                              Ter disponibilidade para trabalhar no horário das 14 às 22 horas e ter disposição física.

                              Oferecemos: Salário inicial R$ 790,00 após 3 meses R$ 820,00 e Vale transporte.

                              Os interessados deverão enviar seu currículo com o título do email: Lavador para recrutamento@aurearh.com.br Ou deixar o currículo na Rua Cardeal Arcoverde, nº 289 Graças – Recife.

                              Mais informações telefonar para: 3031.6803 / 99210845 tim/ 8734.3133 oi

                              Compartilhe essa notícia:

                                Charge: Encantador de reajuste

                                bonifacio4.jpg.pagespeed.ce.b3bpVywlWa

                                Essa Charge e muitas outras imagens de Humor Político você encontra no Blog do Bocão. O melhor Blog de Humor do Nordeste. 

                                Site: www.blogdobocao.com Facebook: www.facebook.com/blogdobocao

                                Compartilhe essa notícia:

                                  Começa hoje cadastramento de comerciantes para o carnaval de Olinda

                                  Tem início hoje (27), o cadastramento dos comerciantes que pretendem trabalhar nas ruas do Sítio Histórico de Olinda durante o Carnaval. Desta terça-feira (27) até a próxima sexta-feira, dia 30 de janeiro, serão atendidas as pessoas que já comercializaram bebidas e alimentos no evento do ano passado. Eles devem comparecer das 9h às 17h, à Secretaria de Planejamento e Controle Urbano de Olinda, na Estrada do Bonsucesso, 306 – Bonsucesso.

                                  Os comerciantes e ambulantes que pretendem trabalhar pela primeira vez deverão procurar a Secretaria somente na próxima semana, no período de 03 a 06 de fevereiro, no mesmo local e horários. Para o cadastramento é preciso apresentar original e cópia da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além de uma foto 3×4.

                                  A taxa pela utilização do solo varia de acordo com o tamanho do empreendimento. As barracas de nove metros quadrados, geralmente cedidas pela cervejaria que patrocina o Carnaval na cidade, ocupam um espaço maior na calçada e, por isso, seus proprietários terão que desembolsar R$ 514,95. Espaços menores, como tabuleiros, carros de mão e isopor, têm o custo de R$ 159,58. Os moradores que desejarem utilizar as portas e janelas das casas como ponto de comércio devem pagar uma taxa de R$ 289,33.

                                  Do Blog do Olinda Hoje parceiro do Informe-PE

                                  Compartilhe essa notícia:

                                    Dilma avalizará ajuste e pedirá unidade na primeira reunião ministerial

                                    dilma rousseff

                                    Na primeira reunião com os ministros de seu segundo governo, a presidente Dilma Rousseff defenderá, na tarde desta terça-feira (27), a necessidade de cortar gastos e promover o ajuste fiscal, mas sem abandonar a retórica social. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a presidente pretende fazer um discurso otimista, pedir unidade aos seus 39 ministros e apontar o ciclo de oportunidades que o país terá após superar as dificuldades na economia. Ela também vai pedir empenho e criatividade de todos para que o governo enfrente o desgaste das medidas impopulares.

                                    O encontro será realizado na Granja do Torto, casa de campo da Presidência, e será sucedido por um jantar de confraternização entre Dilma e seus auxiliares do primeiro escalão. Ainda segundo o Estadão, a petista escalou os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Tereza Campelo (Desenvolvimento Social) para fazerem uma apresentação ao restante da equipe.

                                    Levy explicará as novas medidas econômicas adotadas pelo governo, consideradas ortodoxas e conservadoras por uma parte do PT. Já Tereza falará sobre os resultados na área social do programa Brasil sem Miséria.

                                    De acordo com o Estadão, Dilma também dirá que os direitos dos trabalhadores serão respeitados, mesmo com o endurecimento das regras para a concessão de benefícios como auxílio-doença, seguro-desemprego e abono salarial, medidas anunciadas para provocar economia de R$ 18 bilhões por ano aos cofres públicos. As mudanças enfrentam resistência de parte do PT e de sindicalistas, que veem nas alterações das regras a restrição de direitos trabalhistas, o que vai na contramão do discurso da petista durante sua campanha eleitoral.

                                    Compartilhe essa notícia:

                                      Justiça bloqueia R$ 118 milhões de investigados na Operação Lava Jato

                                      A Justiça Federal em Curitiba atualizou hoje (27) para R$ 118 milhões o valor bloqueado nas contas pessoais e de investimentos de 16 investigados e três empresas alvos da Operação Lava Jato.

                                      No ano passado, por determinação do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações, os ativos dos investigados foram bloqueados até o limite de R$ 20 milhões, de modo a garantir o ressarcimento em caso de condenação pelos desvios em contratos da Petrobras. 

                                      A atualização dos valores foi determinada pela juíza substituta Gabriela Hardt durante o recesso. A tabela servirá para que a liberação dos valores que ultrapassaram o limite possa ser concluída.

                                      Por determinação da juíza, as contas de Ricardo Pessoa, diretor da empreiteira UTC, preso em novembro do ano passado, na sétima fase da operação, ficaram livres para movimentação dos titulares, sem prejuízo do bloqueio de R$ 20 milhões.

                                      Os advogados de Pessoa pediram à Justiça autorização para que a esposa dele movimente a conta e consiga pagar despesas pessoais da família.

                                      Por André Richter – Repórter da Agência Brasil

                                      Compartilhe essa notícia:

                                        Saiba como se inscrever no ProUni e concorrer a uma bolsa no ensino superior

                                        O estudante que se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni), a partir da segunda-feira (26), pode escolher até duas opções de curso, mas deve ficar atento às chamadas e prazos para matrícula. Nesta edição, o ProUni oferece 213.113 bolsas de estudo em instituições privadas de educação superior. Do total, 135.616 bolsas são integrais e 77.497 são parciais. As inscrições vão até o próximo dia 29, apenas no site do programa.

                                        O candidato se inscreve no ProUni usando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. Uma das condições é ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das provas e não ter tirado zero na redação. Para obter a bolsa integral, é preciso comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo. Para bolsa de 50%, vale renda até três salários mínimos.

                                        Para se inscrever, o estudante precisa informar o número de inscrição e senha no Enem. Caso tenha esquecido esses dados, pode recuperá-los na página do Enem. Ao fazer a inscrição, o candidato escolhe, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno. Quem tem deficiência ou se autodeclarar indígena, preto ou pardo, poderá optar por concorrer às bolsas destinadas às políticas de ações afirmativas.

                                        A partir do segundo dia de inscrição, o Prouni calcula a nota de corte – menor nota para ficar entre os potencialmente pré-selecionados. Caso o estudante queira, pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

                                        A primeira seleção de 2015 do ProUn, terá duas chamadas. O resultado da primeira seleçao será divulgado no dia 2 de fevereiro na página do ProUni na internet e pelas instituições participantes do programa. O resultado da segunda chamada sairá no dia 19 de fevereiro.

                                        Os pré-selecionados devem ir à instituição selecionada levando documentos que comprovem as informações da ficha de inscrição. A pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa, condicionando a efetivação à aprovação nas fases posteriores e à formação de turma no período letivo inicial do curso.

                                        O prazo para comprovação das informações dos candidatos pré-selecionados na primeira chamada será de 2 a 9 de fevereiro, e na segunda chamada o prazo será de 19 a 24 de fevereiro. Quem não for pré-selecionado pode participar da lista de espera, entre os dias 2 e 3 de março, na página do ProUni.

                                        Podem participar da seleção os candidatos sem diploma de curso superior. Os estudantes ainda devem atender a pelo menos uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em escola da rede privada, na condição de bolsista; ser pessoa com deficiência, ou professor da rede pública em educação básica; e concorrer a bolsas exclusivamente de licenciatura.

                                        Por Yara Aquino, da Agência Brasil

                                        Compartilhe essa notícia:
                                          background